Novidades

[News]Confira as novidades nacionais Universal Music

SANDY E LUCAS LIMA APRESENTAM A RELEITURA DE ESTRELA, DE GILBERTO GIL

 

 

Apesar dos novos tempos, com as novas as formas de afeto, existem aquelas canções que continuam perfeitas para embalar os momentos mais românticos. Assim é a atemporal Estrela, do ícone da MPB Gilberto Gil, lançada no início da década de 1980. Agora, a música ganha uma releitura especial, nas vozes de Sandy e Lucas Lima. Disponível em todas as plataformas musicais a canção integra a trilha sonora da série Amor e Sorte, da Rede Globo. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/EstrelaSandyeLucas .

 

A música foi apresentada no episódio Linha de Raciocínio, estrelado pelos atores Taís Araújo e Lázaro Ramos, o primeiro dos três que fazem homenagem a Gilberto Gil na trilha e foi exibido na última terça (15). As músicas “Andar com Fé, interpretada por Lucy Alves, e Barato Total, por Liniker, também estão entre as regravações de sucessos do artista que acompanham o enredo do casal. O lançamento da música Estrelatem distribuição Universal Music Brasil. 

 


 

A CANTORA LAUANA PRADO APRESENTA A INÉDITA “V DE VINGANÇA”, QUE CHEGA ACOMPANHADA DE CLIPE

 

 

 

Lauana Prado se prepara para o lançamento do terceiro volume do seu segundo DVD, “Livre”. Hoje, a cantora surpreende os fãs e divulga a primeira faixa do novo trabalho. A inédita “V de vingança” é uma excelente amostra do que os fãs vão encontrar no novo EP. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/VDeVinganca . A canção tem uma letra irreverente e ousada, que enaltece a mulher com atitude, que é dona de si. Na mesma data, também é apresentado o vídeo da faixa. Assista agora: https://youtu.be/TQvrRCKrW98 .




 

Ansiosamente aguardado pelos fãs da cantora, “Livre (Ao Vivo - Vol. 3)” tem previsão de lançamento ainda para o segundo semestre de 2020. Sabendo disso, Lauana preparou algumas surpresas para um “esquenta de responsa”. “V de vingança” faz parte do repertório de oito faixas do álbum, que ainda inclui uma releitura de “Você humilha”. O trabalho ainda conta com mais seis faixas inéditas e a participação da banda Maneva

 

O projeto “Livre” conta com um total de 16 músicas, das quais Lauana participou da composição de 12 delas. A terceira e última parte vem cheia de atitude, mais brilho, glamour e um show de fogos, representando a “noite”.

 

Dona de um timbre de voz único, a cantora vive hoje o melhor momento de sua carreira. Com “Viva voz”, que segue no Top 50 da parada Brasil do Spotify, onde a música já foi reproduzida mais de 49 milhões de vezes, Lauana também supera 80 milhões de views com os dois vídeos (o clipe oficial e sua versão ao vivo). Já o hit “Cobaia” foi a canção mais ouvida do YouTube no ano passado, além de ter sido a única faixa nacional a aparecer no Top 100 Global da plataforma. A música também esteve entre as cinco mais tocadas dos principais aplicativos de música por stream.

 


 

XANDE DE PILARES LANÇA SEU NOVO ÁLBUM, “NOS BRAÇOS DO POVO VOL. 1”. ASSISTA TAMBÉM A DOIS VÍDEOS DO PROJETO

 

 

“Vamos prestigiar o meu cumpádi QUÉRRICÔDE!”

 

Quem viu Xande de Pilares nas lives da pandemia (e quem não viu? Shows próprios, festas do Salgueiro, pagodes com os amigos... Onde chorou um cavaco, lá estava ele) viu um artista no auge, tão agregador e carismático que até o QR Code, ou Quick Responde Code, aquele código eletrônico usado para doações, ganhou o apelido e a patente de “cumpádi”. Pois este Xande é o que aparece no palco do KM de Vantagens Hall, no Rio, nas imagens do luxuoso DVD “Nos Braços do Povo”, feitas em novembro de 2019, em que cantor, banda e convidados comandam uma celebração e registram um sambista em estado de graça, oferecendo um repertório variado e poderoso, apimentado por sete canções inéditas e uma produção que leva Hollywood até o Salgueiro. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/NosBracosDoPovoPR .

