Books Brasil Books

Novidades

[News] GLOCAL Experience terá agenda de cinema com 9 produções exibidas pela Maria Farinha Filmes

 

Evento acontece de 9 a 17 de julho na Marina da Glória, Rio de Janeiro

A GLOCAL Experience, que acontece de 09 a 17 de julho, na Marina da Glória, será palco de discussão e intensa troca de conhecimento sobre os desafios dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), da ONU. Uma programação repleta de intervenções artísticas e culturais, música, cinema, gastronomia, interatividade e espaço para diálogos e debates com personalidades do setor e público em geral, em prol de um futuro mais sustentável. 

Entre as muitas atividades oferecidas no evento, a produtora Maria Farinha Filmes, líder em entretenimento de impacto da América Latina, irá exibir um filme por dia, e, aos finais de semana, as sessões serão seguidas de debate, na intenção de aprofundar os temas das obras apresentadas.

Programação:

Sábado 09 de julho, às 18h30: Exibição do primeiro episódio, da primeira temporada de “Aruanas”, seguida de debate

 
SINOPSE: Aruanas é uma obra de ficção livremente inspirada em fatos reais. A série, original Globoplay, foi desenvolvida para aproximar as pessoas do cuidado com o meio ambiente e atuar como ferramenta de envolvimento para uma causa que todos nós deveríamos ter em comum: a defesa do nosso planeta. Para isso, seu lançamento foi acompanhado de uma campanha de impacto pensada para fomentar o espírito ativista e inspirar a nova geração a agir. Co-criada pela Maria Farinha Filmes com mais de 20 organizações parceiras da série, entre elas WWF, Anistia Internacional, Global Witness e Greenpeace, que é parceiro técnico da produção. Com uma estratégia inédita, os 10 episódios da primeira temporada foram lançados em 11 idiomas. Maria Farinha Filmes e Rede Globo são responsáveis pela distribuição internacional.

DEBATE: “Como é o seu jeito de cuidar do mundo?”

Fernanda Cortez e Fernanda Simon conversam sobre suas histórias de ativismo e quais suas ações para cuidar do mundo.

Domingo, 10 de julho, às 18h30: Exibição do documentário "A Juíza", seguida de debate

 
SINOPSE: O filme "A Juíza", título em português para o documentário RBG, explora a jornada de superação e resiliência da juíza da Suprema Corte Americana Ruth Bader Ginsburg que construiu sua carreira buscando uma vida mais justa para todas e todos. Em “A Juíza” você conhecerá a Ruth, mãe, amiga, avó e então ícone da cultura pop americana. O documentário teve duas indicações no Oscar 2019, e foi um dos mais assistidos em 2018 nos EUA.

DEBATE: “Qual é o seu papel na construção de um futuro mais justo para mulheres e meninas?”

As jornalistas Flavia Oliveira e Bella Reis conversam com Ana Castro do movimento “Política é a mãe” para compartilhar caminhos possíveis e celebrar as mulheres brasileiras que seguem o caminho de RBG nessa luta.

Segunda-feira, 11 de julho, às 18h30: Exibição do documentário Mesa Para Todos 

 
SINOPSE: Ser um chefe de cozinha mundialmente renomado para uns pode ser um reconhecimento pessoal, para outros um chamado para transformar o mundo a partir dos alimentos. ”Mesa para Todos” conta histórias que se cruzaram por acreditar que era possível transformar realidades unindo educação e gastronomia. E é na cidade do Rio de Janeiro, durante as Olimpíadas, que vemos tomando forma um espaço para contribuir na luta contra o desperdício de alimentos, má nutrição e exclusão social, mostrando que a dignidade humana começa na alimentação.

Terça-feira, 12 de julho, às 18h30: Exibição do documentário Piripkura 


SINOPSE: Dois indígenas nômades do povo Piripkura so­brevivem cerca­­dos por fazendas e madeirei­ros numa área ainda protegida no meio da Floresta Amazônica. Jair Candor, servidor da FUNAI, acompanha os dois desde 1989. Ele realiza expedições periódicas, muitas delas acompanhado por Rita, a terceira sobrevivente Piripkura, monitorando vestígios que comprovem a presença deles na floresta, a fim de impedir a invasão da área. Packyî e Tamandua vivem com um facão, um machado cego e uma tocha. Pré indicação ao Oscar 2019 como melhor documentário, eleito melhor documentário de Direitos Humanos do Festival Internacional de Documentário de Amsterdã (IDFA).

Quarta-feira, 13 de julho, às 18h30: Exibição do documentário A Água Que Faltava 

 
SINOPSE: Através do documentário “A água que falta”, Sérgio procurou dar um olhar mais abrangente ao tema da conservação da água, buscando provocar reflexão e engajamento na audiência.

