Novidades

[News] Filme O PAI, disponível no Now, VivoPlay, OiPlay, Looke e SkyPlay, a partir desta quinta, dia 8 de outubro

 

Distribuído pela Pandora Filmes, O PAI (The Father/Bashtata), longa da Bulgária, deveria chegar aos cinemas de todo o Brasil no mês de março, porém, devido às circunstâncias inéditas em meio à pandemia de COVID-19 em todo o mundo, poderá ser visto a partir desta quinta-feira, dia 08 de outubro, no Now, VivoPlay , OiPlay, Looke e SkyPlay.

O PAI, dirigido por Kristina Grozeva e Petar Valchanov, é baseado em uma história real que aconteceu na família dos diretores. Conta Kristina que “Depois do funeral da mãe de um parente, um vizinho apareceu apavorado e disse: ‘Sua mãe está me ligando!’. Olhamos o telefone e vimos o nome, a data e o horário da ligação. Ele disse que a ligação ocorrera há dois minutos, sendo que ela tinha sido enterrada três horas antes. Ficamos impressionados e começamos a acreditar que era uma situação sobrenatural. Talvez ela quisesse entrar em contato conosco e dizer algo, mas, depois de alguns minutos, descobrimos uma razão lógica para aquilo ter acontecido, o que nos motivou a escrever a trama do filme”.  


Alternando momentos cômicos e bem-humorados a outros tristes e reflexivos, o filme conta a história de Vasil, que acaba de perder sua mais longeva parceira, a esposa Valentina. Quando, após o funeral, uma mulher proclama que a falecida ligou para o seu celular, Vasil procura a ajuda de um médium conhecido para entrar em contato com sua esposa. Seu filho Pavel tenta trazê-lo de volta, mas Vasil teimosamente insiste em fazer as coisas do seu jeito. O PAI é um drama familiar íntimo, sobre as dificuldades de se conectar com aqueles que estão próximos a nós. À medida que o filme ganha impulso lentamente, sua história se desenvolve em muitas situações absurdas ou cômicas, cuidadosamente escritas pelos diretores e roteiristas. 


O PAI é um projeto paralelo a uma trilogia inspirada em notícias de jornal, da qual fazem parte “A Lição” (2014) e “Glory” (2016). O terceiro filme da trilogia (“The Triumph”) ainda está em fase de desenvolvimento. 


SINOPSE 


Vasil acaba de perder sua grande parceira de vida, a esposa Ivanka. Quando, após o funeral, uma parente afirma ter recebido chamadas da falecida no celular, Vasil decide viajar até um famoso médium, com a esperança de entrar em contato com ela. Seu filho, Pavel, tenta dissuadi-lo da ideia, mas Vasil insiste em seguir em frente. Os dois, então, partem numa louca jornada que os fará enfrentar a culpa que sentem acerca da perda, enquanto uma série de absurdos colocam à prova a relação entre eles. 


FICHA TÉCNICA 


O PAI


Bulgária/ Grécia • 87 minutos • Búlgaro


Direção e Roteiro: Kristina Grozeva e Petar Valchanov 

Produção: Kristina Grozeva, Petar Valchanov, Konstantina Stavrianou, Irini Vougioukalou 

Produtores Executivos: Kristina Grozeva, Poli Angelova, Elena Mosholova 

Direção de Fotografia: Krum Rodriguez 

Desenho de Som: Ivan Andreev 

Direção de Arte: Vanina Geleva 

Montagem: Petar Valchanov 

Figurino: Ivelina Mineva 

Música de: Hristo Namliev 


SOBRE OS DIRETORES


Kristina Grozeva e Petar Valchanov são um casal de diretores, produtores e roteiristas baseados em Sófia, Bulgária. Eles se conheceram na Academia Nacional de Artes Teatrais e Cinematográficas e trabalham juntos desde então. Em 2009, criaram sua própria produtora, a Abraxas Film, para consolidar sua parceria, com objetivo de produzir curtas-metragens, reportagens e documentários com personagens memoráveis e histórias emocionantes, ao mesmo tempo divertidas, perturbadoras e comoventes. 


A estréia em curtas-metragens de Kristina e Petar, Jump (2012), tornou-se o primeiro filme búlgaro indicado ao European Film Award. As estréias independentes de seu filme de baixo orçamento A Lição (The Lesson, 2014) e sua sequência, Glória (Glory, 2016), ganharam vários prêmios nos festivais em San Sebastian, Tóquio, Locarno, Gotemburgo, Varsóvia, Edimburgo, Les Arcs, Gijon e muitos outros, ficando assim dentre os filmes búlgaros de maior sucesso do século XXI. Os títulos fazem parte da chamada “Trilogia de Recortes de Jornal” dos diretores, inspirada em notícias que retratam o absurdo da vida na Bulgária pós-comunista - cuja parte final, Triumph, está atualmente em desenvolvimento. 


SOBRE A PANDORA FILMES


A Pandora é uma distribuidora de filmes independentes que há 30 anos busca ampliar os horizontes da distribuição de filmes no Brasil revelando nomes outrora desconhecidos no país, como Krzysztof Kieślowski, Theo Angelopoulos e Wong Kar-Wai, e relançando clássicos memoráveis em cópias restauradas, de diretores como Federico Fellini, Ingmar Bergman e Billy Wilder. Sempre acompanhando as novas tendências do cinema mundial, os lançamentos recentes incluem “O Apartamento”, de Asghar Farhadi, vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro; e os vencedores da Palma de Ouro de Cannes: “The Square – A Arte da Discórdia”, de Ruben Östlund e “Parasita”, de Bong Joon Ho.


Paralelamente aos filmes internacionais, a Pandora atua com o cinema brasileiro, lançando obras de diretores renomados e também de novos talentos, como Ruy Guerra, Edgard Navarro, Sérgio Bianchi, Beto Brant, Fernando Meirelles, Gustavo Galvão, Armando Praça, Helena Ignez, Tata Amaral, Anna Muylaert, Petra Costa, Pedro Serrano e Gabriela Amaral Almeida. 



Nenhum comentário