21 janeiro 2018

[News] Nova série da Marvel ganha trailer e data de estreia


A Marvel anunciou que sua nova série, Cloak and dagger (O manto e a adaga) estreará nos EUA no dia 7 de junho  pela plataforma Freeform mas ainda está sem previsão de estréia no Brasil.
Baseado nos personagens dos quadrinhos criados por Bill Mantlo e Ed Hannigan,a série contará a história dos adolescentes Tandy Bowen (Olivia Holt) e Tyrone Johnson (Aubrey Joseph) lidando com suas recéns-descobertas habilidades: Tandy pode emitir adagas de luz enquanto Tyrone pode mergulhar as pessoas na escuridão. Eles se encontram um dia numa festa e após Tyrone perceber que teve sua carteira furtada, ele corre atrás de Tandy. Durante uma perseguição em um cemitério, eles acabam colidindo e um jorro de luz irrompe das mãos de Tandy e cada um é arremessado em uma direção diferente, um lembrete de que se conheceram crianças sob circunstâncias bem diferentes. 
Também estão no elenco Andrea Roth como Melissa Bowen, mãe de Tandy, Gloria Reuben como Adina, mãe de Tyrone, Miles Mussenden como Michael, pai de Tyrone, Carl Lundstedt como Liam, amigo de Tandy, James Saito como Dr.Bernard Sanjo e J.D. Evermore como o Detetive Connors.
  
                   Trailer:



                              Sneak peek:





[News] Nova temporada de Star Wars Rebels estreia em Fevereiro no Disney XD


O início do fim começa em 3 de Fevereiro às 10h quando a aclamada série de animação Star Wars Rebels retorna ao canal Disney XD com novos episódios. Cada vez mais perto de seu grand finale, a série irá ao ar todos os sábados do mês.

Star Wars Rebels é uma criação de Dave Filoni (Star Wars: A Guerra dos Clones), Simon Kinberg (X-Men: Dias de um Futuro Esquecido) e Carrie Beck, com produção executiva de Filoni e Kinberg. Para comemorar, a Disney lançou o trailer e o pôster da série. 


Confira abaixo:






[Resenha] O perfume da folha de chá

Sinopse:
Em 1925, a jovem Gwendolyn Hooper parte de navio da Escócia para se encontrar com seu marido, Laurencek no exótico Ceilão, do outro lado do mundo. Recém-casados e apaixonados, eles são a definição do casal aristocrático perfeito: a bela dama britânica e o proprietário de uma das fazendas de chás mais prósperas do império. Mas ao chegar à mansão na paradisíaca propriedade Hooper, nada é como Gwendolyn imaginava: os funcionários parecem rancorosos e calados, e os vizinhos, traiçoeiros. Seu marido, apesar de afetuoso, demonstra guardar segredos sombrios do passado e recusa-se a conversar sobre certos assuntos. Ao descobrir que está grávida, a jovem sente-se feliz pela primeira vez desde que chegou ao Ceilão. Mas, no dia de dar à luz, algo inesperado se revela. Agora, é ela quem se vê obrigada a manter em sigilo algo terrível, sob o preço de ver sua família desfeita.
O que eu achei?
Gween é uma mulher elegante que sempre viveu na Inglaterra, mas um dia se apaixonou por Lawrence, um produtor de chá que vive no Celião. E por amor ela deixará toda sua vida para ir de encontro a seu grande amor.

Assim que chega no Celião, Gwen encontra e se debate contra um calor que nunca sentiu tanto calor na vida, um lugar belo com um tom alaranjado no horizonte.
Detalhe: que ao ler o livro por diversos momentos pude ver e sentir como seria viver ali, a ambientação que Dinah cria é incrivelmente descrita e detalhada.
Inicialmente eu achei o livro meio arrastado, justamente pela riqueza de detalhes, mas posteriormente acabei me encantando por perceber que era necessário.
Gwen tinha grandes expectativas ao reencontrar seu esposo, mas os principais são: O amor e o desejo ainda estariam presentes?

Assim que chega na sua nova casa, Gwen sente que seu marido está diferente, e terá que viver com uma vida um pouco diferente da que levava. Seu marido sente tesão por ela e isso não deixa dúvidas que o amor está presente e seu desejo também, mas o que afinal está se passando?
Lawrence deixa sua mulher livre para comandar sua casa e seus empregados e descobre que Gwen tem uma força que jamais poderia imaginar. Aos poucos ela começa a tomar para si brigas territoriais e até mesmo a se meter nos negócios de seu marido. As coisas parecem que se encaixam, até o momento que Gwen engravida.

