Books Brasil Books

Novidades

[News] GLOBO FILMES CONFIRMA BUSCA POR DIVERSIDADE DE CONTEÚDO E COMEMORA RESULTADO DE "MEDIDA PROVISÓRIA"

 

“Medida Provisória”, primeiro longa-metragem dirigido por Lázaro Ramos, foi visto até hoje por mais de 230 mil espectadores e conseguiu uma conquista importante no cinema brasileiro: ampliar a exibição em mais 109 novas salas de cinemas nas principais regiões do país, na segunda semana de lançamento. O filme está sendo exibido em um total de 330 salas.  

O sucesso vem consolidando o foco na estratégia da Globo Filmes pela busca por projetos de diversidade: a ampliação do volume de lançamentos que abordem questões relacionadas à temática negra e que tenham protagonistas, equipe e elenco formados majoritariamente por negros. “Temos muito orgulho da coprodução de Medida Provisória, filme que conta com 850 profissionais negros a frente e atrás das câmeras. Ainda existe muito trabalho a ser feito, mas já é possível ver essa estratégia refletida nas telas com alguns títulos como “Marighella”, de Wagner Moura, SLAM: Voz de Levante, de Tatiana Lohmann e Roberta Estrela D’Alva, “Menino 23 – Infâncias Perdidas no Brasil”, de Belisário Franca”, além de “Doutor Gama” e “Correndo Atrás”, ambos do diretor Jeferson De”, destaca Simone Oliveira, Head da Globo Filmes. 

Dos novos projetos, o próximo filme a ser lançado é “O Pai de Rita”, dirigido por Joel Zito Araújo e estrelado por Ailton Graça, Wilson Rabello e Jéssica Barbosa, que chega aos cinemas em 19 de maio. Também estrelado por Ailton Graça, “Mussum, o Filmis”, teve a filmagem concluída em março no Rio de Janeiro com direção de Silvio Guindane. Em julho, será a vez de “A Festa de Leo” ser rodado, dirigido por Gustavo Melo e Luciana Bezerra, e previsão de lançamento para 2023. Em novembro, o longa-metragem “Malês”, dirigido por Antonio Pitanga, volta a ser rodado na Bahia. Completam a lista, o filme “Amores Surdos 1500”, dirigido e com roteiro de Grace Passô e ainda a adaptação do livro “Quarto de Despejo”, de Carolina Maria de Jesus, com roteiro de Maíra Oliveira e a direção de Jeferson De. Todos têm a Globo Filmes como coprodutora. 

Dos projetos com participação da Globo Filmes na etapa de desenvolvimento estão os premiados no Laboratório Nicho 54: “Hater”, terror psicológico de Issis Valenzuela, e na Chamada de Projetos Infantis de Diversidade promovida pela Globo Filmes e pelo Gloob: “Além da Lenda, Cabriola e Chimbamba”, de Erickson Marinho e Ulisses Brandão e “As Pés de Moleca e a Doceria da Bruxa Maria Mole”, com roteiro de Larissa Fernandes e Milena Ribeiro. 




Nenhum comentário