Novidades

[News]Martha Argerich celebra o ano Beethoven na Warner Classics

CLIQUE AQUI E OUÇA AGORA O ÁLBUM! 

https://www.warnerclassics.com/br/node/5662896

 

MARTHA ARGERICH CELEBRA O ANO BEETHOVEN NA WARNER CLASSICS
 
Dividindo o piano com Theodosia Ntokou o programa foca a Sinfonia “Pastoral” e a Sonata “The Tempest”

 

 

Martha Argerich, uma das maiores concertistas do nosso tempo, também é uma mentora generosa e colega de pianistas nos estágios iniciais das carreiras. Entre eles está a pianista grega Theodosia Ntokou, que cresceu na ilha de Rodes e se formou em conservatórios de destaque em Atenas, Berlim, Budapeste e Nova York. Ela fez o primeiro teste para Martha Argerich em 2009 e agora elas se apresentam juntas regularmente.
 
Neste álbum, um dos lançamentos da Warner Classics no 250º aniversário de Beethoven, Argerich e Ntokou compartilham o piano em um arranjo da “Sinfonia Nº 6” de Beethoven, a ‘Pastoral’. A versão mais conhecida em dueto de piano da sinfonia é de Carl Czerny, que foi aluno de Beethoven, mas Argerich e Ntokou optaram por gravar uma transcrição de uma figura mais obscura: Selmar Bagge (1823-1896), um organista e musicólogo que na década de 1860, editou o Allgemeine musikalische Zeitung, o principal jornal musical alemão de sua época, e depois tornou-se diretor do conservatório de Basel.

 

 

“Eu amo a música de Beethoven e sempre adorei a ‘Pastoral’”, diz Argerich. “É alegre e lírica, tem tudo. Essas transcrições para piano de obras orquestrais foram feitas para que as pessoas pudessem conhecer a música em casa”. Como ela ressalta, esses arranjos podem parecer anacrônicos no século 21, quando as riquezas musicais do mundo estão disponíveis com o toque de um botão, mas ela também sente que performances "sinfônicas" íntimas podem ser relevantes à medida que o coronavírus reduz a possibilidade de fazer música ao vivo. Ela descreve a versão de Bagge como pianisticamente superior à de Czerny, embora até ela - conhecida por seu comando fenomenal do piano - admita que é tecnicamente exigente.
 
Notoriamente, a 'Pastoral' é um dos primeiros grandes exemplos de programa de música sinfônica, abrindo com, nas palavras de Beethoven, o “despertar de sentimentos alegres na chegada ao campo”, e atingindo um clímax dramático com a representação de uma violenta tempestade no quarto de seus cinco movimentos. Theodosia Ntokou sugere que carrega uma mensagem ambiental em 2020, e ela também destaca uma conexão meteorológica com a sonata solo que ela toca neste álbum – “nº 17 em Ré menor, op 31 nº 2”, conhecida como ‘The Tempest’. A sonata foi composta nos primeiros anos do século XIX, provavelmente em 1802, e só adquiriu seu apelido após a morte de Beethoven, supostamente porque ele uma vez sugeriu uma ligação com a peça de Shakespeare, A Tempestade. Certamente não há falta de intensidade taciturna em seu primeiro movimento. “É uma das minhas sonatas favoritas”, diz Theodosia Ntokou. “Tem paixão, energia e fogo - perto da minha própria personalidade”.

 

 

Confira a tracklist completa:
 
Symphony No. 6 “Pastorale” Op.68, F Minor

  1. I. Allegro ma no troppo

“Erwachen heiterer Empfindungen bei der Ankunft auf dem Lande”

  1. II. Andante molto moto

“Szene am Bach”

  1. III. Allegro

“Lustiges Zusammensein der Landleute”

  1. IV. Allegro

“Gewitter – Sturm”

  1. V. Allegretto

“Hirtengesang. Frohe und dankbare Gefühle nach dem Sturm”
Martha Argerich & Theodosia Ntokou piano
Editions Breitkopf (PD)
 
Sonata No. 17 “Tempest” Op. 31 No.2, D minor

  1. Largo-Allegro
  1. II. Adagio
  1. III. Allegretto

Artistas:
Martha Argerich
Theodosia Ntokou

 

Assine o canal https://www.youtube.com/user/emiclassics e assista a um novo vídeo todo dia até o Natal | #ClassicalXmas

 PR/WMB

CLIQUE AQUI E OUÇA AGORA "CLASSICOS MAESTRO"! 

https://www.warnerclassics.com/br/node/5662896

Nenhum comentário