Novidades

[News]Confira as novidades nacionais da Universal Music

 “BOCA FAVORITA” É O NOVO SINGLE E VIDEOCLIPE DE GUGA NANDES, JÁ DISPONÍVEIS

 



 

Escolhido entre os 10 artistas para ficar de olho pelo YouTube, Guga Nandes está provando porque é o novo nome do pagode. O cantor acaba de disponibilizar em todos os aplicativos de música mais uma canção apaixonada, “Boca favorita”, que promete embalar muitos casais. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/BocaFavoritaGugaNandesPR . Hoje, Guga estreia o seu respectivo videoclipe. Acesse: https://youtu.be/TF_TNNeTcAM .

 

Composta por Guga Nandes, Rapha Lucas, Kleber Paraíba e Lelê, este último que também assina a produção ao lado de Bruno Cardoso, o single dá sequência aos lançamentos do novo projeto do artista, que se iniciou com “Apaixonei de Vez”. Guga deve apresentar ainda mais três canções inéditas até janeiro de 2022. Com uma letra e melodia envolventes, “Boca favorita” fala sobre o encontro de um casal e todo o romance que paira no ar. Esse clima também é transmitido no clipe, que mistura takes do cantor interpretando a canção e um casal que se procura. Gravado em São Paulo e em Los Angeles, o vídeo tem a direção de Mess Santos, conhecido por trabalhos com Anitta, Ludmilla, Manu Gavassi, Wesley Safadão, entre outros.

 

Essa é uma música muito especial para mim. Escrevi em um camping, organizado pelos meus produtores Bruno Cardoso e Lelê, junto a Rapha Lucas, um cara que sempre fui fã, Kleber Paraíba, um fenômeno, e o Lelê. Ela pode parecer meio clichê, antiquada, de novela, mas fala sobre o sonho de um rapaz que está disposto a fazer qualquer coisa para provar para a amada que ele realmente quer ficar na vida dela”, conta o artista.

 

Fenômeno do pagode, Guga Nandes ganhou a categoria “APOSTA” do Prêmio Rádio Globo Quem, que foi decidida por voto popular. Além disso, o cantor também foi escolhido pelo YouTube para a playlist exclusiva dos “10 artistas para ficar de olho em 2021”. Depois de “Reticências”, que conta com mais de 14 milhões de visualizações, e “Presentinho”, Single de Platina com 60 milhões de visualizações, com este novo lançamento, o carioca já mostra que não só vai suprir as expectativas, mas também surpreender com novas sonoridades e singles inéditos.

 


 

VITÃO LANÇA A FAIXA “CONTO DE FADAS”, QUE É DISPONIBILIZADA EM TODAS AS PLATAFORMAS DIGITAIS JUNTAMENTE COM SEU VÍDEO OFICIAL

 


 


Comemorando esse mês três anos de carreira, Vitão traz uma série de lançamentos seguidos (três em menos de um mês) e hoje apresenta seu novo single, “Conto de fadas”, em todas as plataformas digitais. Depois de deixar todo mundo curioso com uma tatuagem com os dizeres “a vida não é um conto de fadas” e publicar um vídeo contando sua história e luta esses anos, em um formato bem semelhante aos desenhos, o cantor traz mais uma reflexão sobre a vida. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/ContoDeFadasPR . Junto com a canção, Vitão também disponibiliza o respectivo videoclipe em seu canal oficial no YouTube. Assista agora: https://youtu.be/0y7PZ7l_Jys .

 

Com letra de Vitão, “Conto de fadas” vem para acrescentar a série de lançamentos e músicas reflexivas do artista. O cantor, que vem desde o início do ano falando mais sobre a vida, sobre haters, sobre amadurecimento e machismo, agora aborda, principalmente, sobre viver em meio aos julgamentos da sociedade. “Mesmo sendo uma música com um arranjo muito pra cima, alegre, eu a escrevi em uma fase muito conturbada, principalmente psicologicamente. Foi um momento em que eu senti que o hate estava me afetando muito e percebi que muita gente vive isso. Daí que veio a ideia do ‘conto de fadas’”, explica.