O que vem a seguir é digno de uma novela mexicana, sim meus caros, tudo irá mudar quando durante o parto Gwen descobre que tem gêmeos, isso seria um ótimo motivos de felicidade não é mesmo?
Mas e se eu te contasse que um filho era branco e outro negro, sua opinião continuaria a mesma?
Sendo que uma bela noite em que estava bêbada Gwen lembra de um amigo de seu marido ter a elogiado, e que ele a levou até um quarto, e estas são as únicas lembranças que ela tem desta noite. Afinal o que será que aconteceu?

O livro é muito bem escrito e narrado de forma a desejar saber cada vez mais o que acontece.
Dinah escreve de forma tentadora e rebuscada, tem o dom de nos envolver nos mistérios da história e assim depois da 100ª página me animei, a riqueza de detalhes por vezes chegou a me atrapalhar, mas depois disso a história se desenvolve de uma forma incrível.
E o final do livro meus queridos... é EMOCIONANTE! E me fez refletir que por diversos momentos de nossa vida levamos algo como verdade, independente dos fatos. Leiam e se apaixonem por esta história de amor e prepare-se para toda e qualquer reviravolta.

[Programação] Agenda Cultural RJ - 21/01

Separamos alguns dos melhores espetáculos que irão ocorrer na cidade maravilhosa esta semana. Confira!

O MÁGICO DE OZ

De 13/01 a 04/02 Sábado e domingo 14:30 A peça conta a história da menina Doroty que foi levada a Terra de Oz por um tornado. Para voltar para casa, a menina, com auxílio de um espantalho, homem de lata e um leão, precisa encontrar o poderoso Mágico de Oz, único capaz de mandá-la de volta para o lugar de origem. Porém precisa enfrentar a Bruxa Má do Oeste para conseguir este retorno. VALOR: R$ 50,00 (Inteira) Classificação: Livre
Local: Teatro Miguel Falabella

PONTO DE VISTA

De 12/01 à 04/02
sexta e sábado 23h domingo 22h O espetáculo reúne inúmeras histórias do cotidiano de um deficiente visual colocadas numa narrativa bem-humorada. Através da comédia teatral, o público passa a participar das vivências e observações relacionadas ao dia a dia de um cego com versatilidade e bom humor sobre temas relacionados à vida. Sexta R$50,00 (inteira) Sábado e domingo R$ 60,00 (inteira) Classificação: 14 anos
Local: Teatro Miguel Falabella

SACOLÃO DE RISADAS com Pedro Manso


Janeiro 18 e 25 Fevereiro 01 a 22 Às 18h No show Pedro Manso faz várias imitações como: Faustão, Sílvio Santos, Galvão Bueno, Marcelo Rezende, Datena, Clodovil, Cid Moreira, Tiririca, Maguila, Ronaldo Fenômeno, Romário, Pelé, Zico, etc. Pedro Manso é um grande contador de piadas e causos e um dos melhores comediantes do Brasil! Valor: R$60,00 (inteira). Classificação: 14 anos
Local: Teatro Miguel Falabella

Stand Up Musical - OLÁ LAIR

Todas as quintas Dias 25/01 e 01, 08, 15, 22/02 às 21h O jornalista e apresentador Lair Rennó está em turnê com seu stand up musical. É cantando e contando histórias engraçadas, as curiosidades, gafes e os bastidores da profissão que Lair vai fazer o público se divertir e se emocionar. Valor: R$60,00 (inteira). Classificação: Livre
Local: Teatro Miguel Falabella

EU COMIGO MESMO

12/01 a 25/02 Sexta e Sábado 21h Domingo 20h Se você acha que já riu de tudo, vai se surpreender com Rafael Portugal. O ator do Porta dos Fundos apresenta no seu espetáculo inédito ‘Eu comigo mesmo’ a rapidez do stand up aliada à criatividade na composição de um personagem inusitado em um show de humor e comédia no ritmo certo que vai entreter, contagiar e fazer o público se divertir. Valor: R$60,00 (inteira) Classificação: 14 anos
Local: Teatro Miguel Falabella

RAYMOND DEPARDON - Un moment si doux


30 de outubro a 22 de janeiro
Segunda, quarta, quinta, sexta, sábado e domingo - 09h às 21h

Retrospectiva do fotógrafo e cineasta francês Raymond Depardon que reúne 165 obras em cores do artista, feitas entre 1950 e 2013, sendo a maior parte inédita. A exposição de fotografias “Um moment si doux”  foi apresentada com muito sucesso de público e crítica em 2014/2015, no famoso Le Grand Palais, em Paris, e no museu MUCEM, em Marselha. As fotos selecionadas cobrem Europa, América Latina, África e Brasil, e incluem grandes formatos espetaculares.