 

O hino “Tá escrito”, já gravado até por Caetano Veloso e seus filhos no disco ao vivo “Ofertório”, abre a festa, já emocionando e levando lágrimas ao povo do gargarejo, que sabe que é Deus que aponta a estrela que tem que brilhar. À vontade à frente da big band de 17 músicos, Xande estabelece o clima com “Perseverança” e “Tem que provar que merece” até cair nas homenagens às mulheres, primeiro com a constatação “Elas estão no controle” (“Hoje ninguém manda nelas / E o que seria sem elas?) e depois com um dos pontos altos do show.

 

- Vou até abotoar o paletó pra cantar com ela - diz ele ao receber Dona Maura, sua mãe (que mais parece irmã) em “Mãe”, um delicioso chamego em forma de samba.

 

Lágrimas enxugadas? O samba não para: depois de Dona Maura, Xande recebe os parças Tiee e Mumuzinho em “O X da questão”, abrindo a noite para os encontros e abraços - afinal, “pagode” não é um gênero musical, é um encontro onde se canta samba, e o astro conhece essa cartilha de A a Z. Sem medo de abrir o coração, ele apresenta a inédita “Brisa” (Alex Sereno, Rhuan André e Claudemir), mergulha no romantismo em “Meu pitel” (com a grafia marota mesmo) e “Tente me perdoar” (outra inédita) e agradece a seu público e amigos em mais uma nova, “Carreira solo” (André Renato e Rhuan André), um sambinha dolente com eflúvios de João Nogueira: “É pra você/ Essa energia, essa voz que sai de mim”, canta ele.

 

A parada fica séria com o próximo convidado: “Conheço o Cacique de Ramos desde 1984, tenho o maior respeito por essa geração”, diz ele ao receber o mestre Jorge Aragão em “Moleque atrevido”, ao som de cavaco, banjo e tantan. Jorge (esse e outros) e o tradicional bloco de Ramos ainda aparecem mais ao longo da noite. Depois de mais um momento romântico, com “Fã do amor da gente” e “A gente precisa um do outro” (mais uma nova), o Santo Guerreiro é invocado no encontro com André Renato, “Sou de Jorge”, uma oração levada no atabaque e nas cordas. Mas e o Cacique? Calma, ele vem aí: “Ah! Como eu amei” e “Coração radiante” derretem mais uma vez os músculos cardíacos, abrindo alas para a chegada de Sombrinha, em “É sempre assim”, que o compositor (um dos favoritos de Beth Carvalho) compôs com os parceiros Arlindo Cruz e Marquinho PQD, uma pérola de DNA caciquiano. O povo diz no pé e no gogó como se estivesse sob a tamarineira da Rua Uranos, é claro.

 

Quer saber o que Xande acha? “Eu não vou mentir pra quem confia em mim/ E nem confiar em quem mente pra mim” diz ele em “Minha opinião”, um delicioso samba inédito levado no pandeiro, com aquela mão direita (de Juan Anjos) caprichando no cavaco e um refrão cheio de “lererê”. Depois de agradecer (sempre!) com “Gratidão”, tem mais Jorge (Jorge Mário, vulgo Seu Jorge), com “A doida” e a participação do imperiano Pretinho da Serrinha (coautor da música, em parceria que tem ainda Leandro Fab). A noite esquenta, no miudinho, com a bem-humorada “Vara de família”, seguida por “Pão que alimenta” (e suas lembranças do início da carreira, em 1986, no Engenho da Rainha), antes da música que dá nome ao DVD: “Não existe melhor lugar que os braços do povo”, canta ele, no meio da galera, como em uma boa roda de samba.