 

Se utilizando de um ritmo que ele considerada como um “baião eletrônico", “Conto de fadas” tem como ponto principal a ideia de que a mudança vem de nós - e que mesmo a vida não sendo um conto de fadas -  ela pode se tornar se nós acreditarmos e fizermos acontecer. “É uma visão mais otimista de tudo. No começo do refrão, falo que a vida não é um conto de fadas, mas, logo no final digo que basta acreditar no conto de fadas. A ideia é mostrar que se olharmos para nós mesmos, começamos a mudar dentro de nós, as coisas externas também vão se alterar, de forma mais leve e mais bonita. Às vezes, nesse mundo maluco, basta a gente querer acreditar que as coisas vão mudar”, completou Vitão.

 

Em um arranjo alegre e com roupagem de forró e baião, “Conto de fadas” usa a sonoridade para dar uma cara lúdica e romântica para a música, ao mesmo tempo que traz batidas modernas. É uma conversa entre o mundo do conto de fadas e o mundo real. E é nessa linha que o clipe começa: misturando imagens do mundo real com desenhos e rabiscos virtuais. Com direção de Cauê Tarnowski, diretor do videoclipe de “takafaya” e “Se você tiver eu tô”, o clipe de “Conto de fadas” acontece em Las Vegas, nos Estados Unidos, e acompanha o protagonista entre suas passagens pela cidade.

 

Las Vegas foi escolhida exatamente por ser uma alusão ao fantasioso e ter prédios e hotéis que criam outros universos dentro de suas paredes. Além disso, ainda utilizaram o deserto para dar a sensação de alguém que saiu do conto de fadas e está enfrentando uma tempestade. O clipe, então, se utiliza do desenho de uma folha verde para demonstrar a mudança do personagem. Mesmo em um cenário seco e “feito de pedra”, a folha acompanha o protagonista, dando um ar a mais de vida e trazendo a sensação de que, se você acreditar, o conto de fadas pode ser real, mesmo no meio de um deserto.

 


 

NANNO LANÇA O EP ACÚSTICO “MEU MUNDO ORGÂNICO”. CONHEÇA O NOVO SINGLE, “MAPA DO TESOURO”, QUE TEM A COLABORAÇÃO DA CANTORA LARY

 



 

Hoje, o cantor e compositor Nanno apresenta o EP “Meu Mundo Orgânico”, com seis faixas acústicas de seu aclamado álbum de estreia, “Meu Mundo”, com produção de Juliano Cortua. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/MeuMundoOrganicoAcusticoPR . No EP, Nanno revisita as canções “Meu mundo”, “Neblina”, “Saturday”, “Cinderela”, “Te levar” e “Mapa do tesouro”. Esta última tem a participação da cantora Lary e seu videoclipe já pode ser conferido. Assista agora: https://www.youtube.com/watch?v=EULXMuW4rxw .

 

O EP é um trabalho muito legal que eu tive muito orgulho de fazer com a colaboração de Juliano Cortua, um super produtor. Tô muito animado com o resultado. poucas produções e ele foi todo feito, literalmente, à mão. Eu e o Juliano tocamos tudo à mão, e até batemos no violão para fazer as baterias. Foi um trabalho muito especial que me deixou muito orgulhoso. Mostra um lado meu mais maduro, mais completo. Tem várias participações, como a Lary, a Maíra, que deram um tom e mais uma profundidade às canções. Espero que vocês curtam muito”, disse o jovem cantor.

 

Em julho, Nanno lançou o EP “Meu Mundo Remix”, com as colaborações dos DJs Cury, Neumann, Sunset e Ike. O trabalho traz versões revisitadas de “Meu mundo”, “Apaga a luz” e “Te levar” - esta última com participação de Amanda Coronha nos vocais. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/MeuMundoRemixPR .

 

Em 2020, Nanno lançou seu primeiro EP, intitulado “Te Levar”. O projeto, produzido por ninguém menos que Bruno Martini, contém quatro faixas que misturam pop e rap e pitadas de samba. Com diversas referências e um gosto musical que vai desde o rapper Mac Miller, passando por Charlie Brown Jr e 3030, Nanno conseguiu criar seu próprio estilo e sonoridade e hoje é considerado um dos nomes em grande ascensão no cenário musical.