Entrada Franca
Local: CCBB RJ


5ª COMÉDIA

O grupo “5 Pra Humor” que é formado pelos humoristas Jeffinho Farias (A Praça é Nossa), Kwesny (Pânico na TV), Matheus MAD (Facebook) e Yuri Marçal (“Quem Chega Lá” – Domingão do Faustão), estarão se apresentando, a partir de janeiro, todas as quintas feiras no Teatro dos Quatro, e cada semana eles irão receber o quinto elemento do grupo, que será um convidado do grupo, diferentes e de peso no cenário de comédia nacional. Matheus Ceará da “Praça é Nossa” abre a rodada de convidados no dia 11/1, já no dia 18/1 é a vez do Bispo Arnaldo, sucesso no Youtube, contar seus “causos”, Paulinho Serra, o humorista da TV Globo, se apresenta no dia 25/1 e, fechando a primeira edição do projeto, no dia 1/2 Lili “A Minha Mãe Deixa”, sucesso no YouTube e Facebook”.

Gênero: Comédia
Classificação: 14 anos
Temporada: 11 de janeiro de 2018 a 01 de fevereiro de 2018
Horário: Todas as quintas-feiras, às 21 horas
Ingressos: Inteira: R$60,00 / Promocional: R$30,00
Informações: (21) 2245-1041
Local: Teatro dos Quatro


A FADA QUE TINHA IDEIAS

Espetáculo Infantil, baseado no aclamado livro de Fernanda Lopes de Almeida. Um dos principais clássicos da literatura infantil brasileira, A Fada que Tinha Ideias volta aos palcos cariocas com direção, produção e adaptação de Herson Capri e Susana Garcia. A primeira temporada se deu durante o Campeonato Mundial de Futebol no Brasil, em junho/julho de 2014 e, apesar do megaevento futebolístico, as sessões estiveram lotadas no Teatro dos Quatro, no Shopping da Gávea. Agora o espetáculo fará temporada no TEATRO DAS ARTES a partir de 4 de novembro.
Gênero: Infantil
Classificação: Livre
Temporada: Até 11 de fevereiro de 2018.
Horário: Sábados e Domingos, às 17h
Ingressos: R$ 60,00 inteira / 30,00 meia
Local: Teatro das Artes

CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBONZINHO

Em razão do grande sucesso, com mais de 5.000 pessoas, “CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBONZINHO” estica temporada para janeiro e fevereiro de 2018, sempre aos sábados e domingos e feriados, às 16 horas, no Teatro Vannucci – Shopping da Gávea.Com roteiro adaptado de um dos maiores clássicos de todos os tempos, o espetáculo teatral infantil “CHAPEUZINHO VERMELHO E O LOBONZINHO” traz uma releitura contemporânea, que despertará interesse das crianças pela abordagem de temas relacionados à preservação do meio ambiente, respeito ao próximo, aos animais, noções de cidadania e tecnologia, tudo de uma forma lúdica e bem humorada.
Temporada:  De 06 janeiro a 04 de fevereiro e de 17 a 25 de fevereiro
Horário: Sábados, Domingos e Feriados às 16h
Classificação Etária: Livre
Duração: 50 minutos
Ingressos: R$ 60,00 (Inteira) R$ 30,00 (Meia)
Local: Teatro Vannucci

CORTA!

A comédia “Corta!”, um divertido espetáculo com Dadá Coelho e Beto Carramanhos, viveu momentos de terror em junho de 2017 ao ver todo seu cenário e backstage consumidos pelo fogo que destruiu o Teatro Clara Nunes. A comédia fará parte do calendário de reinauguração do espaço, que após ampla reforma volta a ser um dos mais importantes espaços culturais da cidade do Rio de Janeiro.

Gênero: Comédia
Classificação: 14 anos
Temporada: De 18 de janeiro de 2018 a 18 de março de 2018
Horário: Quintas, sextas e sábados, às 21h / Domingos, às 20h
Ingressos: Quintas, sextas e domingos: R$ 60,00 e R$ 30,00 (meia) / Sábados: R$ 80,00 e R$ 40,00 (meia)
Informações: (21) 2294-1096
Local: Teatro Clara Nunes

ESPELHO, ESPELHO MEU

“Espelho, espelho meu, existe no mundo alguém mais bela que eu?”
E segue a pergunta mais famosa de todos os tempos dos clássicos infantis no espetáculo de autoria e direção de Anacleto Carindé, em temporada no Teatro Vannucci, Shopping da Gávea, aos sábados e domingos, às 18:30. Nesta história de vaidade, a incansável Rainha Má tem um novo plano para acabar com Branca de Neve sem precisar ficar velha. Desta vez, o veneno não estará em maçãs, mas no líquido do verdadeiro amor.