 

No bloco final, o bicho pega, como está no regulamento, com uma sequência de sambas de autores como Mauro Diniz (“O dia se zangou”, com Ratinho, e participação de Marcelinho Moreira), Serginho Meriti (“Clareou”, com Rodrigo Leite), Riachão (“Cho chuá”) e o obrigatório Arlindo Cruz (“Virou religião” e “Samba de arerê”, com parceiros diversos, como o próprio Xande). O cumpádi Diogo Nogueira vem lembrar que “Deus é mais” e que o samba não tem hora para acabar. No meio de tudo, papo sério com o reggae “#Respeito já” (Xande/ Neném Chama). Respeite quem pôde chegar aonde Xande chegou.

 

Bernardo Araujo


 

ASSISTA AO VÍDEO DE “NADA VAI ME SUFOCAR”, DA DUPLA SANDY & JUNIOR

 

 

Hoje, a dupla Sandy & Junior apresenta “Nada vai me sufocar”, mais um dos vídeos do álbum “Nossa História (Ao Vivo)”. Essa e outras 28 faixas fazem parte do disco que celebra o ciclo intenso e vitorioso de 30 anos da dupla. Assista aqui:  https://youtu.be/7iP8O84f6BY .

 


Em parceria com a Universal Music Brasil, o álbum traz todas as músicas do repertório dos shows ao vivo e já está disponível nas plataformas de streaming (Spotify, Deezer, Apple Music, entre outras). Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/NossaHistoriaAoVivoPR .

 

Em julho, também foi apresentado no Globoplay o documentário “Sandy e Junior - Nossa História - Ao Vivo em São Paulo”. Com a direção de Raoni Carneiro, o conteúdo exclusivo foi produzido durante a apresentação apoteótica da dupla no Allianz Parque, em São Paulo, além de trazer imagens de outros shows da turnê.

 

Desde o primeiro reencontro nos palcos, em julho de 2019, os irmãos têm presenteado os fãs com projetos inéditos, que os levam a viajar no tempo, recordar momentos especiais da carreira e criarem, juntos, mais um capítulo inesquecível. Agora, um ano depois da estreia, o público pode matar a saudade ou assistir pela primeira vez esta mega produção, além de poder ouvir e cantar junto todos os maiores sucessos da dupla, onde e quando quiser.

 


 

MAHMUNDI LANÇA O ÁLBUM VISUAL “MUNDO NOVO: SESSÃO ABERTA

 

 

A cantora, compositora e produtora Mahmundi lança hoje uma inusitada e graciosa versão de seu mais recente trabalho, “Mundo Novo”. Gravado em sua casa, em São Paulo, Mahmundi reinterpreta todas as canções do álbum.

 

Em entrevista à Apple Music, a cantora falou sobre o novo projeto, “Mundo Novo”, e de como foi essa reinvenção sonora em sua carreira. Ao sentir a necessidade de trabalhar as sete faixas do álbum de forma visual, ela criou uma versão ao vivo em vídeo, inteiramente gravada à distância. O trabalho é um álbum visual, criado por Mahmundi em parceria com os artistas visuais Isadora Soares e JP Cuenca. A ideia do vídeo é apresentar o “novo Mundo Novo” de Mahmundi, em uma tela de computador. Na versão visual do álbum, janelas com imagens separadas de Mahmundi (voz), Frederico Heliodoro (baixo, guitarra, violão, teclado), Felipe Continentino (bateria), Filipe Coimbra (guitarra) e Marcos Abujad (piano) aparecem na tela. Unidos, mesmo que separados. Assista agora: https://www.youtube.com/watch?v=NlCdvULfBqE .