 


 

COMEMORANDO TRÊS DÉCADAS DE CARREIRA, FERNANDA ABREU LANÇA “30 ANOS DE BAILE”, DISCO DE REMIXES QUE CELEBRA SEU AMOR PELAS PISTAS DE DANÇA

 

 

Texto, Logotipo

Descrição gerada automaticamenteCírculo

Descrição gerada automaticamente

 

Por Claudia Assef

 

Em 1990, o Brasil vivia o auge da lambada e da música sertaneja enquanto os mais modernos curtiam lançamentos gringos que bebiam na fonte da dance music. Madonna, Dee Lite, Black Box, Erasure, Snap, Technotronic e Soul II Soul espalhavam pelas ondas do rádio e nos clubs das grandes cidades brasileiras um pouco do que rolava nas pistas dos EUA e da Europa. Até que surgiu uma cantora carioca que mudaria o jeito da gente entender a música pop dançante produzida no Brasil.

 

A revolução veio pela voz, letras e atitude cool de Fernanda Abreu, cantora que o país todo já conhecia desde os anos 80 por seu trabalho com a banda Blitz. Mas, o que ela apresentaria ao país, na estreia de sua carreira solo, em fevereiro de 1990, com o lançamento de “A Noite”, primeiro single de seu álbum de estreia, “SLA Radical Dance Disco Club, mudaria tudo de lugar.

 

Pra começo de conversa, era um disco de autoafirmação feminina, já que conclamava a criação de um "dance disco clube radical da Sampaio de Lacerda Abreu", sobrenome de Fernanda, o SLA do nome do disco.

 

Começando pela capa, preto e branca e desfocada, Fernanda não era mais aquela garota solar da Blitz. A “nova” Fernanda Abreu era da noite, vestida pra boate e munida de samples e batidas eletrônicas até os dentes. Fernanda propunha uma revolução e sabia que seria televisionada (pela MTV, inclusive).

 

Assim como “A Noite”, o resto do álbum apresentava ao público uma música pop com beat eletrônico, um estilo até então inédito no país, com samples e sequenciadores. Uma linguagem nova. Uma ousadia para uma grande gravadora peitar.

 

Quando mostrou as primeiras demos do que viria a ser SLA Radical Dance Disco Club” à EMI, Fernanda ouviu do então diretor da gravadora, Jorge Davidson: “Adorei, que coisa diferente. Mas, você sabe, não tem mercado no Brasil pra essa coisa dançante”. A resposta de Fernanda foi assertiva: Não tinha, vamos inaugurar! Acredita que vai dar certo”. O resto é história. Fernanda se tornou a nossa rainha da dance, do funk, do sample, da música black de baile e, principalmente, dos DJs.

 

E é sobre essa longeva e simbiótica relação, de Fernanda com o universo DJ, que se descortina agora “Fernanda Abreu: 30 Anos de Baile, um disco que reúne 15 DJs/produtores com a deliciosa missão de remixar o filé dançante dos 30 anos de carreira solo da cantora e bailarina. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/30AnosDeBailePR  .

 

A lista de convidados é eclética e traduz o panorama da pista de dança hoje no Brasil, cobrindo estilos diversos, do funk ao trap, da house ao techno, do rap ao electro, representados por nomes da atual geração, como Vintage Culture, Gui Boratto, Bruno Be, Tropkillaz, Fancy Inc e DJs clássicos, que ajudaram a erguer as paredes dos bailes, como Corello DJ, Zé Pedro, Dennis DJ e Memê, este último encarregado de fazer a direção artística do álbum. Além do grande elenco de remixers, há também no disco as participações especialíssimas dos rappers Emicida e Projota.

 

No álbum, os convidados puderam repaginar para as pistas de dança, cada um à sua maneira, clássicos absolutos da discografia de Fernanda Abreu, como “Jorge da Capadócia” (que ganhou remix de Gui Boratto), “Kátia Flávia, A Godiva de Irajá” (em versão de Bruno Be), “Veneno da lata” (by Tropkillaz), “Você pra mim” (que ganhou feat de Projota, com remix de Dennis DJ), “Outro sim” (repaginado por Ruxell, com vocais de Emicida).

