Novidades

[News] Sessões únicas de cinco espetáculos marcam retomada de programação presencial do Teatro Procópio Ferreira

 

Uma série de espetáculos gratuitos com sessões destinadas à ONGs estão agendados para o retorno do Teatro Procópio Ferreira. A iniciativa faz parte do projeto Teatro Na Estrada, que irá viabilizar apresentações de aproximadamente 50 espetáculos em 15 cidades brasileiras, em teatros ou drive- ins, facilitando o acesso do público à produções artísticas. No Teatro Procópio Ferreira, passam pelo palco as peças É como diz o ditado (28/10, quarta-feira, 19h), Dois idiotas sentados cada qual em seu barril (4/11, quarta-feira, 15h), EU|TELMA (4/11, quarta-feira, 19h), Crashhh, Um Solo de Ilusões (11/11, quarta-feira, 15h) e Marcelino Musical (11/11, quarta-feira, 19h). O projeto Teatro na Estrada é uma realização da Raia Produções com o apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

Através deste projeto, espectador poderá também prestigiar e valorizar os trabalhos de artistas nacionais, proporcionando diálogos e troca de experiências, essenciais ao desenvolvimento cultural. As peças pautadas oferecem diversidade de gênero e estilos, gerando a ida de diferentes públicos ao espaço, que está se preparando para a retomada seguindo todos os protocolos de segurança, como indicação de distanciamento no piso, tapetes sanitizantes, equipe para controle de temperatura na entrada, profissionais trabalhando com máscaras, sanitização de todos os ambientes, manutenção e trocas de filtros de ar condicionado, totens de álcool em gel e controle de entrada e saída nos banheiros para que se respeite o distanciamento e quantidade segura de usuários.


Sobre o Teatro Na Estrada


O Teatro Na Estrada valoriza e estimula a produção de grupos e artistas da cena teatral contemporânea e amplia as oportunidades de circulação destes bens culturais. A programação, que preza pela diversidade de gêneros e estilos, atenderá públicos de cidades das diversas regiões do país.

Além de São Paulo (capital), as 49 peças que compõem o projeto irão passar pelas cidades de Campinas – SP, Barueri – SP, São José dos Campos – SP, Santo André – SP, Rio de Janeiro – RJ, Belo Horizonte – MG, Vitória – ES, Recife – PE, Salvador – BA, Fortaleza – CE, Brasília – DF, Goiânia – GO, Curitiba – PR e Porto Alegre – RS, entre outros.


Sobre as peças


É como diz o ditado


Isabel e Joaquim são um casal de circenses. Ela, a mulher barbada e cigana. Ele, o versátil palhaço Coriza. Os dois, antigos artistas do grandioso Circo Vital. Um dia depois do casamento dos dois, por uma falha, o casal acorda e o circo não está mais lá. Abandonados, os dois devem se virar nos 30 para descobrir uma nova forma de viver e, para isso, vão contar com a ajuda de da criatividade para sacudir a poeira e dar a volta por cima! O espetáculo, com direção de Samuel Carrasco, passeia pelas confusões deste casal circense e encontra nos ditados populares uma forma de brincar com as situações cotidianas. Assim, entrando numa saga repleta de aventura e emoção, os dois personagens vão nos mostrando suas histórias com muito humor, fazendo com que o público se identifique logo de cara.


Ficha técnica

Texto e Direção: Samuel Carrasco

Elenco: Beatriz Gimenes e Rodrigo Lemos Produção: Olhares Arte e Cultura Classificação: Livre

Duração: 50 minutos


Dois idiotas sentados cada qual em seu barril


Teimosinho e Mandão são palhaços combatentes de guerra que atuam em exércitos distintos, cada qual com um barril cheio de pólvora. Quando os dois, extremamente egoístas e autoritários, não conseguem dialogar sem brigas, acendem uma vela e colocam em risco toda vida ao redor – incluindo a deles. No momento em que um trunfo pode se virar contra eles, como chegarão em um acordo em prol do bem comum? A comédia foi inspirada na obra de Ruth Rocha, autora conhecida por seus livros infantis. Nesta versão leve e intrigante, a peça destaca o quanto a polaridade entre ideias pode ser ruim quando o diálogo é deixado de lado. De acordo com Dib Carneiro Neto, crítico especializado, “é uma bela simbologia de o quanto ambos lutam um contra o outro sem saber direito o motivo, tentando se entender, amolecer, mas em vão, por causa da teimosia, da intolerância, do poder”.


