03 dezembro 2018

[News] Instituto Moreira Salles exibe ¨Central do Brasil¨

"Central do Brasil", dirigido por Walter Salles, está de volta à tela grande em cópia restaurada em 4k e terá sessão no sábado, 15 de dezembro, às 15h50, no Instituto Moreira Salles, com ingressos a R$8. A exibição faz parte das comemorações de seus 20 anos e o clássico também ganhou uma nova edição em DVD que já está disponível para compra nas lojas Travessa,  Cultura e no IMS.  Já o bluray tem previsão de lançamento para 2019.

O filme conquistou mais de 50 prêmios internacionais, entre eles destacam-se: o Urso de Ouro no Festival de Berlim e o Urso de Prata de Melhor Atriz para Fernanda Montenegro; além disso, foi consagrado como Melhor Filme Estrangeiro no BAFTA, em Londres, e no Globo de Ouro, em Los Angeles.

"Central do Brasil" foi restaurado com o apoio do CNC, o Centro Nacional de Cinematografia francês, e da coprodutora francesa MACT.  Pela VideoFilmes, o trabalho foi coordenado por Maria Carlota Bruno, diretora da produtora. O restauro e a marcação de luz da primeira cópia do filme em 4K  foram realizadas no laboratório francês Éclair, e supervisionados pessoalmente por Walter Salles. A versão digitalizada de "Central do Brasil" respeita o formato panorâmico (2.35) em que foi filmado por Walter Carvalho, em Super 35. 

O DVD do filme tem extras como o documentário "Socorro Nobre" dirigido por Walter Salles (1995, 23’) e fotos da filmagem feitas por Walter Salles, Walter Carvalho, Paula Prandini e Ricardo Sá.

Para completar a efeméride em torno do filme, "Central do Brasil"  foi relançado na França em julho de 2018, já com a nova cópia digital, e foi apresentado nesse ano em vários festivais nacionais e internacionais:  Festival de Bologna na Itália, 42ª Mostra São Paulo, 20º Festival do Rio, Janela Internacional do Recife,  XIV Panorama Internacional Coisa de Cinema, e no LEFFEST - Lisbon & Sintra Film Festival. 

"Central do Brasil" também ganhou um site novo (www.centraldobrasil.com.br), resgatando textos do diretor e críticas publicadas na época do lançamento nos cinemas, em 1998. E ainda, um novo cartaz inspirado na peça utilizada na estreia do longa na França, há duas décadas.

MÍDIAS SOCIAIS DO FILME:



SINOPSE
Dora (Fernanda Montenegro) escreve cartas na estação Central do Brasil, no Rio de Janeiro, para pessoas analfabetas. Quando volta para casa, relê as cartas com sua amiga Irene (Marilia Pêra) e juntas decidem se elas merecem ou não ser enviadas aos destinatários. Quando uma de suas clientes é atropelada, seu filho Josué (Vinicius de Oliveira), de nove anos, fica perdido na estação. A contragosto, Dora acolhe o menino e o leva aos confins do Nordeste, à procura do pai. Os dois, tão diferentes entre si, se aproximam à medida que viajam país adentro.

FICHA TÉCNICA

Dirigido por WALTER SALLES

Produzido por ELISA TOLOMELLI

Roteiro JOÃO EMANUEL CARNEIRO E MARCOS BERNSTEIN

Fotografia WALTER CARVALHO

Montagem ISABELLE RATHERY E FELIPE LACERDA

Som JEAN CLAUDE BRISSON

Música ANTONIO PINTO E JAQUES MORELENBAUM

Direção de Arte CÁSSIO AMARANTE E CARLA CAFFÉ

Uma Coprodução VIDEOFILMES – RIOFILME – MACT PRODUCTIONS – ARTHUR COHN – DONALD RANVAUD

©VideoFilmes 1998


Nenhum comentário

Postar um comentário