Endereço: R. Marquês de São Vicente 52, 3º piso, lj. 371, Gávea, Rio de Janeiro. Tel: 2239-8545
Temporada: 07 de setembro a 25 de fevereiro de 2018
Horário: Sábados, Domingos às 18h30
Duração: 55 minutos
Ingressos: R$ 60,00 (Inteira) R$ 30,00 (Meia)
Local: Teatro Vannucci

GATÃO DE MEIA IDADE – A PEÇA

O Gatão (Oscar Magrini) é esse homem que tem de lidar com os dilemas masculinos, com a crise da meia idade, sempre em busca de um novo relacionamento e que se depara com as oito hilariantes mulheres (interpretadas por Leona Cavalli), todas completamente diferentes e repletas de humor em nosso espetáculo. O elenco conta ainda com um boneco ventríloquo que funciona como uma espécie de consciência do Gatão.

Gênero: Adulto
Classificação: 16 anos
Temporada: 05 de janeiro de 2018 a 01 de abril de 2018
Horário: Sexta e Sábados, às 21 horas, Domingos às 20 horas
Ingressos: Sextas: Inteira R$60,00 / Meia R$30,00
Sábados: Inteira R$80,00 / Meia R$40,00
Domingos: Inteira R$70,00/ Meia R$35,00
Informações: (21) 2274-9895
Local: Teatro dos Quatro

HOMEM DO ESPELHO

Delineando diferenças, exprimindo desejos e buscando transformação, O Homem no Espelho vêm apresentar as canções do maior ídolo pop do século XX, Michael Jackson. A encenação reflete formas distorcidas, cria sombras e imagens que permitem ao público o passeio por espaços sensíveis e impalpáveis. As canções ganham novos arranjos, novas interpretações, mas sempre com a marca inconfundível de nosso homenageado. Por fim, buscamos no pensamento dele a mensagem final: viver em paz e harmonia num mundo mais justo!

Gênero: Musical
Temporada: Estréia dia 03/01 até dia 31/01
Horários: Segundas e Quartas às 21h
Ingressos: R$ 80,00
Local: Teatro das Artes

MANAKÁ PASSARINHEIRO

Depois de conquistar o reconhecimento da crítica especializada com as dramaturgias do infantojuvenil O Menino Mais Rico do Mundo e do premiado musical O Cravo e A Rosa e do público como o personagem Tatu, da novela Chiquititas, do SBT, Xico Abreu volta aos palcos após três anos, cheio de novidades. Ao lado da esposa, a cantora e atriz Livia Izar, ele forma a mais nova dupla musical voltada para a infância, Manaká Passarinheiro. Sob direção do Luís Igreja (indicado ao Emmy Awards® 2017 pelo programa Tem Criança na Cozinha – Canal Gloob), ela apresenta o musical cênico Aventuras Cantadas, em turnê pelo Brasil. Depois de passar por Curitiba e São Paulo, chega ao Rio de Janeiro no dia 13 de janeiro, no Teatro dos Quatro, Shopping da Gávea, até o fim de fevereiro.

Gênero: Musical
Classificação: Livre
Temporada: De 13 de janeiro de 2018 a 25 de fevereiro de 2018
Horário: Sábados e domingos, às 15h
Ingressos: R$ 50 (inteira) / R$ 25 (meia)
Informações: (21) 2239-1095
Local: Teatro dos Quatro

A ALMA IMORAL

Comemorando 11 anos consecutivos em cartaz em 2017 desde sua estreia em 2006, "A ALMA IMORAL", de Clarice Niskier, volta ao Rio para curta temporada no Teatro OI Casagrande em janeiro de 2018. A peça, que já ultrapassa a marca dos 400.000 espectadores, vem se apresentado com êxito para as mais variadas platéias – desde apresentações intimistas em pequenas salas até sessões ao ar livre para platéias com mais de 1.000 pessoas, como na Virada Cultural de São Paulo, em 2012.

Dias, horários e valores:  Quarta às 21:00 - R$ 100,00 (Valor inteira)
Duração: 80 minutos
Temporada: De 10/01/2018 Até 07/02/2018
Contato: (21) 2511-0800
Classificação:  18 anos
Local: Teatro Oi Casa Grande


BIBI, UMA VIDA EM MUSICAL

“Não consigo lembrar de mim fora de um teatro”. É assim que Bibi Ferreira, 95 anos, 76 como atriz, cantora, diretora e produtora, se descreve. A trajetória pessoal e profissional dessa estrela brasileira só poderia ser contada e celebrada levando para o palco o próprio palco, das companhias de comédia, do teatro de revista, dos grandes musicais e do teatro engajado em que ela atuou. 
E assim é BIBI, uma vida em musical, um espetáculo inédito, escrito por Artur Xexéo e Luanna Guimarães, sob direção geral de Tadeu Aguiar, que tem estreia nacional em 5 de janeiro de 2018, no Teatro Oi Casa Grande, no Rio de Janeiro.

