Books Brasil Books

Novidades

[News] Confraria da Dança lança o infantil Brinquedos e Inventos Para Dançar, recriado para o vídeo

 Confraria da Dança lança o infantil Brinquedos e Inventos Para Dançarrecriado para o vídeo

 

A obra produzida para o formato de vídeo é mais uma experiência de trabalho capaz de vincular a excelência criativa do grupo e seu incessante desejo de seguir dançando, somado à possibilidade de deixar registrada para a história da dança esta obra que foi especialmente criada para o público infanto-juvenil e que já foi apreciada por várias gerações no decorrer dos seus 16 anos de estrada. 

 



Figura 1 - Brinquedos e Inventos Para Dançar. 

 

 

Na passagem por São Paulo, grupo campineiro também faz bate-papo e oficina de dança na Oficina Cultural Oswald de Andrade

 

 

Confraria da Dança, de Campinas, oferece, no dia 23 de julho, sábado, na Oficina Cultural Oswald de Andrade, uma oficina de dança para crianças, a apresentação de um vídeo baseado no espetáculo Brinquedos e Inventos Para Dançar seguido de bate-papo com o grupo e também a disponibilização do vídeo em seu canal do YouTubehttps://www.youtube.com/user/ConfrariadaDanca a partir do dia 30/7. Além dessas ações, o grupo promove ainda atividades na Oficina Cultural Oswald de Andrade voltadas ao público adulto e apresentações e oficinas em Campinas, tanto de suas apresentações para as crianças quanto para o público geral.

 

Segundo os fundadores da Confraria da Dança, Diane Ichimaru e Marcelo RodriguesBrinquedos e Inventos Para Dançar - que está desde 2006 no repertório do grupo e agora ganha uma adaptação para o formato de vídeo - tem uma relação forte com a língua portuguesa. Na obra, os intérpretes brincam com a sonoridade e o sentido das palavras, escapando de uma narrativa tradicional determinada por um começo, meio e fim. "As brincadeiras com corpo, palavras, sons e objetos são tratadas como dança. Inclusive trazemos muitas brincadeiras do cotidiano para a cena", contam os idealizadores. 

 

A comunicação oral - a palavra em cena – é ingrediente presente na obra e acrescenta elementos que aproximam o público da linguagem corporal, enriquecendo o diálogo entre bailarinos e plateia. As coreografias são embasadas por brincadeiras com aliterações, associação de ideias - com os múltiplos sentidos que uma palavra ou frase pode ter -, assim como a multiplicidade de palavras existentes e passíveis de serem inventadas para descrever ou reinventar algo ou alguma ação. 

 

Para criar a versão em vídeo, os artistas ficaram atentos aos movimentos de câmera, aproximações, recortes e mudanças de ângulos em substituição ao que era antes o olhar de cada espectador no espetáculo presencial. "Também nos preocupamos com a ligação entre cada uma das cenas para que o espetáculo não fique fragmentado", contam. Para gerar esse efeito, foram utilizadas três câmeras em posicionamentos diferentes.

 

Cenografia e figurinos se caracterizam pela singeleza dos elementos, bem em consonância com a experiência de brincadeira de criança: um biombo de tecido colorido, uma grande caixa de papelão, um mini-banco de madeira, uma cadeirinha, pequenas gavetas que se transmutam e rearranjam o espaço. Bolas de meia saltam da bacia e desenrolam uma gata Fubeca, caixa de ferramentas guarda uma coleção de pés. 

 

Fritadeiras de pastel servem para encaçapar bolas de meia e também como máscaras de esgrima, as espadas são colheres de pau, sombrinha , uma folha de papel, um capacete de bicicleta, uma chaleira e muitos outros elementos que se tornam objetos e animais criados de modo artesanal, relembrando também os antigos brinquedos de infância.

 

A trilha musical, composta e gravada exclusivamente para o espetáculo por Rafael dos Santos, explora as variáveis da composição e dos arranjos que se conectam com as cenas e embalam a dança dos artistas por entre as histórias contadas, passando pela marcha, a valsa, o lundu, o maxixe, num jogo sonoro que transpassa pela música erudita à música popular brasileira.