 


Apresentado em maio, o terceiro álbum de Mahmundi, “Mundo Novo” (https://umusicbrazil.lnk.to/MundoNovo), traz ao todo sete faixas: “Mundo Novo” – Intro (Paulo Nazareth), “Nova TV” (Mahmundi / Castello Branco), “Convívio” (Paulo Nazareth), a releitura de “No coração da escuridão” (Dadi / Jorge Mautner), “Nós de fronte” (Mahmundi / Castello Branco), “Sem medo” (Mahmundi / Felippe Lau), produzida por Mahmundi e Davi Moraes, e “Vai” (Frederico Heliodoro).

 

A artista se destacou com seu disco de estreia, “Mahmundi”, que ganhou em 2016 o Prêmio Revelação da APCA (Associação Brasileira dos Críticos de Arte) e colheu inúmeros elogios da crítica. Em 2018, Mahmundi lançou “Para Dias Ruins”, seu primeiro projeto na Universal Music, que recebeu uma indicação ao GRAMMY® Latino, na categoria “Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa”.

 


 

A CANTORA MALÍA DISPONIBILIZA SEU NOVO SINGLE E VIDEOCLIPE, “MEXE”

 

 

Malía lança hoje “Mexe”, o segundo single de seu próximo álbum. Novamente abusando do Trapcal, estilo que faz referência ao Trap com nuances da música brasileira, a cantora apresenta o fruto de mais uma parceria com o renomado produtor Mario Caldato. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/Mexe

 

“Mexe” é uma composição de Malía, que confidenciou: “‘Mexe’ pra mim é mais que uma música, é um resultado que faz parte de um projeto que busca traduzir sonoramente a minha personalidade. Tô tão feliz por mais esse passo, é muito bom pra mim enquanto artista conseguir transpor o que penso artisticamente. Essa música me potencializa, mas não me define, é mais uma parte do caminho até o álbum que dá sentido a história que eu quero contar”.

 

Para o clipe, Malía convidou Esther Gomes, AOXI, Afrolai, Mayara Severo, Let Faria e Mayara Domingues, amigas pessoais da cantora, que dividem as cenas com ela na mansão e na Cidade de Deus, locais que se passam o vídeo, que contou com a direção de Matheus Senra. Assista agora: https://youtu.be/PcBFsMyZ44E .

 


“Para mim, o clipe de ‘Mexe’ é uma conquista, porque as coisas que mais me inspiram na vida e que eu consigo identificar de primeira, são pessoas e lugares. E o meu lugar, minha favela, tem uma importância muito grande na construção de quem eu sou e do meu fazer artístico. E, para além disso, a favela é tão imponente. Eu vejo isso sendo usado por diversas pessoas e instituições, mas eu nunca vejo o rosto das pessoas que fazem a favela acontecer, estando ali lado a lado, como algo legítimo. É por isso que sou tão feliz de levar as pessoas que levei para esse clipe. Porque eu só sou eu, porque nós somos nós”, comemora Malía.

 


 

BIG UP APRESENTA A VERSÃO ACÚSTICA DE “LUZ DO BEM”, QUE CHEGA ACOMPANHADA DE VIDEOCLIPE

 

 

O trio de músicos da Big UP, Lucas Pierro, Gabriel Geraissati e Ras Grilo, apresentam hoje a versão acústica da música “Luz do Bem”. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/LuzDoBemAcusticaPR . A canção chega acompanhada de videoclipe, que foi gravado durante o período de afastamento social. Assista agora: https://youtu.be/-ydztfqbBe0

 


Em junho, o trio disponibilizou o EP “AZÙ” (https://umusicbrazil.lnk.to/AZU), com cinco faixas, que foi produzido por Rafael Tudescoe e coproduzido por Gabriel Geraissati. No repertório, está o já conhecido single “Terra”, faixa que contou com a participação de ninguém menos que Seu Jorge, lançada em fevereiro deste ano. O videoclipe da canção hoje supera a marca de dois milhões de views. Assista aqui: https://youtu.be/6yy9ZKhAzds .

