05 dezembro 2018

[Resenha] A Namorada Ideal

Sinopse:Uma garota. Um garoto. A mãe dele. E a mentira que ela desejará nunca ter contado. O quão longe você iria para proteger seu filho? Laura tem uma vida perfeita: carreira de sucesso e um casamento feliz e duradouro com um marido rico. Além disso, Daniel, seu filho de vinte e três anos, é um jovem gentil e muito bonito. Um dia, Daniel conhece Cherry, uma garota inteligente que, infelizmente, não teve a vida que gostaria ter tido. Ela quer a vida de Laura. Quando uma tragédia acontece, uma decisão é tomada em um ato de desespero e uma mentira terrível é contada, tão terrível que mudará a vida de todos para sempre.

O que eu achei?
Em A Namorada Ideal vamos conhecer a vida de Laura, uma jovem que sempre uma boa vida, com estudo qualificado e uma carreira de sucesso, um marido perfeito e de causar inveja e um filho ainda mais invejável por sua beleza e inteligência. Seu filho, Daniel conhece Cherry e resolve apresenta-la para sua família, mas daí que as coisas vão começar a mudar nessa família ideal.

Em um primeiro encontro que não se sai como o esperado, nasce uma relação não muito b ao e sogra e nora começam uma relação ao pé de guerra. Daniel está parar criar suas raízes e sair debaixo da asa da mãe, com isso ele vai em busca de um imóvel para morar sozinho e na imobiliária ele acaba a conhecendo. Cherry é uma jovem muito adorável e em pouco tempo ele se apaixonam e já engatam em um namoro. Mas ela que parece só possuir traços dóceis e gentis, também sabe ser uma pessoa totalmente oposta.

O livro já me conquistou por ser um thiller e narrado em terceira pessoa veremos muito bem as características dos personagens que são tão intrigantes. Laura e Cherryl são personalidades que divergem todo o tempo no livro e em uma disputa acirrada por Daniel é algo muito interessante no livro, cada uma sabe usar muito bem suas armas e a autora sabe trabalhar muito bem ambas pois em vários momentos você toma um partido, mas repentinamente o troca.

Com uma escrita muito boa, por mais que o livro possua mais de quatrocentas páginas é muito fácil de lê-lo. Eu o li em pouco mais de dois dias e foi muito instigante acompanhar todo esse conflito de interesses com um tom familiar que contém até seus traços dramáticos. Um livro que vai conter tretas do começo ao fim e é irresistível não ficar cativado por essa história.

Por Leonardo Alves

Nenhum comentário

Postar um comentário