Dias, horários e valores: Quinta às 20:30 - R$ 150,00 (Valor inteira), Sexta às 20:30 - R$ 150,00 (Valor inteira), Sábado às 17:00 e 21:00 - R$ 150,00 (Valor inteira) e Domingo às 19:00 - R$ 150,00 (Valor inteira)
Temporada: De 05/01/2018 Até 01/04/2018
Contato: (21) 2511-0800
Classificação: 10 anos
Genero: Musical
Local: Teatro Oi Casa Grande






Por Leonardo Alves

20 janeiro 2018

[Lançamentos] Editora Arqueiro

    Venha conhecer os lançamentos da Editora Arqueiro de janeiro!

  Outlander, vol 1, por Diana Gabaldon:

Em 1945, no final da Segunda Guerra Mundial, a enfermeira Claire Randall volta para os braços do marido, com quem desfruta uma segunda lua de mel em Inverness, nas Ilhas Britânicas. Durante a viagem, ela é atraída para um antigo círculo de pedras, no qual testemunha rituais misteriosos. Dias depois, quando resolve retornar ao local, algo inexplicável acontece: de repente se vê no ano de 1743, numa Escócia violenta e dominada por clãs guerreiros.
 Tão logo percebe que foi arrastada para o passado por forças que não compreende, Claire precisa enfrentar intrigas e perigos que podem ameaçar a sua vida e partir o seu coração. Ao conhecer Jamie, um jovem guerreiro das Terras Altas, sente-se cada vez mais dividida entre a fidelidade ao marido e o desejo pelo escocês. Será ela capaz de resistir a uma paixão arrebatadora e regressar ao presente?

Outlander, vol 2: A libélula no âmbar, de Diana Gabaldon


Claire Randall guardou um segredo por vinte anos. Ao voltar para as majestosas Terras Altas da Escócia, envoltas em brumas e mistério, está disposta a revelar à sua filha Brianna a surpreendente história do seu nascimento. É chegada a hora de contar a verdade sobre um antigo círculo de pedras, sobre um amor que transcende as fronteiras do tempo... e sobre o guerreiro escocês que a levou da segurança do século XX para os perigos do século XVIII.
O legado de sangue e desejo que envolve Brianna finalmente vem à tona quando Claire relembra a sua jornada em uma corte parisiense cheia de intrigas e conflitos, correndo contra o tempo para evitar o destino trágico da revolta dos escoceses. Mesmo com tudo o que conhece sobre o futuro, como será possível salvar a vida de James Fraser e da criança que carrega no ventre?

Meia guerra, de Joe Abercrombie

A outra metade é travada com palavras.
A princesa Skara vê todos os que ama morrerem na sua frente e o seu palácio ser consumido pelas chamas. Tudo o que lhe resta são palavras... Mas palavras podem ser tão letais quanto armas. Disposta a se vingar, ela enfrenta seus medos e aguça a inteligência, indo atrás de pai Yarvi.
O ministro de Gettland já percorreu um longo caminho desde a escravidão, fazendo aliados entre antigos rivais e estabelecendo uma paz instável. Porém, agora, a cruel avó Wexen arregimenta o maior exército desde que os elfos guerrearam contra a Divindade Única e põe Yilling, o Brilhante, como seu comandante – um homem que venera apenas a Morte.
Skara pode ser a peça que faltava para forjar de vez a aliança entre Gettland e Vansterland, alicerçada na fortaleza de seus antepassados, pronta a enfrentar a fúria do Rei Supremo. Nessa guerra, ela contará com o apoio de uma ministra inexperiente, mas leal, e de um matador imprudente que espera superar fantasmas de antigos conflitos sangrentos.
Neste último episódio da série Mar Despedaçado, finalista do British Fantasy Awards, Skara e Yarvi lideram a grande e aguardada batalha rumo a um desfecho inimaginável.

A coroa da vingança, de Colleen Houck:

Meses após sua pacata vida como herdeira milionária sofrer uma reviravolta e ela embarcar numa vertiginosa jornada pelo Egito, Lilliana Young está praticamente de volta à estaca zero.
Suas lembranças das aventuras egípcias e, especialmente, de Amon, o príncipe do sol, foram apagadas, e só resta a Lily atribuir os vestígios de estranhos acontecimentos a um sonho exótico. A não ser por um detalhe: duas estranhas vozes em sua mente, que pertencem a uma leoa e uma fada, a convencem de que ela não é mais a mesma e que seu corpo está se preparando para se transformar em outro ser.
Enquanto tenta dar sentido a tudo isso, Lily descobre que as forças do mal almejam destruir muito mais que sua sanidade mental – o que está em jogo é o futuro da humanidade.Seth, o obscuro deus do caos, está prestes a se libertar da prisão onde se encontra confinado há milhares de anos, decidido a destruir o mundo e todos os deuses. Para enfrentá-lo de uma vez por todas, Lily se une a Amon e seus dois irmãos nesta terceira e última aventura da série Deuses do Egito.