 

"Durante todos esses anos de convivência, percebi com clareza que Fernanda sempre apostou fichas nos DJs, criando com eles um laço carinhoso de convivência, harmonia e respeito”, destaca Memê, que também assina, ao lado da cantora, a produção executiva de “Fernanda Abreu: 30 Anos de Baile”.

 

É bom lembrar que Memê, aka do DJ e produtor musical Marcello Mansur, é um dos maiores nomes da nossa house music, além de ser um mestre em misturar, com a precisão cirúrgica de um mixologista, música pop e eletrônica, feito que o consagrou em parcerias com artistas como Lulu Santos, Shakira, Gabriel O Pensador, Tim Maia, além da própria Fernanda.

 

É tanta história e serviços prestados à música dançante brasileira nesses 60 anos de vida de Fernanda Abreu, data celebrada no dia 8 de setembro último, que só um disco de remixes não seria capaz de festejar tanto suingue e sede de baile. O lançamento acabou se desdobrando em um álbum com 13 faixas e outro com oito extended versions, mais próprias pra tocar nas pistas.

 

Desde o lançamento do meu primeiro disco, ‘SLA Radical Dance Disco Club’, em 1990, eu recebo o carinho e o entusiasmo dos DJs com meu som. E agora, 30 anos depois, é muito prazeroso para mim celebrar essa parceria lançando esse projeto, ‘Fernanda Abreu 30 Anos de Baile’, prestando uma homenagem a essa cena que amo tanto e fortalecendo ainda mais essa parceria nas pistas, nas festas e nos bailes", afirma a cantora.

 

Fernanda Abreu tem não apenas o corpo flexível e atlético que os anos como bailarina a ajudaram a moldar, mas também sua alma e mente aspiram o novo. Por isso, seu próximo projeto já está em andamento. "Em 2022, vem aí ‘30 Anos de Baile por Elas’ (nome provisório), remixado só por mulheres DJs e produtoras musicais desse nosso Brasil", adianta Fernanda.

 

Ao longo de oito discos de estúdio, dois registros ao vivo (DVDs), 23 singles, quase 20 videoclipes nesses 31 anos de carreira solo, a biografia de Fernanda afrontou padrões e misturou o que não era misturável: uniu funk com batuque, usou samples e bateria eletrônica para fazer música pop, cantou seu amor pelos DJs citando a nata dos bailes, de Ademir Lemos a Monsieur Limá (em “Baile da Pesada”), trouxe a dança para o front, introduziu o funk carioca para a Zona Sul e, por fim, criou uma identidade brasileira de fazer dance music.

 

A inspiração pode até ter vindo de fora, de ícones como Madonna, Michael Jackson e Prince, mas Fernanda traduziu como ninguém o pop internacional para o nosso clima tropical e caótico, eternizando frases como "Rio 40 graus, cidade maravilha, purgatório da beleza e do caos" ou "Dá gosto de ver a inteligência movendo um corpinho como esse", tirada da música que virou sinônimo dela mesma, “Garota Sangue Bom”.  

 

Se hoje não existem barreiras para produções eletrônicas com vocais em português é porque, 31 anos atrás, lá estava Fernanda abrindo trilhas quando tudo era mato. Junto com ela, atuando como seu fiel elenco de apoio, estavam os DJs. Que comece esse baile da pesada, com alto e bom som!

 


 

“ROLEZIN”, MÚSICA DO PROJETO “ATITUDE NO ROLÊ – RUA”, DO ATITUDE 67, TEM SEU VIDEOCLIPE APRESENTADO

 



Créditos Timothy Oliveira/Divulgação


Na sequência dos EPs “Mato” e “Onda”, os integrantes do Atitude 67 divulgam “Rua”, para fechar com chave de ouro os lançamentos da trilogia “Atitude No Rolê”. Gravado em São Paulo, cidade que os sul-mato-grossenses escolheram para morar, “Atitude no Rolê - Rua” traz cinco faixas inéditas e autorais, produzidas por Dudu Borges. Acaba de ser apresentado o videoclipe de “Rolezin”, no canal da banda no YouTube. Assista agora: https://youtu.be/5taPDWq8H2I .

