Books Brasil Books

Novidades

[News] Comida di Buteco 2022 completa 15 anos com número recorde de participantes em Salvador

 Comida di Buteco 2022 completa 15 anos com número recorde de participantes em Salvador




A capital baiana é a 2ª sede mais antiga do concurso, ficando atrás apenas de Belo Horizonte - cidade em que o projeto nasceu no ano de 2000.

Há 15 anos, sendo uma das sedes mais antigas do concurso Comida di Buteco, ficando atrás apenas de Belo Horizonte – cidade em que o projeto nasceu no ano de 2000 -, Salvador realiza a edição de 2022 com um número recorde de 41 botecos participantes no concurso, sendo 12 inéditos no evento.

A competição gastronômica, que acontece entre os dias 8 de abril e 8 de maio, traz à capital baiana o sentimento de resiliência e resistência da cozinha raiz, através do tema ‘Buteco Vive’, após cerca de 2 anos críticos de pandemia.

Para a coordenadora regional do Comida di Buteco, Raissa Ulhôa, o concurso tem uma relação especial com Salvador. “Salvador é importante para o concurso porque é uma cidade muito importante para história do Brasil e principalmente para história da comida brasileira. Salvador tem uma culinária de raiz muito forte, e do ponto de vista da valorização, a capital baiana e Comida di Buteco, juntos, são uma possibilidade de renovação dessa comida. O CDB ele tem como missão transformar vidas através da cozinha de raiz, entendendo o boteco como extensão de sua casa. Raiz é uma palavra que está intrinsecamente dentro do conceito do que é a cidade de Salvador, da raiz brasileira, africana, de brasil e de povo brasileiro”.

Ao longo de toda a extensão de Salvador, os butequeiros participantes estão espalhados pelos bairros de Paripe a Itapuã, do Santo Antônio à Cajazeiras, passando por Nazaré, Armação, Sussuarana, Canabrava, Pituba, Águas de Meninos, Cabula, Engenho Velho de Brotas, Federação, Águas Claras, São Tomé de Paripe, São Rafael, Rio Vermelho, Caminho de Areia, Garcia, Pernambués, Ondina, Pituaçu, Candeal, Periperi, Dois de Julho, Plataforma, Acupe, Campo Grande, São Caetano, Capelinha, Boca do Rio, Lobato, Barris e São João do Cabrito.

Para soteropolitanos e turistas fãs de cerveja gelada e comida caseira com o selo de qualidade do Comida di Buteco, a variedade de botecos participantes torna a experiência deste ano ainda mais plural, envolvente e inesperada.

Com tema livre para ampliar as possibilidades das mais diversas culinárias, a edição 2022 do concurso provocou nos butecos participantes a oportunidade de criarem seus petiscos sem determinações, conversando ainda mais com a herança da gastronomia da capital baiana, envolvida em autenticidade, raiz e história.

O que mudou em 15 anos

Sendo uma das cidades mais antigas a viver a experiência do Comida di Buteco, Salvador completa 15 edições do concurso neste ano de 2022, com marcos importantes.

De acordo com Raíssa Ulhôa, de lá para cá, muitas coisas mudaram, mas a essência ainda é a mesma. “Acho que a principal diferença da 1ª edição com a 15ª é a mudança estrutural dos bares sem perder identidade, é a mudança da consciência de negócio. Pequenos comércios familiares que passam a ter uma visão de negócios mais estruturada, uma visão de todo composto que um bom serviço deve ter. O Comida di Buteco acaba sendo um selo de qualidade para esses bares. Para o CDB, esses pequenos negócios agregam muito valor conceitual, pois são histórias de vidas, vínculos familiares, ancestralidades que trazem à tona através da criação de petisco e da própria maneira como os donos recebem seus clientes. Esse é um legado”

 O concurso

 

Uma competição entre botecos, o concurso tem o intuito de reconhecer o melhor entre as 42 cidades brasileiras participantes, divididas em 21 circuitos, considerando pontos como: petisco, atendimento, higiene e temperatura da bebida. Após as premiações por cidade, os vencedores concorrem em nível nacional, elegendo assim o melhor buteco do país.

 

Como forma de garantir a alta qualidade de produtos e atendimento entre os participantes, 20% dos últimos colocados perdem o direito de participar do concurso no ano seguinte, gerando assim a oportunidade de outros botecos participarem do concurso.

 

Reforçando que a cultura raiz vive, o concurso vem para fortalecer a importância desse negócio. Raissa explica que durante os 30 dias, a mecânica do concurso acontece da seguinte maneira: “o público e um corpo de jurados visita, vota e elege o campeão. O petisco leva 70% do peso da nota e as demais categorias 10% cada uma. O voto do público vale 50% do peso total e dos jurados 50%”, destaca. O boteco que alcançar maior nota em âmbito global, ganha o título de vencedor da edição em nível local.

 

Na segunda etapa, que ocorre no mês de junho, uma nova comissão de jurados é escolhida para visitar os campeões em cada cidade. Neste momento, os botecos vencedores recebem três jurados nacionais para a reavaliação das quatro categorias, onde então é escolhido o melhor boteco do país.

 

Conforme a coordenadora regional, o Comida di Buteco continua firme no seu propósito, de valorização dos pequenos negócios e empreendedores, mostrando seu trabalho e criatividade. “Por isso, continuamos a nossa tradição de oferecer petiscos a um preço justo e que permita experimentar as criações de cada vez mais botecos”, conta.

 

Com a missão de ‘Transformar Vidas Através da Cozinha de Raiz – Buteco Extensão de Sua Casa’, o concurso conta com a Apresentação da Piraquê; Banco oficial Santander Patrocínio da McCain e Seara; Patrocínio McCain, Seara, Heinz, Zero Cal, Engov After, Chandon, Get Net, Reserva 51, Apoio: Dickies, Santanense Workwear e Novotel. Promoção: Globo e Nova Brasil

 

Sobre Comida Di Buteco

 

Nascido no ano 2000, na cidade de Belo Horizonte, o Comida di Buteco traz a valorização dos botecos autênticos, com comida boa e cerveja gelada, tudo feito pelo botequeiro à frente do empreendimento.  

 

Em sua última edição alcançou resultados surpreendentes, mesmo com as restrições em razão da pandemia do coronavírus, no qual foi necessário alterá-lo para o formato híbrido, obtiveram resultados surpreendentes: 480 botecos participantes; 400.000 votos; 2500.000 petiscos vendidos; 4.500 empregos diretos gerados; 4 milhões de pessoas impactadas; e 13 milhões de pessoas alcançadas nas redes sociais.

 

Com a missão de ‘Transformar Vidas Através da Cozinha de Raiz - Buteco Extensão de Sua Casa’, o concurso tem como perfil de botecos selecionados apenas os negócios familiares, não contemplando redes, nem franquias. 

 

Ao longo das suas 22 edições, o Comida di Buteco cresceu e hoje é uma fonte de geração de empregos, impostos, incentivo ao turismo e abrangência de grandes parceiros, mídia, jornalismo e influenciadores.

Nenhum comentário