Mais lindo do que a lua, de Julia Quinn

Foi amor à primeira vista. Mas Victoria Lyndon era a filha do vigário, e Robert Kemble, o elegante conde de Macclesfield. Foi o que bastou para os pais dos dois serem contra a união. Assim, quando o plano de fuga dos jovens deu errado, todos acreditaram que foi melhor assim.
Sete anos depois, quando Robert encontra Victoria por acaso, não consegue acreditar no que acontece: a garota que um dia destruiu seus sonhos ainda o deixa sem fôlego. E Victoria também logo vê que continua impossível resistir aos encantos dele. Mas como ela poderia dar uma segunda chance ao homem que lhe prometeu casamento e depois despedaçou suas esperanças? Então, quando Robert lhe oferece um emprego um tanto incomum – ser sua amante –, Victoria não aceita, incapaz de sacrificar a dignidade, mesmo por ele. Mas Robert promete que Victoria será dele, não importa o que tenha que fazer. Depois de tantas mágoas, será que esses dois corações maltratados algum dia serão capazes de perdoar e permitir que o amor cure suas feridas?

As crônicas de Marte, de Gardner Dozois e George R.R.Martin (organizadores)


Quinze contos inéditos escritos por grandes autores de ficção científica reunidos pela primeira vez num só volume.
Uma princesa de Marte e As crônicas marcianas, dos mestres Edgar Rice Burroughs e Ray Bradbury, foram clássicos que influenciaram a imaginação de milhões de leitores e mostraram que aventuras espaciais não precisavam se passar numa galáxia distante, a anos-luz da Terra  para serem emocionantes. Elas podiam ser travadas logo ali, no planeta vizinho.
Antes mesmo do programa Mariner e da corrida espacial, a imaginação já povoava nosso sistema solar com seres estranhos e civilizações ancestrais, nem sempre dispostos a fazer contato amigável com a Terra. E, de todos os planetas que orbitavam o nosso Sol, nenhum tinha uma aura de maior romantismo, mistério e aventura do que Marte.
Com contos escolhidos e editados por George R. R. Martin e Gardner Dozois, As crônicas de Marte retoma esse sentimento ao celebrar a Era de Ouro da ficção científica, um período recheado de histórias sobre colonizações interplanetárias e conflitos antigos.
Para essa missão, autores consagrados como Michael Moorcock, Mike Resnick, Joe R. Lansdale, S. M. Stirling, Mary Rosenblum, Ian McDonald, Liz Williams e James S. A. Corey foram convidados a revisitar o misterioso planeta vermelho, aqui representado como um destino exótico e desértico, com cidades em ruínas, civilizações impressionantes... e, é lógico, perigos inimagináveis.
Enfim, o bom e velho Marte está de volta.

Sonhos em flor, de Estelle Laure

Eden Jones tem 17 anos e o futuro todo planejado. Com o apoio dos pais amorosos, do irmão gêmeo que a entende como ninguém e de Lucille, a melhor amiga de todas, sonha em estudar em Nova York e se tornar uma grande bailarina.
Então seu mundinho perfeito começa a desmoronar... Além de não se sair bem no primeiro teste para um balé importante, fica sem chão quando Lucille e seu irmão escondem dela que estão namorando.
Mas o destino achou que isso não era o bastante.
Eden passa por uma incrível experiência de quase morte, porém volta com muitas perguntas e não consegue retomar a vida.
As alucinações com flores negras e com a garota em coma na mesma ala do hospital onde esteve internada a levam a Joe, e só aí ela entende que não ter o controle das coisas pode ser libertador.
   
  Sem fôlego, de Abbi Glines

Sadie White acabou de se mudar com a mãe grávida para a cidade litorânea de Sea Breeze, mas seu emprego de verão não vai ser na praia. Como a mãe dela se recusa a trabalhar, Sadie vai substituí-la como empregada doméstica numa mansão na ilha vizinha.Quando os donos da casa chegam para as férias, Sadie se depara com ninguém menos que Jax Stone, um dos roqueiros mais desejados do mundo. Se Sadie fosse uma garota normal – se ela não tivesse passado a vida cuidando da mãe e dos afazeres domésticos –, talvez estivesse impressionada com a ideia de trabalhar para um astro do rock. Mas ela não está.Na verdade, é Jax quem fica atraído por ela. Tudo a respeito de Sadie o fascina, mas ele luta contra esse desejo: relacionamentos nunca funcionam em seu mundo e, por mais que ele queira Sadie, sabe que ela merece algo melhor. Conforme o verão passa, no entanto, essa paixão começa a deixá-lo sem fôlego – e é como se Sadie fosse a única pessoa capaz de lhe devolver o oxigênio. Será que o amor entre os dois pode superar as diferenças em seus estilos de vida? Jax e Sadie vão precisar respirar fundo e mergulhar nessa relação para descobrir.

