Novidades

[News]Projota libera as faixas inéditas de seu álbum "Tempestade Numa Gota D'Água"

PROJOTA LIBERA AS FAIXAS INÉDITAS DE SEU ÁLBUM

TEMPESTADE NUMA GOTA D’ÁGUA


 

“Inabalável” aterrissa com clipe em que o rapper interpreta o pai, além de “Marieva”, “Dia da caça” e “Vale das sombras” –  esta última com participação de Maria Rita –  ganham todas as plataformas de streaming

  

 

Hoje, o rapper Projota apresenta ao público as quatro faixas finais de seu elogiado álbum “Tempestade Numa Gota D’Água (Universal Music) – material inédito que o artista liberou aos poucos a partir de abril deste ano, sempre com suas composições acompanhadas de um clipe. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/TNGDAPR .

 

Desta vez, o rapper presenteia seus fãs com as quatro faixas finais da obra: “Inabalável”, “Marieva”, “Dia da caça” e “Vale das sombras”, esta última com a participação especial da cantora Maria Rita. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/ValeDasSombrasPR .

 

 

As canções anteriormente lançadas – “Salmo 23”, “Ombrim”, “Videogxame”, “Sai de Rolê” e “Nossa Lei” – somam até agora cerca de 10 milhões de streamings apenas no Spotify. Tal qual as faixas apresentadas previamente, a nova leva conta com direção musical do próprio artista e encerra um ciclo que começou a ser idealizado em 2019 a partir de seu entendimento de que “todo ser humano é apenas uma gota num universo infinito e que, portanto, precisa de equilíbrio para continuar existindo”, registrando assim, com maestria e rima, uma de suas apostas mais densas e conceituais desde o início de sua ascendente trajetória.

 

As quatro faixas chegam em todas as plataformas de streaming simultaneamente, mas “Inabalável vem acompanhada de um forte clipe, roteirizado por Projota e dirigido por Gabi Brites e Giorgia Prates, para homenagear seu pai, Enésio, um operário negro que conheceu sua esposa, casou, teve dois filhos e estava construindo a vida familiar quando perdeu a esposa. O clipe mostra como o patriarca sobreviveu a perda e transpôs os obstáculos da vida, a exemplo da história de tantos homens negros e pobres do país. Vale dizer que nesta representação audiovisual seu pai é interpretado na juventude pelo próprio Projota e, claro, na maturidade, pelo personagem real, seu pai, também conhecido como “Seu Nequinha”.

Apesar de ter visitado diversas vezes o assunto da superação, nunca fiz algo tão forte sobre meu pai. Ele é o meu grande exemplo de trabalho e vitória”, conclui o filho. Assista em: https://youtu.be/gaHJgU_ZNIM .

 


Nos próximos meses, também serão liberados os clipes da contundente “Dia da caça”, da emocional Marieva (sobre sua filha recém-nascida) e da aguardada “Vale das sombras”, produzida por Marcio Arantes, em que divide o microfone com Maria Rita para falar de seu triunfo sobre a depressão. “Maria Rita tem o incrível dom de cantar tudo como se fosse escrito pela sua própria alma”, resume o rapper ao falar da escolha de eternizar em dueto uma de suas mais intensas passagens biográficas e fato determinante para sua maturidade pessoal e artística.

 

Todos os singles anteriormente lançados foram muito bem recebidos pelo público e crítica. É o caso de “Salmo 23”, que acumula mais de seis milhões de views no YouTube, e de “Ombrim”, hit pop que contou com clipe dirigido por Lázaro Ramos, participação de Taís Araújo e que já alcança quase cinco milhões de plays em seu canal na VEVO. Isto dito sem deixar de lado suas composições sempre afiadas, como “Sai de Rolê (com participação da estrela do hip-hop Cynthia Luz), que pensou sobre machismo; em “Videogxme”, que abordou pela primeira vez em suas letras o sexo; e em “Nossa Lei”, na qual Projota convocou o rapper Xamã para contestar as convenções da sociedade. Mais em forma do que nunca, em “Tempestade Numa Gota D’Água” Projota reitera o motivo por qual o artista é um dos maiores nomes de sua geração.