 


Nascido em Interlagos, na zona Sul de São Paulo, o trio mescla suas diferentes personalidades e o resultado dessa fusão fica evidente em “AZÙ”. A combinação do R&B, do rap, reggae e MPB, gêneros musicais presentes no som do trio paulistano, faz da Big Up uma banda eclética e multifacetada.

 

Através de suas letras com mensagens positivas, a Big Up vem conquistando novos espaços e diversos fãs por onde passa. Apesar da curta trajetória, a banda vem fazendo história. Somente no canal oficial do trio, no YouTube, o número de visualizações totais já ultrapassa a incrível marca dos 18 milhões. “Terra” (https://youtu.be/6yy9ZKhAzds) e “Xangô” (https://youtu.be/-MbtoAwknpE) são os dois vídeos mais vistos do grupo na plataforma.

 


 

O DUO MAR ABERTO REVISITA O CLÁSSICO DE MARISA MONTE, “BEM QUE SE QUIS”

 

 

As idas e vindas do amor, a decisão de esquecer e perceber que a paixão é mais forte e, então... a entrega. Essa história é sua, é minha, é nossa, é de Marisa Monte e, agora, também é do MAR ABERTO. O duo acaba de lançar uma releitura de “Bem que se quis”, transformando o sucesso de uma das maiores cantoras brasileiras de MPB em um dueto sensível e doce. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/BemQueSeQuisPR . A canção já está disponível em todos aplicativos de música e também no YouTube, com um clipe intimista. Assista agora: https://umusicbrazil.lnk.to/BemQueSeQuisPR .

 

Parte do projeto “Referências”, que une busca reviver grandes sucessos e músicas que marcaram suas vidas no estilo doce e cativante do duo, “Bem que me quis” mostra com maestria a capacidade do M A R de transformar uma canção solo em um dueto, transformando sua dinâmica de forma que a canção se torna única e inédita, mas sem perder suas características originais que fizeram gerações de apaixonarem.

 

“’Bem que se quis’ foi a música que eu mais cantei no Karaokê na minha vida. Eu lembro que tinha uns oito anos, chegava do colégio e já ligava o karaokê para cantá-la todos os dias. Essa e ‘Maria Chiquinha’ eram as duas únicas músicas que eu cantava (risos). Sempre amei muito essa canção, tenho uma coisa especial com ela, sempre me emociono quando a ouço. E eu a cantava todos os dias tanto que hoje em dia ela é uma música muito nostálgica para mim, porque ela me remete à cena de eu a cantando quando era pequenininha, no karaokê de casa”, conta Gabi Luz.

 

“Corcovado”, “Telegrama”, “Tem que valer”, “Sentimental”, “Quero te encontrar”, “Não sei viver sem ter você” e “Eu nunca amei assim” também já ganharam uma nova versão no melhor estilo MAR ABERTO e estão disponíveis em todos aplicativos de música, ao lado de “Bem que se quis”.

 


 

BRUNELLI INICIA NA FASE POP NOSTÁLGICA COM A MÚSICA “ME ABRAÇA (CHEGA DE GRAÇA)”. ASSISTA TAMBÉM AO CLIPE OFICIAL

 

 

Brunelli deu o pontapé inicial de sua nova fase artística com o single “Me abraça (Chega de graça”). A canção é o primeiro lançamento do cantor após o seu EP de estreia, “Freelance” (2019). A música traz uma atmosfera mais intimista e nostálgica, nos levando de volta aos anos 2000. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/MeAbracaPR . Seu clipe também está disponível no Youtube. Assista agora: https://youtu.be/Htx_vxEyoFo .

 


“Me abraça” é o primeiro de uma série de novos lançamentos de Brunelli em parceria com a Universal Music Brasil e também a primeira música de sua autoria a ser lançada por ele. A faixa foi produzida por Dalto Max, produtor de sucessos de Paula Fernandes, Jorge e Matheus, Matheus e Kauan, Buchecha, Kelly Key, Negra Li, entre outros. Para Brunelli, a música traz o melhor de suas referências “um pouquinho do pop, um pouquinho do gospel e do R&B”.

