Novidades

[News] Ricardo Darín, Fred Astaire, Ginger Rogers, KatharineHepburn, David Lean, Anne Hathaway, James McAvoy, Louis Garrel, Joe Strummer e Julien Temple no cardápio da semana!

 

Sabe quantos filmes chegam no À La Carte esta semana??

Não são quatro, nem são cinco: são seis!! E os artistas? Ricardo Darín, Fred Astaire, Ginger Rogers, Katharine Hepburn, David Lean, Anne Hathaway, James McAvoy, Louis Garrel, Joe Strummer e Julien Temple são as estrelas do novíssimo cardápio: o inédito “Samy e Eu”, de Eduardo Milewicz, estrelado por Ricardo Darín, chega nesta segunda (16/11), no “Super Lançamentos”, por apenas R$ 8,90!

No cardápio da semana, a partir de quinta (12/11), teremos “O Picolino”, de Mark Sandrich; “Quando o Coração Floresce”, de David Lean; “Amor e Inocência”, de Julian Jarrold; “À Sombra de Duas Mulheres”, de Philippe Garrel; e “Joe Strummer: O Futuro Não Está Escrito”, de Julien Temple!

“O Picolino”: Primeiro filme com roteiro escrito especialmente para Fred Astaire e Ginger Rogers. Mark Sandrich, que dirigiu cinco dos musicais de Fred Astair e Ginger Rogers, foi físico antes de entrar para o cinema, e criava plantas arquitetônicas para cada cena, para saber exatamente onde colocar as câmeras e os atores. Os sapatos de Ginger Rogers precisavam ser trocados com frequência porque costumavam ficar cheios de sangue, devido às várias tomadas das cenas de dança

“Quando o Coração Floresce”: Na época do lançamento do filme, o número de turistas em Veneza dobrou. Acredita-se que este tenha sido o filme preferido do diretor David Lean, entre os que ele próprio dirigiu. O apartamento de Katharine Hepburn é na verdade uma junção de três locais diferentes: a porta pela qual ela entra em casa pertence à Trattoria Sempione, um restaurante que existe até hoje; o quarto dela pertence a um apartamento a três quilômetros de distância, no subúrbio de Dursoduro; e o terraço foi construído para esse fim em Campo San Vio

“Amor e Inocência”: Para a composição da sua personagem, Anne Hathaway aprendeu a tocar piano e teve aulas com um professor de dialetos. Durante as filmagens da cena de abertura, o piano que Jane toca não estava funcionando, porém, na edição de som foi inserida uma música com dedilhado correspondente ao de Anne Hathaway

“À Sombra de Duas Mulheres”: Assim como “Amante por Um Dia”, do mesmo diretor, o roteiro foi coescrito por Jean-Claude Carrière, colaborador de Luis Buñuel, mais Philippe Garrel, Caroline Deruas-Garrel (mulher do diretor) e Arlette Langmann. O premiado diretor e roteirista Philippe Garrel é pai do ator Louis Garrel, e os dois trabalharam juntos, por exemplo, em “Beijos de Emergência” (1989), “Amantes Constantes” (2005) e “Um Verão Escaldante” (2011), escritos e dirigidos pelo pai e estrelados pelo filho. A direção de fotografia em preto e branco tem a assinatura do suíço Renato Berta, colaborador de Alain Resnais em diversos filmes, e também responsável pelas imagens de "Adeus Meninos" (1987), de Louis Malle

“Joe Strummer: O Futuro Não Está Escrito”: Homenagem a Joe Strummer, um dos artistas mais influentes do punk rock e vocalista do The Clash. O filme inclui várias faixas raras ou inéditas do The Clash, principal banda de Joe Strummer, além de participação de artistas como Bono, Johnny Depp e John Cusack. Vencedor do prêmio de Melhor Documentário no British Independent Film Awards de 2007

SUPER LANÇAMENTOS

“Samy e Eu”: Exibida no Brasil apenas no CineSul – Festival de Cinema e Vídeo Latino-Americano, em 2003, a comédia argentina “Samy e Eu”, de Eduardo Milewicz, estrelada por Ricardo Darín, permanece comercialmente inédita nos nossos cinemas, e agora, enfim, estreia no Petra Belas Artes À La Carte, no dia 16 de novembro (segunda-feira), dentro do "Super Lançamentos", por apenas R$ 8,90

Sinopses:

SAMY E EU


(Samy y Yo)


Argentina, 2002, cor, 85 min., comédia, idioma: espanhol (legendado), 14 anos.

Direção: Eduardo Milewicz

Elenco: Ricardo Darín, Angie Cepeda e Cristina Banegas.

Samy está prestes a completar 40 anos. Entre seus desgostos estão sua namorada Laura, seu astigmatismo, sua mãe e sua irmã. Ele escreve o programa de TV de um comediante, mas ainda sonha em ser um escritor sério e respeitado. Todo ano tenta escrever um romance, mas todo ano falha. Ao avaliar sua crise existencial, Samy decide largar o emprego, a namorada e os laços que o prendem à família. No meio dessa confusão, Mary aparece. Ela é uma entusiasmada colombiana, que parece ser a única a enxergar o potencial dele. Mary então produz um reality show sobre a vida de Samy, que logo se transforma em um sucesso absoluto.


O PICOLINO


(Top Hat)


EUA, 1935, cor, 101 min., musical, idioma: inglês (legendado), 14 anos.