 

Sinopse de Brinquedos e Inventos Para Dançar

 

A Confraria da Dança convida a criançada para uma brincadeira de inventar movimentos e palavras, ligar pontos e emaranhar fios. Todos juntos embarcam numa história sem pé nem cabeça, ou melhor: com pés e cabeças dançando pra todo lado! Uma ideia puxa a outra e a dança contamina bacias, bolas de meia, pedacinhos de papel, colheres, canecas e chaleiras. Cada criança da plateia imagina o que quiser e reinventa o universo com Brinquedos e Inventos para Dançar. 

 

Marcando os 16 anos da estreia deste espetáculo, a Confraria da Dança exibe o vídeo gravado em sua sede em junho de 2022 por meio do projeto contemplado pelo Edital ProAC nº 09/2021 - PÚBLICO INFANTO-JUVENIL / #CULTURAEMCASA da Secretaria da Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo. 

 

Ficha Técnica

Direção, dramaturgia, cenografia e figurino | Diane Ichimaru Criação e interpretação | Diane Ichimaru e Marcelo Rodrigues Trilha musical, composições originais, arranjo e execução ao piano | Rafael dos Santos Desenho de iluminação | Marcelo Rodrigues Operação de luz e som | Coré Valente Filmagem | ASA100 Produções Câmeras | Albert Moreira e Celso Saraiva Jr.  Som direto |Guga Lourenço Edição | Albert Moreira Projeto gráfico | Lucas Ichimaru  Assessoria de imprensa | Márcia Marques - Canal Aberto Produção executiva e coordenação geral | Confraria da Dança 

 

Sobre a oficina

 

Oficina Dança, Ação, uma Pitada de Emoção 

Coordenação: Diane Ichimaru e Marcelo Rodrigues – Confraria da Dança 

Público alvo: crianças acima de 7 anos e acompanhantes adultos | Número de vagas: 20 |Duração: 2 horas/aula | Seleção: Por ordem de inscrição no neste link https://oficinasculturais.org.br/atividade/danca-acao-uma-pitada-de-emocao/ 

 

Sinopse: Uma pitada de “prosa de corpo” para a criançada embarcar numa gostosa brincadeira de inventar e dançar. Os coordenadores da oficina propõem um jogo em constante transformação para criar movimento e comunicação pelo corpo. Exercícios de alongamento, aquecimento e desbloqueio muscular são introduzidos de forma lúdica, em meio a brincadeiras. A conscientização e exploração das estruturas ósseas e musculares além do estímulo aos sentidos, à emoção, às qualidades e fluxos de energia são desenvolvidos, resultando numa gostosa brincadeira dançada. 

 

Sobre a Confraria da Dança

Fundada em 1996 por Diane Ichimaru e Marcelo Rodrigues, a Confraria da Dança está sediada na cidade de Campinas/SP, tendo completado 25 anos de atividades relacionadas à pesquisa, criação e produção artística. Honrando o termo “confraria” - conjunto de pessoas que se associam tendo em vista interesses e objetivos comuns - realiza parcerias com artistas das áreas da dança, teatro, música e artes plásticas. 

 

Sua atuação artística ocorre, prioritariamente, fora da capital, seus projetos contemplam ações na própria cidade/sede e em outras cidades de pequeno e médio porte do interior do Estado de São Paulo, difundindo a dança através de atividades de formação e fruição artística, traçando um crescimento radial em seu campo de ação junto à comunidade, promovendo acessibilidade comunicacional e atingindo público leigo de todas as idades, estudantes de arte em processo de formação e artistas profissionais. A Confraria da Dança acumula em seu percurso premiações da APCA, da FUNARTE/ MINC, Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo, Cultura Inglesa, Sesi SP, Itaú Cultural/Rumos Dança. 

 

SERVIÇO

 

Brinquedos e Inventos para Dançar

 

>>> Oficina Cultural Oswald de Andrade

(Rua Três Rios, 363 - Bom Retiro, São Paulo/SP)

 

·         Dia 23 de julho de 2022, sábado, das 11h às 13h

Oficina Dança, Ação, uma Pitada de Emoção

Link para inscrição AQUI

 

·         Dia 23 de julho de 2022, sábado, 15h

Vídeo de Brinquedos e Inventos para Dançar AQUI, seguido por conversa dos artistas com o público presente

 

 

>>> YouTube Confraria da Dança

Lançamento de Brinquedos e Inventos Para Dançar no canal da Confraria da Dança: 

Dia 30 de julho de 2022, sábado, 16h.

Nenhum comentário