Por que convivemos com rios fétidos à nossa volta, aceitando essa situação como se não tivéssemos nada a ver com a cidade em que vivemos? Em São Paulo existem quase 400 rios, e afastamos não só nosso contato com a água, mas também nosso olhar desse elemento que vai se tornando hostil, portador de mau cheiro e doenças.

O filme conta com entrevistas de Benedito Braga (Presidente do Conselho Mundial da água e professor da Escola Politécnica da USP), André Palhano (jornalista e idealizador da Virada Sustentável) e do americano Seth Siegel (palestrante nas universidades de Harvard, Yale e Princeton, que defende soluções diplomáticas para conflitos internacionais relacionados à água). Além deles, foram ouvidos vários outros representantes da gestão pública, da iniciativa privada e cidadãos, com diversas opiniões sobre os assuntos abordados.

Quinta-feira, 14 de julho, às 18h30: Exibição do documentário A Fonte da Juventude 

 
SINOPSE: A partir de uma série de entrevistas com especialistas das áreas de agricultura, saúde e culinária, "Fonte da Juventude" aborda a obesidade e a má alimentação da população brasileira. Além disso, o documentário traz a proposta de uma plataforma de conscientização a partir da mostra da biodiversidade como resposta para superar a má nutrição no país.

Sexta-feira, 15 de julho, às 18:30: Exibição do documentário o Começo da Vida 2: Lá Fora 


SINOPSE: Conexões genuínas entre as crianças e a natureza podem revolucionar o nosso futuro. Mas será que essa descoberta ainda é possível nos grandes centros urbanos do mundo? Evidências científicas apontam que a falta de contato com a natureza pode contribuir para problemas físicos e mentais. No novo capítulo de “O Começo da Vida”, os principais especialistas no tema mostram como essa conexão pode fazer parte da cura para os maiores desafios da humanidade contemporânea e da construção de uma vida de mais bem-estar e felicidade. O filme revela que esse pensamento tem sido transformador em diversas cidades pelo mundo que valorizam e promovem uma maior conexão com o mundo natural. A soma entre ciência e ação significa uma oportunidade única para um futuro com mais saúde para os humanos e para o planeta.

Sábado, 16 de julho, às 18h30: Exibição do documentário Longe da Árvore, seguida de debate


SINOPSE: Baseado no premiado e aclamado livro “Longe da Árvore: pais, filhos e a busca da identidade”, de Andrew Solomon, o mais vendido na lista de não-ficção do New York Times. O documentário "Longe da Árvore" fala sobre família. A família que nascemos e a família que construímos. Um olhar corajoso na jornada de acolhimento e afeto das relações humanas.


DEBATE: “Do que é feita a família que acolhe?”

Thiago Queiroz e Gabi Oliveira conversam sobre histórias de afetos, acolhimento e expectativas.

Domingo, 17 de julho, às 18h30: Exibição da série documental “O Som do Rio”, seguida de debate 

 

SINOPSE: A série exclusiva do YouTube, O Som do Rio, traz a ativista indígena Val Munduruku e a artista e ativista socioambiental Maria Gadú em uma viagem de conhecimento e descoberta pelo Rio Tapajós ao lado de convidados.

Em quatro episódios produzidos pela Maria Farinha Filmes e dirigidos por Carol Quintanilha, personalidades como a médica, apresentadora e influenciadora digital Thelma Assis, o ator e influenciador digital Vítor diCastro e o cantor e compositor Lenine se desconectam da vida na cidade e embarcam numa jornada de transformação, onde a conexão real é tudo que encontrarão. Enquanto isso, o apresentador e youtuber Felipe Castanhari passa informações valiosas sobre a história da região.

DEBATE: “O que o Tapajós e a Floresta nos ensinam?”

Na conversa, Carol Quintanilha (diretora da série) troca com Val Munduruku (ativista indígena e apresentadora da série) sobre ancestralidade, força, sensibilidade e futuro.

A curadoria de conteúdo da GLOCAL Experience é da Andara, empresa de estratégias de ação em ESG do grupo Dreamers, com direção geral de Denise Chaer. André Palhano, jornalista, membro do Conselho de Administração da Fundação Amazônia Sustentável e idealizador da Virada Sustentável, é responsável pela curadoria de ações da Expo.

A GLOCAL Experience é uma iniciativa da Dream Factory, maior empresa de entretenimento ao vivo do Brasil, e é um projeto integrante da Agenda RIO 2030, e possui apoios do Governo do Estado do Rio de Janeiro, da Prefeitura do Rio, do Instituto Igarapé, do Instituto Água Sustentável tendo a Águas do Rio como patrocinadora.


GLOCAL Experience

Quando: de 09 a 17 de julho

Onde: Marina da Glória

Informações no site

Ingressos da Expo: entrada franca

Instagram: @glocalexp

Facebook: @glocalexp

Twitter: @glocalex

 


 

Nenhum comentário