Novidades

[News]Fletcher acaba de apresentar "Bitter", seu novo single, acompanhado de um videoclipe provocante.

FLETCHER ACABA DE APRESENTAR “BITTER”, SEU NOVO SINGLE, ACOMPANHADO DE UM VIDEOCLIPE PROVOCANTE

 

 

Hoje, FLETCHER lança seu novo single, “Bitter”, uma colaboração com o artista Trevor Daniel. A faixa tem produção da DJ e produtora Kito (Diplo, Empress Of, Aluna George). O single reimagina uma música de destaque do seu aclamado novo EP, “FLETCHER THE S(EX) TAPES”, que "vazou" há apenas duas semanas, atingindo o 1º lugar no iTunes em todos os gêneros.

 

Com mais de 30 milhões de streams globais até o momento, "Bitter" centra-se nos vocais hipnotizantes e nas letras nitidamente detalhistas de FLETCHER, intensamente amplificadas com a adição de Trevor Daniel, cantor/compositor de Houston, conhecido por seu sucesso multiplatina "Falling" e pelo single recente, “Past Life”, com Selena Gomez.

 

 

"Bitter" marca a primeira vez que FLETCHER colaborou com um artista masculino, uma decisão que caminha junto com sua crença em usar sua produção criativa como um meio de explorar a si mesma, sua sexualidade e a mundo ao seu redor.

 

"Trevor e eu nos falamos pelo Instagram sobre sermos fãs um do outro. Ele é um artista visionário e eu aproveitei a oportunidade para colaborar com ele. Trevor foi capaz de trazer uma perspectiva totalmente nova para a música e eu acho que nós dois ainda estamos 'amargos' sobre nossos ex. Ao longo do vídeo, eu quis explorar os temas da energia masculina e feminina em termos de autodescoberta. É sobre o medo de saber que você precisa sair e explorar o mundo e seu relacionamento consigo mesmo, mas ter medo de encontrar alguém novo no processo. Até agora eu nunca tinha entendido o ditado 'se você ama algo, deixe-o ir'. Mas é a vida. É mesquinho, é ‘amargo’ (bitter), é verdade e às vezes a verdade tem que doer”, disse a cantora.

 

FLETCHER continua a criar espaços diversos e inclusivos para a criação, com o vídeo sendo escrito, produzido, dirigido (Brooke James) e editado por uma equipe de mulheres e membros da comunidade LGBTQIA+. O visual cinematográfico encontra a cantora em uma sala de controle reproduzindo imagens de câmeras de vigilância de estranhos em um hotel que não sabem da existência do voyeur. Daniel coestrela o vídeo de “Bitter”, ao lado de FLETCHER e da modelo/artista Mads Paige. Cada um dos três personagens do vídeo “Bitter” é visto enquanto suas histórias se sobrepõem durante sua jornada individual de exploração, identidade, perda e cura. Embora vagamente inspirado no clássico thriller erótico “Sliver”, FLETCHER muda o roteiro, adicionando uma nova camada de representação sexual, crueza e intriga à narrativa da música de recuperação emocional e exploração sexual.

 

Como um olhar não filtrado no mundo de FLETCHER, “THE S(EX) TAPES” é uma coleção de músicas pop magnéticas e temperamentais sobre a sensação de que você encontrou a pessoa certa para você antes de se encontrar e, como resultado, a necessidade de descobrir as partes de você que permanecem desconhecidas. Desde que foi lançado, em setembro, o EP recebeu aclamação da crítica de veículos como a NYLON, que elogiou o “THE S(EX) TAPES” como um "pop perfeitamente bagunçado", a SPIN declarou "não há regras quando se trata da música de FLETCHER”, a PAPER considerou THE S(EX) TAPES “obscena e brilhante, uma injeção bem-vinda de caos e funk na paisagem pop” e muitas mais.

 

Com produção executiva de Malay (Lorde, Frank Ocean), “THE S(EX) TAPES” foi coescrito por FLETCHER e sua "gangue de garotas" compositoras, incluindo Caroline Ailin e Emily Warren (Dua Lipa), Mozella (Miley Cyrus, Rihanna), Jennifer Decilveo (Melanie Martinez), Ilsey Juber e outras mais.

