Novidades

[Resenha] A Lista que Mudou Minha Vida


Sinopse: Às vezes, tudo o que você precisa é de um empurrãozinho…

Georgia adora ficar jogada no sofá após o trabalho vendo tv e bebendo vinho. O que ela não gosta: de altura, de olhar sua conta bancária, de ir a encontros ou de qualquer atividade física. E ela nunca (jamais) aceita correr riscos.

Bem, isso até sua irmã mais velha e muito mais corajosa descobrir uma doença, que a impossibilitará de completar a lista de tudo o que queria fazer até os trinta anos. Então, Georgia concorda em realizar aquelas aventuras.

Com uma série de experiências inusitadas em mãos e um prazo acelerado, já que o aniversário da irmã está chegando, nada poderia ser mais apavorante…

E quando ela vive momentos fora da sua zona de conforto um mundo novo surge. E nada poderia ser melhor. Enquanto a autora documenta, em tempo real o início da crise, somos capazes de identificar padrões e erros que estão sendo repetidos em todo o planeta.

O que achei? O livro lançado escrito por Olivia Beirne e lançado pela Faro Editorial fala sobre correr riscos, sair de sua zona de conforto, sobre amizade, obstáculos da vida adulta, autodescoberta e autoconfiança e mudar a forma como se vê e vive a vida.

Georgia é a protagonista do livro que vive uma vida previsível, rotineira e organizada, mas que não atingiu todo o seu potencial e isso é mostrado no cotidiano da empresa de design em que trabalha, onde ela é basicamente paga para ser planejadora de casamento de sua exigente chefe em vez de designer, que é o que ela realmente gosta de fazer.

Sua vida muda completamente quando sua irmã Amy – que tem a personalidade oposta de Georgia – é diagnosticada com esclerose múltipla e dá a ela uma lista de coisas para ela fazer antes de seu aniversário de 30 anos. São atividades que Georgia nunca sonhou em fazer e que dá a ela vários momentos de incertezas, dúvidas e por fim, um sentimento de conquista e realização.

O livro é bem escrito e tem uma narrativa fluida, com várias situações contadas de forma descontraída e simples. A autora consegue trazer senso de humor às situações absurdas e imprevisíveis pela qual Georgia passa, mas como o livro também fala sobre como a esclerose múltipla afeta Amy e sua família, Olivia Beirne trata esse tema com bastante compaixão e sensibilidade e é impossível não se emocionar com esse aspecto do livro.

Os personagens secundários são bem desenvolvidos e todos eles têm algo que falta na vida e personalidade de Georgia, tecendo um paralelo interessante entre Georgia e esses personagens.

O livro mostra o crescimento de Georgia e as dúvidas, ansiedade, desconforto conforme ela progride nas tarefas da lista e como a protagonista amadurece e cria coragem para mudar de vida ao enfrentar desde a sua chefe exigente até encontrar sua paixão pelo design ao organizar um evento de caridade em nome de Amy ao fechar alguns capítulos de sua vida para começar outros. 
 
 
Escrito por Michelle Araújo Silva
 

 


Nenhum comentário