Ficha técnica

Obra: Ruth Rocha

Dramaturgia: Dario Uzan

Idealização: Jô Santana

Concepção e Direção: Stella Tobar

Elenco: Giuliano Caratori e William Maciel Cenografia: Paula de Paoli

Figurinos: Paula de Paoli e Sônia Ushiyama                                                          Iluminação: Giuliano Caratori

Trilha sonora: Flávio Pereira e Stella Tobar

Narração Criança: Clarissa Tobar

Fotos: Alle Paixão

Adereços de Cenografia e Figurinos: Clau Carmo Operador de Luz e Som: Vinícius Requena ou Stella Tobar Produção: Fato Marketing e Produções

Produção Executiva: Borbolina Produções

Realização: Borbolina Cia e FATO

Classificação: Livre

Duração: 50 minutos


EU|TELMA


Após o falecimento de seu pai, a atriz Nicole Marangoni usou dessa situação autobiográfica, como os cuidados ao fim da vida dele, para criar a história ficcional de Telma, uma cuidadora de idosos. A pesquisa resulta no espetáculo EU|TELMA, que abre discussões sobre finitude, luto, estafa do cuidar e ética, propondo uma mudança na percepção da realidade do morrer no âmbito afetivo. A dramaturgia borra as fronteiras entre as experiências particulares e as situações ficcionais que dão origem ao solo. Como parte das experiências reais, Nicole foi palhaça no Núcleo de Cuidados Paliativos do HCFMUSP entre 2017-2020 e integrou, como voluntária, o Centro de Valorização da Vida (CVV), que oferece apoio emocional e prevenção ao suicídio. A história ficcional de Telma se torna o “bisturi” da atriz/dramaturga para “dissecar” as experiências e pesquisas sobre a temática da morte, transpassando a experiência individual da artista para uma experiência universal estabelecida nas relações interpessoais.


Ficha técnica

Dramaturgia, direção, atuação, cenário e figurino: Nicole Marangoni

Provocações cênicas: Evinha Sampaio, Janaína Leite, Naiene Sanchez e Rhena de Faria Iluminação: Yuri Cumer e Eramir Neto

Classificação: 14 anos

Duração: 50 minutos


Crashhh, Um Solo de Ilusões


Criado pela atriz circense Daniela Rocha-Rosa, Crashhh, Um Solo de Ilusões é um espetáculo indicado para toda a família que propõe reflexões sobre aceitação das diferenças e também apresenta ao público o mundo intuitivo e a mágica que carregamos dentro de nós, muitas vezes sem perceber. O enredo mostra um lugar vazio, fantasmagórico, coberto por um grande lençol branco que é desnudado no início da peça. Dentro do armário, surge uma personagem que parece uma boneca, um ser excêntrico que chega para habitar aquele espaço vazio. Esta personagem recebe um presente: uma boneca sem cabeça. A partir desta quebra de lógica, impulsos poéticos e cômicos se desdobram no intuito de relacionar-se com aquele presente. A montagem utiliza técnicas circense (equilíbrio, faquirismo e bambolê̂), trilha sonora original, dança, teatro e mágica; além de projeções em vídeo.


Ficha técnica


Interpretação e concepção: Dani Rocha-Rosa

Direção e trilha sonora original: Dani e Marcelo Lujan Direção técnica de câmeras: Marcelo Lujan

Vídeos: Dani Rocha- Rosa

Operação técnica: Léo Galo

Cenotécnica: Paula Toledo e Dodo Giovanetti Iluminação e contrarregras: Dodo Giovanetti Classificação: Livre

Duração: 45 minutos


Marcelino Musical


Marcelino Musical é um espetáculo solo que trabalha a desconstrução da figura clássica do maestro e traz a luz um personagem irreverente que coloca a música num lugar possível, lúdico e criativo. A utilização de recursos tecnológicos ajuda Marcelino a criar atmosferas sonoras únicas, além da a utilização da metalinguagem que faz deste personagem um ser muito particular que promove e estimula a capacidade de assombro que tem diminuído devido ao excesso de informações.


Ficha técnica

Concepção, Direção e Interpretação: Marcelo Lujan Assistência de Direção e Interpretação: Daniela Rocha-Rosa LaClass Excêntricos

Classificação: Livre

Duração: 50 minutos


Serviço


28/10, quarta-feira, 19h                                                                                            É como diz o ditado


4/11, quarta-feira, 15h

Dois Idiotas sentados cada qual em seu barril


4/11, quarta-feira, 19h                                                                                       EU|TELMA


11/11, quarta-feira, 15h                                                                                  Crashhh, Um Solo de Ilusões


11/11, quarta-feira, 19h                                                                                       Marcelino Musical


Local: Teatro Procópio Ferreira (Rua Augusta, 2823 – Cerqueira César. São Paulo – SP) Ingressos: Grátis. Os ingressos devem ser reservados pela Sympla.

Capacidade: 308 lugares podem ser ocupados*.


*No Teatro Procópio Ferreira, há 636 lugares, incluindo 7 poltronas adaptadas para obesos e 12 lugares reservados para cadeirantes


Teatro Procópio Ferreira


Informações: (11) 3083-4475


Aceitamos todos os cartões de crédito.


Não aceitamos pagamentos em cheque.


Não fazemos reservas.


O Teatro possui ar-condicionado e acesso universal.


Não serão permitidos alimentos, câmeras fotográficas, e filmadoras no interior da sala.


Redes Sociais Teatro

Facebook: facebook.com/teatroprocopioferreira Instagram: @teatroprocopioferreirasp

Site: www.teatroprocopioferreira.com.br



Nenhum comentário