Novidades

[News]Após dueto com Gerson King Combo, Marysa Alfaia disponibiliza a versão solo de “Eu Parei” em lançamento do selo Caravela via Warner Music Brasil

Após dueto com Gerson King Combo, Marysa Alfaia disponibiliza a versão solo de  “Eu Parei”

em lançamento do selo Caravela via Warner Music Brasil

 

Cantora se emociona com a recente partida do amigo. O último lançamento em vida do cantor foi justamente ao seu lado.

 


 

Marysa Alfaia traz para o digital a versão solo de “Eu Parei” e se emociona com a partida recente do amigo Gerson King Combo. A sequência na nova fase da carreira com a série de lançamentos e relançamentos através do selo Caravela, via Warner Music Brasil continua ativa. O novo single já está disponível nas principais plataformas de streaming de música.

 

Aos poucos Marysa vem repondo nas prateleiras seu acervo e misturando passado e presente. A roupagem do novo single tem um clima mais leve e orgânico, mas o groove do soul estão lá. Essa versão de “Eu Parei”, até então fora de catálogo, faz parte do EP Guerreira Brasileira de 2018, o mesmo de onde saiu a canção “Feito Um Vendaval”, seu último lançamento.

 

A história por trás da composição carrega uma questão social bem densa porque “Eu Parei” surgiu de uma conversa com uma pessoa desconhecida que chorava na rua sozinha e sem ser notada. Alguém que precisava de ajuda, situação infelizmente muito comum no cotidiano das cidades. Com toda atenção Marysa lhe estendeu a mão, foi solidária e fez um gesto que gostaria que fizessem com ela se estivesse em situação análoga. “Ninguém sabe o dia de amanhã, não é mesmo?”, indaga. Nesse mesmo dia, fez nascer uma parceria musical entre Marysa, seu então marido, o produtor francês David Villefort, e o cantor e compositor Johnny Lammas, com quem ele ensaiava à época.

 

“Foi quando senti na pele o verdadeiro sentido daquilo que sempre me instigou a compor, que é falar de temas que levam à reflexão, como a solidariedade, o auto-descobrimento, a multiculturalidade brasileira, a garra e o poder feminino na sociedade atual, a sobrevivência do homem contemporâneo no meio do caos urbano, entre outros temas filosóficos e sociais, às vezes sérios e pesados, tratados geralmente de forma leve e alto-astral. Temas atemporais que de repente, nesse momento de profunda crise mundial, finalmente se tornaram foco da atenção de todos”, reflete Marysa.

 

Em julho a cantora lançou nas plataformas a versão em dueto com o saudoso Gerson King Combo (1943-2020), que nos deixou recentemente em setembro. Foi o último lançamento em vida do cantor.

 

“Apesar da profunda tristeza em que me encontro, me sinto muito honrada por ter tido a presença e o convívio com uma pessoa como o Gerson King Combo, infelizmente no que veio a ser seu último ano de vida. Ele era um mestre do groove e da música que sempre me influenciou desde pequena, o soul funk dos anos 60-70, do qual ele foi um dos maiores representantes no Brasil. Foi uma das maiores alegrias da minha carreira ter sido apresentada pra ele pelo irmão Getúlio Cortes (outro genial compositor de “O Negro Gato” e outros grandes hits da Jovem Guarda). Ele se tornou mais que um mestre, me tratou como parte da família, e dizia que eu tinha uma voz “black” que quem só ouvisse no rádio, pensaria que eu era black na pele também, rs… Eu tava gravando “Eu Parei” e surgiu a idéia de convidá-lo para participar, com a sua voz e performance cheias de suingue funk, da gravação da música que lancei recentemente, e que já se tornou um marco na minha carreira. Ele partiu, mas seu legado é atemporal! Assim como seus  “Mandamentos Black” que se uniram à mensagem de “Eu Parei” e agora entram pra eternidade.Hoje vai ter muito groove no céu! Espero poder seguir cantando e compondo inspirada no que aprendi com ele por aqui, e assim poder matar essa imensa saudade que hoje me cala. Voa em paz, amigo e mestre King Combo!” Emociona-se Marysa.

 

Ouça “Eu Parei”: https://open.spotify.com/album/6M2gcIPpOv9O1MB86GaBye?si=UBK_vdz3Q6eWgmedIMO8Dg

 

A nova versão de “Eu Parei” integra o projeto “Parei Pra te Escutar”, um conjunto de produtos que serão lançados periodicamente no mercado digital por meio da Caravela Records & Org, que passa a gerenciar os shows de Marysa Alfaia, em parceria com Warner Music. Entre os relançamentos estão previstos singles do EP “Guerreira Brasileira” (como o recente “Feito um vendaval”), sua regravação de “F… Comme Femme”, com produção de Lincoln Olivetti, ainda inédito em streaming, e os álbuns “Na Batida da Alfaia” e “Love Controls”, ambos estreando no meio digital.

PR/Romeiro

Nenhum comentário