Novidades

[Crítica]Os Quatro Paralamas


Os Quatro Paralamas

Direção: Roberto Berliner, Paschoal Samora. Brasil, 99’
Idioma: português – Classificação indicativa: 12 anos
Sinopse:
Dirigido por Roberto Berliner, que acompanha a banda desde o início no Circo Voador, em 1983, este filme sobre música e amizade fala da relação dos três que sobem ao palco (Herbert, Bi e João), mas também de um quarto elemento, que aparece pouco na mídia, mas tem papel fundamental: José Fortes, o empresário. Em um papo na sala da casa de Bi Ribeiro, os quatro lembram a carreira, falam sobre sua amizade inabalável e tocam músicas que fazem parte dessa trajetória de quase 40 anos.

Crítica: O filme é uma deliciosa lembrança dos quarenta anos de carreira dos Paralamas do Sucesso, desde seu início, até hoje, passando pelo acidente com Herbert e os bastidores de casa show ou momento de vida de seus integrantes. O mais importante é a presença do quarto Paralamas, José Fortes, empresário e amigo. Há uma frase muito interessante no filme, quando dizem que "são tão filmados, que se um dia não tiver show, eles podem tocar assim mesmo". Esse é um outro ponto bem importante pois Os Paralamas do Sucesso praticamente inseriram na música brasileira o hábito de fazer vídeos e clipes. No filme, temos cenas inesquecíveis, verdadeiros #tbts diários, que só trazem boas lembranças. Qual música não fez parte de nossas vidas em algum momento? A câmera filma de perto os instrumentos, pois sua música também é um personagem principal. Um filme cheio de emoções, lembranças, lirismo, sucessos e imagens que são verdadeiras memórias afetivas. Paula Ramagem

Nenhum comentário