07 dezembro 2018

[Resenha] O Guia do Cavaleiro Para o Vício e a Virtude

Sinopse: Uma aventura romântica do século XVIII para a era moderna. Simon versus a Agenda Homo Sapiens encontra os anos 1700 Henry "Monty" Montague nasceu e foi criado para ser um cavalheiro, mas nunca foi domado. Os melhores internatos da Inglaterra e a constante desaprovação do pai não conseguiram conter nenhuma das suas paixões – jogos de azar, álcool e dividir a cama com mulheres e homens. Mas agora sua busca constante por uma vida cheia de prazeres e vícios está em risco. O pai quer que ele tome conta dos negócios da família. Mas antes Monty vai partir em seu Grand Tour pela Europa, com a irmã mais nova, Felicity, e o melhor amigo, Percy – por quem ele mantém uma paixão inconsequente e impossível. Monty decide fazer desta última escapada uma festa hedonista e flertar com Percy de Paris a Roma. Mas quando uma de suas decisões imprudentes transforma a viagem em uma angustiante caçada através da Europa, isso faz com que ele questione tudo o que conhece, incluindo sua relação com o garoto que ele adora.

O que eu achei?
Monty é um lorde e como todos nós, o mundo vai começar a despejar responsabilidades sobre sua vida e ele não terá para onde fugir. Com isso ele precisará embarcar em uma mega tour pela Europa para estar aberto a novos ares e adquirir conhecimento para encarar uma vida de negócios do pai que ele vai ter que assumir assim que voltar. Tudo parece um pouco torturante, mas ele vai acompanhado de seu amigo Percy, que juntos eles possuem uma amizade bem colorida e sua irmã Felicity.

Além disso, Monty é um jovem que adora cair na gandaia. Ele é bissexual e não vê barreiras para ser feliz, mas no meio desse caminho ele acaba cometendo alguns deslizes que posso dizer que são bem constrangedores, e com isso seu pai o manda nessa viagem e acompanhado de seu tutor, para garantir que ele não cairá na libertinagem. O resultado? Um livro icônico e sensacional do começo ao fim que vai te dar muitas risadas e completamente fugir dos padrões de romances de época.

O Guia do Cavaleiro Para o Vício e a Virtude é um livro que eu estava louco para ler este ano desde que foi anunciado no Mochilão da Record, no primeiro semestre. Sendo um livro que depositei muitas expectativas, era uma leitura até um tanto perigosa de poder esperar algo de mais e o livro não suprir com as mesmas. Elas foram um pouco reduzidas quando soube que o livro era um “romance de época”, já que não curto esse estilo, coloquei o pé no freio e fui ler o livro apenas esperando uma boa história, e posso dizer que achei uma até bem melhor do que eu imaginava do livro.

Um livro de época muito bom, mas com uma pegada de comédia romântica que é o ponto chave da história e a torna incrível! Os personagens são muito bem desenvolvidos e a autora sabe explorar muito bem suas caraterísticas de forma que em cada contexto cada um dá seu tom para a trama e você não consegue parar de ler. A autora consegue abordar diversos temas atuais, embora o ano em que a história se passa seja bem distinto, e você termina a história com um desejo de mais de tão boa que é. Felizmente a autora já anunciou a sequência do livro e só posso comemorar por não ficar órfão desse universo tão maravilhoso. Com certeza é um livro cinco estrelas.

Por Leonardo Alves

Nenhum comentário

Postar um comentário