 

O primeiro videoclipe disponibilizado foi o da faixa-foco, “Maverick”. A paixão por carros antigos fez com que o grupo elegesse a composição para dar o start nos lançamentos audiovisuais do EP “No Rolê - Rua”. Pedrinho conta a história da faixa “Quando eu era criança, ia jogar em uma lan house que tinha uma garagem do lado com um Maverick preto com listras vermelhas estacionado por lá. O pai do Karan chegou a ter um Maverick também, mas de outra cor. Essas histórias e a paixão por carros antigos sempre esteve em nosso imaginário. O Maverick é um carro elegante e então construímos a letra através desse mood central”.

 

As outras faixas que compõem o álbum são “Copinho na mão”, “Menina que voa” e “Esquema”, que serão disponibilizadas no YouTube, nesta ordem, sempre às quintas feiras, às 11h, até o dia 7 de outubro.

 

A capital paulista acolheu o grupo desde 2016, quando se mudaram de Campo Grande para viverem do sonho da música. E é inegável que São Paulo reúne todos os sons, culturas, gostos, tribos e rolês por cada cantinho da principal metrópole do país. Então, como forma de homenagear a cidade e todos os rolês e músicas que fizeram nela, o A67 a escolheu como cenário para as gravações de “Atitude no Rolê – Rua”. Mas, como o grupo mesmo afirma, esse EP vai representar todos os rolês de rua pelo Brasil afora.

 


 

BRUNINHO E DAVI ENCERRAM COM CHAVE DE OURO O PROJETO “VIOLADA NA VARANDA”, COM “SOLTEIREI”, PARCERIA COM MARCO ANTÔNIO E GABRIEL. O PROJETO COMPLETO TAMBÉM JÁ ESTÁ DISPONÍVEL NAS PLATAFORMAS

 


 


Não há dúvidas que Bruninho e Davi já embalaram muitas paixões, mas mais do que isso, cantaram hinos para os solteiros que vão ficar para sempre na memória. Agora, a dupla sul-mato-grossense promete atualizar a canção para os recém-largados com “Solteirei”, parceria com Marco Antônio e Gabriel. A última faixa do projeto “Violada na Varanda” (https://umusicbrazil.lnk.to/VioladaNaVarandaPR ) acaba de chegar a todos aplicativos de música. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/SoltereiPR . O videoclipe também já pode ser visto. Assista agora: https://youtu.be/BHckM6PIgmo .

 

Gravada na varanda do Parque Estaiada, em São Paulo, o projeto traz sete faixas, sendo seis inéditas e o pot-pourri de “Pra lembrar de mim/Curtição”. Além disso, o álbum também terá três participações especiais: Gustavo Mioto, na faixa já lançada “Faz justiça”, Clayton e Romário, na música “Nem com reza”, e de Marco Antônio e Gabriel, na canção “Solterei”.

 

A ‘Violada´ é o nosso projeto mais intimista, no qual trabalhamos muito a nostalgia do público. Trouxemos um repertório selecionado minuciosamente que relembra a fase de ouro do sertanejo universitário, de 2005 a 2013. Desde 2017, estamos gravando alguns projetos deste momento, com músicas inéditas e regravações, que temos o intuito de exaltar”, relembra o cantor.

 

Nesta última, trouxemos como parceiros, além do Gustavo, as duplas Clayton e Romário e Marco Antônio e Gabriel. O Clayton e Romário são incríveis, já têm essa pegada de violada, de um formato mais acústico, são muito talentosos. A faixa ‘Nem com Reza´ ficou incrível na voz deles. O Marco Antônio e Gabriel já são amigos nossos de muito tempo e a gente também gosta demais do trabalho deles. O Bruninho é produtor do disco deles e também quisemos chamá-los para que a ‘Violada´ fosse uma vitrine bacana para a dupla. Para mim, a faixa ‘Solteirei´ é uma das mais legais do repertório. A voz dos meninos tem muita autenticidade, o que agregou muito na música”, conta Davi.

 

“´Faz justiça’ é a cara da violada, é um batidão sul-mato-grossense raiz. Quando a escutamos pela primeira vez, na hora já ouvimos na cabeça a voz do Gustavo. Acho que também pelo estilo que ele canta, por ser de Votuporanga, próximo ao Mato Grosso do Sul, e pela sua intimidade com esse batidão. Quando fizemos o convite para o Gustavo ele aceitou na hora. Temos uma ótima relação com ele e a sua família, já dividimos palco inúmeras vezes e sempre nos mantivemos muito próximos. Então, essa parceria fluiu muito naturalmente”, completa o cantor.