 

O cantor resume “Me abraça” como “paixão, vontade de abraçar e de ficar perto de quem você ama”. Ela tem um significado mais íntimo para ele porque conta também sobre o início do seu relacionamento e deixa várias pistas sobre isso durante a letra. “Essa música veio para dar um abraço, nem que seja virtual, em todas as pessoas que precisam de um”.

 

O clipe se passa dentro de um universo paralelo onde o cantor imagina a necessidade do abraço em uma metáfora com nuvens. Toda a produção da música foi feita à distância e o clipe foi gravado seguindo todas as regras de segurança da OMS. A direção ficou por conta do Studio Curva, que já assinou clipes de diversos artistas como Karol Conka, Projota, Cleo e Aretuza Lovi.  “O vídeo conseguiu captar o ar de sonho misturado com o desejo de ser abraçado logo. Espero que todas as pessoas que assistam o clipe se sintam abraçadas”, disse Brunelli.

 


 

O SERTANEJO ROGER FLORES LANÇA A FAIXA E O CLIPE DE “CONSEQUÊNCIAS” EM TODOS OS APLICATIVOS DE MÚSICA

 

 

O cantor Roger Flores lança a canção inédita “Consequências”, a terceira de seu mais recente projeto, gravado no mês de maio, em Ribeirão Preto, SP. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/RFConsequencias .

 

Com seis faixas, sendo cinco inéditas, “Novo você”, “De fininho”, “Consequências”, “Forte candidata”, e “Bebendo dobrado”, o EP marca um momento importante na carreira de Roger Flores, o primeiro projeto dele lançado sob o selo Universo Sertanejo, da Universal Music. A regravação escolhida foi a de “Te amo feito louco”, da dupla Bruno & Marrone.

 

Após 20 anos de uma história bem sucedida na dupla Roby e Roger, o cantor gravou seu primeiro DVD solo em 2015. Sua última canção de destaque foi “Quero ver me pegar”, lançada em 2019, gravada em parceria com o jogador de futebol Daniel Alves.

 

Após alguns anos focado em eventos corporativos, surgiu uma nova oportunidade para voltar com tudo ao cenário da música sertaneja, gravando um EP com seis músicas. Estou muito animado e confiante com esse novo projeto”, disse o cantor.

 


 

LUCAS E ORELHA APRESENTAM SEU NOVO SINGLE E CLIPE, “DEPOIS DO AMOR”

 

 

O R&B, clássico gênero musical dos EUA, tem conquistado uma nova geração de fãs no Brasil. Jovens talentos, como Luccas Carlos e o grupo UM44K, vêm trazendo um toque de brasilidade ao gênero internacional, ao lado de um grande número de outros novos artistas. Um desses novos nomes é a dupla Lucas e Orelha. Seu próximo lançamento é uma versão única do clássico “Depois do Amor”, lançada originalmente pelo cantor Belo. Após terem lançado a versão de forma despretensiosa no YouTube, inserida em um mashup com outras canções pop nacionais, viram uma crescente onda de pedidos por um lançamento oficial da canção. Os cantores imediatamente entraram em contato com Beloque, sempre apoiador da dupla, que assinou embaixo para que a nova versão tivesse um lançamento oficial. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/DepoisDoAmor .

 

A dupla Lucas e Orelha, que já traz em seu currículo diversos sucessos como a balada “Você desorganiza” e a mais recente “SINA”, tornou-se conhecida pelo Brasil inteiro por seu talento musical, exibido em 2015 no programa Superstar (Rede Globo). Graças às suas canções pop autorais, que traziam influências de funk, soul e R&B, os jovens baianos conquistaram o primeiro lugar na competição.

 

Lucas Arcanjo e Rick Orelha se conheceram na escola, na periferia de Salvador (BA) e sempre foram apaixonados por música. Os dois já chegaram a cantar em igrejas diferentes e, antes de virarem uma dupla, tiveram experiência como backing vocals. Hoje já mais experientes, trazem em seu currículo diversos sucessos, como a balada “Você desorganiza” e seu último lançamento, “Não para”. A dupla também já colaborou em trabalhos ao lado de grandes nomes, como Psirico, Leo Santana e Thiaguinho.