Direção: Mark Sandrich

Elenco: Fred Astaire, Ginger Rogers e Edward Everett Horton.

Jerry Travers é um dançarino estadunidense que vai a Londres para estrelar um show produzido por Horace Hardwick. Lá ele conhece e tenta impressionar Dale Tremont que está viajando com sua amiga Madge e o estilista Bates. Mas tudo dá errado quando Dale o confunde com Horace, o marido de sua melhor amiga.

QUANDO O CORAÇÃO FLORESCE

(Summertime)

Reino Unido/EUA, 1955, cor, 102 min., romance, idioma: inglês (legendado), 14 anos.

Direção: David Lean

Elenco: Katharine Hepburn, Rossano Brazzi e Isa Miranda.

Uma mulher americana madura e solteira sonha com um belo romance. De férias em Veneza, conhece um charmoso italiano, que acredita ser seu grande amor, porém ele é casado. Seu sonho, então, transforma-se numa amarga realidade.


 


AMOR E INOCÊNCIA


(Becoming Jane)


Reino Unido, 2007, cor, 120 min., idioma: inglês (legendado), 14 anos.

Direção: Julian Jarrold

Elenco: Anne Hathaway, James McAvoy e Julie Walters.

Jane Austen tem 20 anos e está começando a se destacar como uma escritora. Ela está mais interessada em desvendar o mundo, mas seus pais querem que ela logo se case com um homem rico, que possa assegurar seu status perante à sociedade. O principal candidato é o sr. Wisley, neto da aristocrata Lady Gresham, mas Jane se interessa mesmo é pelo malandro irlandês Tom Lefroy, cuja inteligência e arrogância a provocam.

À SOMBRA DE DUAS MULHERES

(L'Ombre des femmes)

França, 2018, p/b, 73 min., drama, idioma: francês (legendado), 14 anos.

Direção: Philippe Garrel

Elenco: Louis Garrel, Stanislas Merhar e Clotilde Courau.

Pierre e Manon formam um casal de documentaristas que sobrevivem fazendo trabalhos temporários para poder dar suporte aos filmes que desejam realizar. Apesar de estar apaixonado por Manon, Pierre acaba conhecendo Elizabeth e, a partir daí, deseja manter o relacionamento com as duas mulheres. No entanto, as coisas não sairão como ele espera.

JOE STRUMMER: O FUTURO NÃO ESTÁ ESCRITO

(Joe Strummer: The Future Is Unwritten)

Irlanda/Reino Unido, 2007, cor, documentário, 124 min., idioma: inglês (legendado), 14 anos.

Direção: Julien Temple

Elenco: Joe Strummer, Steve Jones e Mick Jones.

Comemoração de um dos artistas mais influentes do punk rock, vocalista do The Clash. Embarque nessa viagem musical através de vídeos e músicas inéditas do cantor. Além disso, entrevistas com amigos e companheiros, como Bono, do U2, e Terry Chimes.

Serviço:


Planos de assinatura com acesso a todos os filmes do catálogo em 2 dispositivos simultaneamente.


Valor assinatura mensal: R$ 9,90 | Valor assinatura anual: R$ 108,90


Super Lançamentos: Com valores variados, a sessão ‘super lançamentos’ traz os filmes disponíveis no cardápio para aluguel


Para se cadastrar acesse: www.belasartesalacarte.com.br e clique em ASSINE.


Ou vá direto para a página de cadastro: https://www.belasartesalacarte.com.br/checkout/subscribe/signup


Aplicativos disponíveis para Android, Android TV, IPhone e Apple TV. Baixe Belas Artes À LA CARTE na Google Play ou App Store.


Petra Belas Artes À LA CARTE:


Com acervo com curadoria, pensado para quem ama uma programação de qualidade o Petra Belas Artes À LA CARTE é uma plataforma de streaming criada no final de 2019, e que ganhou muita força, em abril de 2020, quando após 5 meses do seu nascimento, passou a oferecer um mês de gratuidade aos cinéfilos, durante a Pandemia. Desde em então, a plataforma criada pelo Belas Artes Grupo passou a ter um crescimento de pelo menos 40% ao mês, ganhando cada vez mais espaço no dia a dia dos cinéfilos.


A ideia inicial sempre foi poder levar para todo o Brasil aquilo que os cinéfilos de São Paulo tinham no Cine Petra Belas Artes, ou seja, uma programação de qualidade, com curadoria, e que tenha em seu catálogo de forma permanente, filmes que não são encontrados nas plataformas globais. Ou seja, filmes de grandes diretores, de vários países do mundo, e que fazem parte da história do cinema. Além disso, toda semana quatro novos filmes entram no “cardápio” do Petra Belas Artes À LA CARTE e não saem do ar, ou seja, eles ficam durante muito tempo disponíveis para que os assinantes possam ver e rever seus filmes preferidos. 


No Petra Belas Artes À LA CARTE o assinante encontra os filmes divididos em categorias singulares e criativas com classificações como: "cults incríveis", “mulheres maravilhosas”, "hahaha", “para roer as unhas”, "o que todo cinéfilo precisa ver antes de morrer" e "novo no cardápio", entre várias outras. Além disso, a plataforma também lança filmes de forma inédita e exclusiva como foi o caso do lançamento de “Apocalypse Now – Final Cult”, “O Hotel às Margens do Rio” de Hong Sang Soo, o brasileiro “Partida”, de Caco Ciocler, entre outros.





Nenhum comentário