 

“Tempestade Numa Gota D’Água” – faixas comentadas:

 

1. “Ombrim” (Projota, Insane Tracks, Rodrigo Marques)

Ela fala basicamente sobre a minha dificuldade de dançar, pois eu passei minha vida inteira sem saber dançar. Confesso que só comecei a me soltar há pouco tempo, do meu jeitinho”. O clipe é dirigido por Lázaro Ramos e conta com a participação de MC Caverinha e Sara Christino”.

 

2. “Salmo 23” (Projota, InsaneTracks)

“É sobre como a sociedade nos afeta, sobre a depressão do mundo e também, claro, sobre a minha superação da depressão”, revela. Na composição, ele se mostra afiado e faz inúmeras provocações como no trecho que diz “...se eu vacilar na rua eu levo 80 tiros e as verdades que eu canto ninguém quer ouvir...”

 

3. “Sai de Rolê” (Projota, InsaneTracks)

Com a participação de Cynthia Luz, Sai de Rolê fala sobre a forma como os caras são inconvenientes ao abordar uma mulher. Uma grande parte de nós, homens, não faz ideia do quanto são desagradáveis. Ou são e não se importam em ser, o que é grave”.

 

4. “Videogxme” (Projota, Nobre Beats)

A música fala sobre um casal em que o cara joga muito videogame e a garota vai até a casa dele para jogar. E para algo mais. É a primeira vez também que abordo o sexo em minhas composições”.

 

5. “Nossa Lei” (Projota, Xamã, Insane Tracks)

Convidei o Xamã, que considero um dos grandes rappers atuais, para gravar comigo. A canção fala sobre um casal que não se importa com as convenções e regras impostas pela sociedade e como eles devem ser ou agir”.

 

6. “Inabalável” (Projota, Mazos Beat)

É um tema que falo sempre e uma homenagem a meu pai. Quis transmitir para as pessoas a mesma mensagem que essa história sempre me passou, que você sempre deve manter a cabeça em pé e que a vida vai te bater e você vai superar”.

 

7. “Marieva” (Projota, Rodrigo Marques, Victor Reis)

Eu a compus antes de minha filha nascer, baseado apenas naquele sentimento de ansiedade e da expectativa que havia se gerado dentro de mim. E hoje posso dizer que a expectativa se cumpriu”.

 

8. “Dia da caça” (Projota, InsaneTracks)

É uma daquelas músicas que não se prende num tema. Eu adoro fazer músicas assim, que chamamos de ‘free verse’. Mas fiz questão de trazer assuntos fortes dentro dessa narrativa também. Você amacia e depois você bate”.

 

9. “Vale das sombras” (Projota, DJ Zala, Marcio Arantes)

Ela encerra um álbum falando sobre depressão e perdas, mas também conquistas, alegrias e boas novas. Um álbum de transição entre quem fui e quem eu sempre quis ser e com a participação da Maria Rita, que cantou como fosse escrita por ela”.

 

Ficha Técnica:

 

Direção Musical: Projota

Direção Artística: Haroldo Tzirulnik

Direção Executiva: Lilian Teixeira

Exceto Vale Das Sombras, produzida por Marcio Arantes, todas as faixas foram produzidas também por Projota.

 

 

Sobre Projota:

 

Poucos artistas conquistaram números tão impressionantes quanto  Projota: em quatro álbuns lançados, são 14 músicas entre as 10 mais tocadas nas rádios brasileiras, bem como dois Singles de Diamante Duplo, cinco Singles de Diamante, dez Singles de Ouro, um Singles de Platina Triplo, quatro Singles de Platina Duplo e três Singles de Platina. Além disto, ele detém a impressionante marca de mais de 1,8 bilhão de visualizações em seu canal na VEVO – que conta com mais de seis milhões de inscritos – sendo um dos 10 artistas mais assistidos da plataforma na última década. No Spotify, ele tem mais de 4,5 milhões de seguidores. 

 

Entre tantos outros números, destaca-se o clipe de “Muleque de Vila”, que hoje acumula mais de 300 milhões de visualizações. Projota também fez parcerias de sucesso ao lado de nomes como J Balvin, ANAVITÓRIA, Vitão, Orishas e Anitta. Junto com Thiaguinho, também foi responsável pela música-tema dos Jogos Olímpicos Rio de 2016. Cantou pela segunda vez no Rock in Rio, em 2019, no Palco Sunset, desta vez com uma das principais atrações do evento.

PR/LB

Nenhum comentário