 


 

ASSISTA AO VÍDEO DO MEDLEY DE “CURTO CIRCUITO / FALA / TE AMO”, DO CANTOR MUMUZINHO

 

 

Mumuzinho acaba de disponibilizar em seu canal no YouTube o vídeo de “Curto Circuito / Fala / Te amo”. Assista agora: https://youtu.be/lzJjN5x9o0c . A performance faz parte do repertório do EP intitulado “Live”. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/LiveDoMumu1PR .

 

O projeto consiste na divulgação semanal de videoclipes extraídos de sua primeira LiveShow, realizada ao longo dos meses de agosto e setembro. A estreia do trabalho veio com a nova música de trabalho do cantor, “Guerra de almofada” (https://umusicbrazil.lnk.to/GuerraDeAlmofadaPR), cujo videoclipe já foi visto mais de 2.1 milhões de vezes. Assista aqui: https://youtu.be/ciYZMYi4M-E .

 

Com mais de quatro milhões seguidores no Instagram e mais de um milhão de inscritos em seu canal no YouTube, o último material de trabalho do artista, lançado no início de 2020, foi o EP “Mantra” (https://umusicbrazil.lnk.to/MumuzinhoMantraPR). O projeto contou com seis faixas inéditas - desde baladas mais românticas a músicas em homenagem aos fãs - e conversa diretamente com o momento atual de muitos brasileiros que se encontram em situações adversas. Já em 2018, Mumuzinho apresentou o DVD “A Voz do Meu Samba”, gravado na Ilha do Itanhangá, na Barra da Tijuca, que trouxe o single “Eu mereço ser feliz”, que ecoa até hoje nas melhores playlists e rodas de samba do país. Assista aqui: https://youtu.be/QdCd6L0uhcc .

 



 

Aos 36 anos e dono de um bom humor soberano, imitações hilárias e um carisma incomparável, Mumuzinho também se destaca por ser um artista multifacetado. Em seu currículo, ele carrega diversos hits, turnês internacionais, participações em filmes e novelas, além de ter comandado comandou brilhantemente o programa “Só Toca Top – Verão” ao lado de Ludmilla.

 


 

ASSISTA AO LYRIC VIDEO DE “SEM VOCÊ NÃO DÁ”, DA CANTORA ANA CLARA

 

 

Hoje, a cantora e sambista Ana Clara apresenta o lyric video de “Sem você não dá” em seu canal no YouTube. Assista agora: https://youtu.be/RXsr2rakE1A . A faixa é parte do repertório do recém-lançado EP “Fã Declarada”. O trabalho conta com cinco canções repaginadas do projeto “Bate-Bola” e com toda a percussão que o samba pede. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/FaDeclaradaPR.

 


Apresentado em agosto, o EP “Fã Declarada” é mais um “esquenta” para a gravação do novo DVD de Ana Clara, que promete surpreender em estilo, letras, melodias e cenários. A faixa-tema une sentimentos que o samba e o pagode sabem levar com maestria, são os de amor, aceitação e pluralidade. Como representante intrínseca dos gêneros, a cantora uniu todas essas sensações e as apresentou no apaixonante clipe de sua mais nova música, “Fã declarada” (https://umusicbrazil.lnk.to/ACFaDeclaradaPR). Com letra romântica e batida envolvente, a faixa não só irá embalar histórias de amor, como também colocará os casais apaixonados para dançar. O clipe já pode ser visto. Assista aqui: https://youtu.be/xXROzuBiwIE .

 

Assim como será o DVD, o EP “Fã Declarada” foi produzido por ninguém menos que Prateado, que trouxe sua experiência e talento para o repertório e as melodias das canções.

PR/Universal

Nenhum comentário