Mudbound-Lágrimas sobre o Mississippi, de Hillary Jordan


Apenas meia guerra é travada com espadas.Ao descobrir que o marido, Henry, acaba de comprar uma fazenda de algodão no Sul dos Estados Unidos, Laura McAllan, uma típica mulher da cidade, compreende que nunca mais será feliz. Apesar disso, ela se esforça para criar as filhas num lugar inóspito, sob os olhos vigilantes e cruéis de seu sogro.Enquanto os McAllans lutam para fazer prosperar uma terra infértil, dois bravos e condecorados soldados retornam do front e alteram para sempre a dinâmica não só da fazenda, mas da própria cidade. Jamie, o jovem e sedutor irmão de Henry, faz Laura de repente renascer para a vida, enquanto Ronsel, filho dos arrendatários negros que trabalham para Henry, demonstra uma altivez que não será aceita facilmente pelos brancos da região.De fato, quando os jovens ex-combatentes se tornam amigos, sua improvável relação desperta sentimentos violentos nos habitantes e uma nova e impiedosa batalha tem início na vida de todos.Alternando a narrativa entre vários pontos de vista, este premiado romance oferece ao leitor diferentes versões dos acontecimentos. Os personagens, lutando por sentimentos de amor e honra num lugar e época brutais, se veem dentro de uma tragédia de enormes proporções e encontram redenção onde menos esperam.

Tipos incomuns, de Tom Hanks

Um affaire agitado e divertido entre dois grandes amigos. Um ator medíocre que se torna uma estrela e se vê em meio à frenética viagem de divulgação de um filme. O colunista de uma cidadezinha com um ponto de vista antiquado sobre o mundo. Uma mulher se adaptando à vida na nova vizinhança após o divórcio. Quatro amigos e sua viagem de ida e volta à Lua num foguete construído num fundo de quintal.Essas são apenas algumas das pessoas e situações que Tom Hanks explora em sua primeira obra de ficção. Os contos têm algo em comum: em todos, uma máquina de escrever desempenha um papel — às vezes menor, às vezes central.Conhecido por sua sensibilidade como ator, Hanks traz essa característica para sua escrita. Ora extravagante, ora comovente, ocasionalmente melancólico, Tipos incomuns deleitará e surpreenderá seus milhões de fãs.

A pedra pagã, de Nora Roberts

Partilhando visões de morte e fogo, os irmãos de sangue Cal, Fox e Gage e as mulheres ligadas a eles pelo destino, Quinn, Layla e Cybil, não podem ignorar o fato de que o demônio está mais forte do que nunca e que a batalha final pela cidade de Hawkins Hollow está a poucos meses de acontecer.A boa notícia é que eles conseguiram a arma necessária para deter o inimigo ao unir os três pedaços de jaspe-sanguíneo. A má notícia é que ainda não sabem como usá-la e o tempo está se esgotando.Compartilhando o dom de ver o futuro, Cybil e Gage podem descobrir a resposta para esse enigma se trabalharem juntos. Só que, além de não terem nada em comum, os dois se recusam a ceder aos próprios sentimentos. Um jogador profissional como Gage sabe que se entregar a uma mulher como Cybil – com a inteligência, a força e a beleza devastadora dela – pode ser uma aposta muito alta. E qualquer erro de estratégia pode significar a diferença entre o apocalipse e o fim do pesadelo para Hawkins Hollow.Em A Pedra Pagã, Nora Roberts encerra a emocionante trilogia A Sina do Sete, uma história sobre família, amor e amizade que consegue arrancar arrepios e suspiros de seus leitores.

A pérola que rompeu a concha, de Nadia Hashimi

Filhas de um viciado em ópio, Rahima e suas irmãs raramente saem de casa ou vão à escola em meio ao governo opressor do Talibã. Sua única esperança é o antigo costume afegão do bacha posh, que permite à jovem Rahima vestir-se e ser tratada como um garoto até chegar à puberdade, ao período de se casar.Como menino, ela poderá frequentar a escola, ir ao mercado, correr pelas ruas e até sustentar a casa, experimentando um tipo de liberdade antes inimaginável e que vai transformá-la para sempre.Contudo, Rahima não é a primeira mulher da família a adotar esse costume tão singular. Um século antes, sua trisavó Shekiba, que ficou órfã devido a uma epidemia de cólera, salvou-se e construiu uma nova vida de maneira semelhante. A mudança deu início a uma jornada que a levou de uma existência de privações em uma vila rural à opulência do palácio do rei, na efervescente metrópole de Cabul.A pérola que rompeu a concha entrelaça as histórias dessas duas mulheres extraordinárias que, apesar de separadas pelo tempo e pela distância, compartilham a coragem e vão em busca dos mesmos sonhos. Uma comovente narrativa sobre impotência, destino e a busca pela liberdade de controlar os próprios caminhos.
  