 

Todas as canções do álbum serão lançadas às quintas-feiras, sempre às 21h, com direito ao vídeo gravado com presença de público. Cabe ressaltar que o evento seguiu todas as medidas de biossegurança exigidas, respeitando a capacidade máxima permitida, com anúncios alertando a permanência de todos sentados o tempo todo e a sobre a obrigatoriedade do uso de máscara. O evento contou ainda com uma equipe preparada para atender aos clientes na mesa e também controlar ao máximo o uso de máscaras. Um show consciente e na melhor energia que a “Violada” mais amada do Brasil poderia proporcionar.

 

Preparem-se porque “azar de quem não quis, sorte de quem tá na vez, agora, eu solteirei”, será o mais novo grito dos solteiros.

 


 

OS SERTANEJOS JUAN MARCUS & VINICIUS DISPONIBILIZAM A TERCEIRA PARTE DO PROJETO “BENDITO ROLÊ”. ASSISTA AO VÍDEO DE “FUMAÇA E SENTIMENTO”

 

Homem em pé de terno e gravata

Descrição gerada automaticamente

 

Se você achou que Juan Marcus & Vinícius não poderiam surpreender mais, está muito enganado. A dupla lança hoje o terceiro volume do projeto “Bendito Rolê” e traz mais duas canções inéditas totalmente diferentes, que prometem agradar dos mais apaixonados aos mais animados e baladeiros. Os singles “Até nos modão sarra” e “Fumaça e sentimento” chegam a todos aplicativos de música, o último com direito a clipe no canal do YouTube. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/BenditoRoleVol03PR .

 

Iniciando o EP em uma vibe mais sensual, a dupla uniu o trap ao sertanejo em “Fumaça e sentimento”. Na ousada letra, a dupla pede a volta no tempo para mais uma noite de amor nos versos “E vai rolar uns flashbacks para reviver aquelas transas que cê não esquece. Vai rolar uns flashbacks, eu te filmando e viajando enquanto você desce”. Já o clipe, que também estreia hoje, traz toda essa intensidade, em um ambiente no qual os artistas interpretam a música e as dançarinas mostram toda sua sensualidade em meio a fumaça.

 

A gente sempre acreditou nessa música, desde que a compusemos. Ela é uma composição nossa com Elcio de Carvalho, um grande parceiro, que faz parte de quase todos nossos repertórios. É uma canção romântica que conta a história de duas pessoas com saudade do que viveram no passado e pensando na possibilidade que isso possa acontecer de novo. Mais uma história de amor, como a gente sempre fez. Ela também traz, não só na letra, mas no seu instrumental, nos arranjos, um pouco do ‘lado B’ do projeto, que a gente quis deixar escancarado. Ela tem uma mistura do trap com o pop internacional. O clipe ficou com um resultado ótimo! O pessoal da Movie 3 fez um roteiro incrível. Essa é mais uma música desse projeto que entregamos o coração e acreditamos muito”, conta Juan Marcus.

 

Já “Até nos modão sarra” promete fazer o “sextou” ainda mais animado. Com uma batida eletrizante, a canção te convida para dançar. Afinal, não importa o ritmo, o importante é se divertir. No clipe, que será disponibilizado no dia 30 de setembro no YouTube, a dupla apresenta uma coreografia digna de trend do Tik Tok, em um ambiente colorido e divertido.

 

Essa música já começa diferente pelo nome, tem sarrada, tem modão, e é justamente essa mistura de ritmos e elementos que trouxemos neste novo projeto. Ela foi composta por Augusto Alencar, Léo Soares, Antonini e pelo produtor musical Elibaldo. A música chegou somente em voz e violão, não tinha batida e nem ritmo, mas logo saquei como ela ficaria. Mostrei-a para o Juan e falei que essa música é top, muito diferente, que se encaixa perfeitamente no nosso repertório, porque estamos em busca de coisas novas. Ele também pirou nela e começamos a produção com o Pascoal. Ela é diferente, não só na letra, mas nos arranjos. Até o próprio produtor ousou em algumas coisas que ele mesmo não tinha usado, não tinha combinado. E ‘Até nos modão sarra’ é uma das músicas mais dançantes que a gente gravou. Ela tem uma estrutura diferente, o refrão é instrumental, já começa por aí, não tem uma letra, é uma coreografia e instrumentos de sopro. Tenho certeza de que todo mundo vai gostar, vai cantar e vai sarrar”, completou Vinícius.

