16 novembro 2018

[News]Com apenas 8 anos, Carol Ratton se reveza em cartaz com duas peças e se destaca como atriz


Ela pode ser pequena ainda, mas o tamanho dos elogios que ecebe e de quem eles vêm são enormes. Com apenas 8 anos de idade, Carol Ratton vem conquistando cada vez mais seu espaço no meio e respeito e admiração da classe artística. A atriz mirim, que tem apenas 1 ano de carreira, está em cartaz em duas peças no Rio de Janeiro, “Contando Estrelas” e “Voo ou não voo” e já é vista como uma grande promessa pelas diretoras dos espetáculos e colegas de elenco.
"Carol é uma das atrizes mais talentosas que conheço. Com sua intensidade, verdade e carisma encanta a todos que tem a felicidade de conhecer seu trabalho incrível! Sou fã dela”, conta Andrea Avancini, diretora de “Contando Estrelas” e também atriz.
Segundo Carol, a paixão pela arte veio desde cedo. “Desde pequena sempre gostei de representar e cantar. Quando fiz 7 anos, meus pais perguntaram se eu queria fazer teatro, e eu disse SIM! Estou há um ano nisso, e já fiz 3 peças! Estou amando”, a atriz mirim conta ainda que não fica nervosa em cena: “Fico super solta e feliz”.
Juliana Kelling, diretora da outra peça na qual Carol está atuando, “Voo ou não voo”, também se enche de orgulho ao falar da atriz: "Carol é uma menina iluminada, talentosa e doce. Acredito nela e sei o quanto ela vai crescer muito! Uma princesa linda que eu admiro e agradeço   Deus pela oportunidade de trabalhar com essa grande estrela que é uma promessa no nosso meio artístico”.
Já o músico e diretor Pedro Sol Blanco, com quem Carol fez sua primeira peça, “No Mundo da Música”, fala que o que o encantou na atriz mirim é sua veracidade: “A Carol em cena simplesmente é quem ela é na vida real, essa veracidade em cena não se aprende e nem se ensina, de fato ela nasceu para brilhar nos palcos, cantando e atuando de verdade”.
Para o futuro, Carol garante que quer continuar fazendo o que mais ama. E ela destaca com quem gostaria de contracenar:” O sonho da minha vida é estar no palco atuando e cantando o tempo todo. Eu adoraria contracenar com as tias Andrea (Avancini), Juliana (Kelling) e Raquel (Fabbri), e com a minha amiga Camila (Santanioni). Além delas, adoraria conhecer e trabalhar com a Larissa Manoela”.

Sobre Contando Estrelas
Com direção de Andrea Avancini, o espetáculo tem uma história que traz à tona temas bastante esquecidos nos tempos de hoje, como "generosidade" e "amor ao próximo". Na peça Carol interpreta Ana, uma menina órfã, que vende flores, meiga, sonhadora e com um espírito muito forte. “Éuma história linda, emocionante e mágica, mas também com boas risadas e uma mensagem sobre nunca deixar de ter esperança e fé em dias melhores”, completa a atriz.

Sobre ‘Voo ou não voo’

Com o autor e coreógrafo: Leon Borghes e direção de Juliana Kelling, a peça traz uma história hilária, onde passageiros e tripulação precisam lidar com situações inesperadas.
A companhia aérea Can Fly AirLines com destino a Dubai , faz uma viagem com voo fretado para o Beauty Congress, um congresso de beleza nos Emirados Árabes. Em quase 15 horas de voo a tripulação se vê em uma aventura nas alturas, exaltando as personalidades mais contrastantes de uma turbulenta viagem. Carol interpreta Betina Rios, uma passageira que tem pavor de altura e fica histérica por qualquer coisa, surtando sempre que algo diferente acontece no avião. “É uma história divertida do início ao fim e tem coreografias bem legais”, conta a atriz.

Serviço:

Contando Estrelas

Local: Teatro dos Grandes Atores – Barra Square: Av. das Américas, 3555 – Barra da Tijuca

Horário: Aos sábado às 18h30

Temporada: 3 a 24 de novembro

Preço: R$ 60,00 (inteira) / R$ 30,00 (meia)

Texto: Gleyson Spadetti

Direção: Andréa Avancini

Musica Tema Original: Tita Garcia                 

Produção: Agência Cintra & Andréa Avancini Produções

Voo ou não voo

Local: Teatro dos Grandes Atores – Barra Square: Av. das Américas, 3555 – Barra da Tijuca

Horário: Aos domingos, às 18h

Temporada: 4 a 25 de novembro

Preço: R$ 60,00 (inteira) / R$ 30,00 (meia)

Autor e Coreografia: Leon Borghes

Direção: Juliana Kelling

Produção: Vivi Medeiros

Realização: Agência Cintra


Nenhum comentário

Postar um comentário