  Os que mais me interessaram foram os do Tom Hanks, As crônicas de Marte porque gosto de ficção científica, o Mudbound porque o filme que é baseado nesse livro está na minha lista para assistir e deve ser indicado ao Oscar. Me conte quais foram os que chamaram mais sua atenção!
  





[News] TNT transmite ao vivo e com exclusividade o Screen Actors Guild Awards® neste domingo


Neste domingo, dia 21 de janeiro, às 22h, a TNT transmite  ao vivo e com exclusividade, 24ª edição do Screen Actors Guild Awards®, diretamente do Shrine Auditorium, em Los Angeles.

A cerimônia será apresentada por Halle Berry, Dakota Fanning, Lupita Nyong’o, Emma Stone e Kelly Marie Tran e terá comoanfitriã Kristen Bell, estrela da série The Good Place, em sua primeira experiência como apresentadora.

O canal fará a cobertura do tapete vermelho com apresentação dos hosts Carol Ribeiro e Hugo Gloss, e todos os detalhes da premiação, serão mostrados e comentados por Domingas Person, com transmissão simultânea em streaming na plataforma TNT GO.

Os SAG Awards são outorgados anualmente pelo Sindicato de Atores dos Estados Unidos, em reconhecimento ao trabalho dos seus integrantes no cinema e na televisão. No SAG Awards, são oferecidos um prêmio honorário e 13 exclusivamente para atuações no cinema e na televisão. Os prêmios distinguem o trabalho individual e também o trabalho de um elenco em dramas e comédias da TV e do cinema.

SAGs será transmitido ao vivo e com exclusividade pela TNT e a TBS simultaneamente neste domingo, dia 21, a partir das 22h e também estará disponível, em streaming simultâneo, na plataforma TNT GO. Reapresentação na segunda, dia 22, na faixa do meio-dia.



[Crítica Musical] Alice


Alice Caymmi lançou seu terceiro álbum de estúdio na última sexta (19). O trabalho conta com 9 faixas inéditas, com participação de Rincon Sapiência e Pabblo Vittar.
Como já dito, Alice decidiu se afastar da MPB e seguir uma linha mais pop em seu novo álbum. O primeiro single lançado foi 'Inocente', faixa compista em parceria com Ana Carolina, juntamente com um clipe.
Sendo este o álbum mais autoral da cantora, vemos nas faixas - que vão desde faixas inéditas à versões de músicas internacionais -, a garra e força feminina de Alice Caymmi. O romantismo ainda existe, principalmente na linda e asgútiante faixa 'Agora'. Sobre isso, ela disse:

"Eu estava com uma necessidade muito grande de fazer música com que eu estava ouvindo. É um trabalho bastante autoral, forte. A fragilidade do romantismo ainda está lá, mas dá lugar ao ritmo do combate."
Há muita ironia e momentos de introspecção, rareados e permeados por músicas de empoderamento com influência pesada do pop atual e do rap e R&B (como nas faixas Inimigos e Sozinha). O álbum mostra uma faceta muito mais moderna de Alice, que explora todas as nuânces de sua voz potente, envolvente.
Sendo "radicalmente romântica", o álbum é pura energia, numa evolução tanto sonora quanto pessoal, mostrando o amadurecimento e a escolha mais que acertada de um novo caminho artístico, renovando o que já era nasceu inovador pelas mãos e voz de Alice Caymmi (e há algo que me remete muito ao álbum Homogenic, da cantora Björk: a mulher, guerreira, que luta por amor). Um renascimento pode ser visto no decorrer do álbum, onda a personagem se ergue acima de tudo, e até mesmo acima de si mesma, renovada. Da passividade à força que movem em frente. Partr desse conxeito fica muito evidente na capa: o coração de neon, as flores, e Shibari: o romantismo feroz.




Traçando um vai-e-vem de força e superação, com momentos de dançante melâncolia e leves baladas românticas - tudo sempre repleto de força (essa palavra resume muito o álbum), Alice Caymmi retorna bombástica, mostre que a 'Rainha dos Raios', que já era forte e imbatível, está ainda mais poderosa, mais enérgica.

E se vocês ficaram curiosos, o álbum se encontra disponível em TODAS as plataformas digitais.

TRACKLIST:

01. Spiritual
02. A Estação
03. What's My Name
04. Vin
05. Inimigos feat. Rincon Sapiência
06. Inocente
07. Agora
08. Sozinha
09. Eu te avisei feat. Pabllo Vittar