 

 

Sobre FLETCHER:

Elogiada por veículos importantes, como TIME, Wonderland, V Magazine, Nylon, Harper’s Bazaar, Interview Magazine, GQ, The Guardian e muitos outros, FLETCHER vem de Asbury Park, Nova Jersey, onde cultivou sua paixão pela música e por histórias inesquecíveis e sinceras. Depois de se formar no famoso Clive Davis Institute for Recorded Music da NYU (Universidade de New York), FLETCHER conquistou um espaço distinto para si mesma na música pop. Em 2019, ela lançou seu primeiro EP, “you ruined new york city for me”, via Capitol Records. O amplamente elogiado EP apresenta seu grande sucesso, "Undrunk", uma faixa que passou várias semanas no Hot 100 da Billboard, alcançou o 1º lugar no Viral Chart do Spotify, emergiu como a música de mais rápida ascensão nas rádios pop de um novo artista no nos últimos cinco anos e rendeu a FLETCHER uma indicação de “Melhor Novo Artista Pop”, da iHeartRadio. Ao longo dos anos, FLETCHER esgotou várias turnês e conseguiu receber um público impressionante no Lollapalooza, Bonnaroo, Life is Beautiful e outros festivais importantes.

 

Sobre Trevor Daniel:

 

Desde aprender a produzir beats em seu quarto em Houston, até atrair pesos pesados de sucessos com seu híbrido electro-R&B e pop balada, o cantor/compositor Trevor Daniel criou sua própria onda singular para a vanguarda da cena pop. Quando o furacão Harvey devastou sua cidade, Daniel, então com 22 anos, foi forçado a evacuar a casa de sua família apenas com o equipamento de música a reboque - voltando mais tarde para encontrar a casa inundada com água até o peito. Em uma semana, ele largou seu emprego diurno em uma loja de ternos masculinos, determinado a seguir música em tempo integral. Quase um ano após o lançamento de seu EP de estreia, “Homesick”, o jovem de 25 anos alcançou a posição #1 no US Viral 50 e na rádio pop dos EUA com o primeiro single do projeto, "Falling" — eventualmente ganhando o Certificado de Platina Dupla da RIAA. Agora promovendo sua estreia em uma grande gravadora, Nicotine (Alamo/Interscope Records), Daniel está buscando solidificar sua posição como um músico de referência.

 

Sobre Kito:

 

Para a artista da Astralwerks, Kito, a alegria da música sempre foi encontrar uma maneira de apresentar ao mundo sons que ela nunca ouviu antes. Surgindo como DJ do underground da dance music australiana, ela mergulhou na internet em busca de sucessos esquecidos e novas joias extasiantes, procurando obstinadamente por qualquer coisa que parecesse fresca e nova. “Era como encontrar uma coisa desconhecida”, diz ela. "Eu ainda acho isso muito emocionante". Isso é claro para qualquer um que sintonize as faixas tecnicolor da produtora, onde vocais ricos se misturam a uma percussão selvagem, cada tom de sintetizador é inesperado e cada nova música é como nada que você já ouviu antes. Sua carreira também foi impulsionada por reviravoltas imprevisíveis. Assim que ela se mudou para o outro lado do mundo - de Perth para Londres e depois para Los Angeles - Kito encontrou pouso em selos eletrônicos ao longo do caminho: Busy P's Ed Banger Records, Diplo's Mad Decent e os veneráveis Astralwerks. Ela também remixou Beyoncé, foi sampleada por Big Boi, produziu uma série de artistas (Jorja Smith, Mabel, Banks) e povoou seu EP solo prismático de 2018, “Haani”, com convidados de gênero que vão de Broods a Trinidad James a Hudson Mohawke. Suas colaborações mais recentes com Empress Of ("Wild Girl") e Alunageorge ("Alone With You") lançaram luz sobre a abordagem de Kito ao pop futurista: mergulhando em paletas de sons, ela infunde faixas simples de uma forma satisfatória, mas com emoções complexas, criando danças para os ouvintes que estão prestes a se divertir. A colaboração mais recente de Kito, com o companheiro de gravadora ZHU ("Follow"), presta homenagem à house music, com melodias contagiantes de Jeremih sobre acordes poéticos e uma batida que o força a se levantar e se mover.

Nenhum comentário