 

Este é o terceiro EP do projeto “Bendito Rolê”, que contará ainda com mais um lançamento em outubro, trazendo mais duas canções inéditas. Agora, “Fumaça e sentimento”, “Até nos modão sarra”, “Louca do rolê”, “Pedaços”, “Dois no passageiro” e “Bendito rolê” (esta em parceria com MC Du Black), fazem parte do projeto e já estão disponíveis em todos os aplicativos de música.

 


 

O ARTISTA MR. DAN LANÇA A FAIXA “VOCÊ NÃO TEM NOÇÃO”. ASSISTA TAMBÉM AO VIDEOCLIPE

 

 

Dando sequência do projeto #Experi Black, o trio MR. Dan lança hoje em todos os aplicativos de música a faixa “Você não tem noção”. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/VoceNaoTemNocaoPR . Formado por Daniel (vocal), Fábio (baixo) e Bruno (bateria), o grupo vem fazendo lançamentos mensais com novas músicas para o projeto.

 

Recentemente, o trio disponibilizou as faixas “Todo mundo quer” (https://umusicbrazil.lnk.to/TodoMundoQuer) e “Calma amor” (https://umusicbrazil.lnk.to/CalmaAmorPR). Esta última é uma composição do trio com Rodriguinho e Thiaguinho.

 

O MR. DAN se encontra em um momento ainda mais inspirador e promete inovar o mercado e o jeito de fazer música no Brasil com o projeto #EXPERI. Nesse trabalho, as influências da black music, R&B e soul se integram perfeitamente e formam um som original e versátil. Entre os pontos altos do projeto está a produção musical de Dudu Borges.

 

Nós acreditamos muito que as pessoas irão sentir nesse projeto o êxtase da fusão de boas melodias e grooves com nossa linguagem do dia a dia, que é a nossa característica”, explica Daniel.

 


 

O PROJETO MUSICAL RHAMYS DISPONIBILIZA A MÚSICA “APRENDI A VOAR”

 

 

No seu terceiro single em parceria com a Cri Du Chat/ Universal Music, Rhamys traz em “Aprendi a voar” seu lado mais urbano e solar. A música vem com influências de hip-hop, pop e dance music. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/AprendiAVoarPR .

 

Rhamys costuma trazer em suas músicas uma energia pulsante, capaz de fazer qualquer corpo se movimentar. “Aprendi a voar” traz uma batida forte e envolvente, com melodia marcante e um refrão chiclete, no qual ele apresenta em sua letra todo o desejo de voar, buscar leveza e felicidade.

 

RHAMYS é um jovem artista promissor da cena pop de Fortaleza, que traz em sua alma uma essência extremamente musical e a inquietude transformada de suas composições. Influenciado por artistas como Justin Bieber, Bruno Mars, Chris Brown, Usher, entre outros, RHAMYS vai lapidando a sua música e amadurecendo novas ideias e possibilidades, sempre aberto às experimentações estéticas.

 


 

MAVERICK BENEDICTO FAZ O LANÇAMENTO DUPLO DA MÚSICA “MAVERICK BENEDICTO” E DO CLIPE DE “DONOS DO MUNDO”

 

 

O power trio carioca de rock Maverick Benedicto acaba de chegar ao elenco do selo Astronauta e lança hoje seu homônimo EP de estreia. No projeto, apenas composições autorais e que clamam pela volta do imortal, velho e bom rock’n’roll. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/DonosDoMundoPR .

 

Formada em 2020 por Marcelo Magalhães (guitarra/voz), Sandro Félix (baixo) e Pyerre Bahia (bateria), a banda reúne identidades musicais de várias origens do rock. As faixas que chegam às lojas digitais são o blues rock “Donos do mundo” (que em breve também sai em audiovisual), “Com você aqui”, um country rock com pegada de Creedence Clearwater Revival, e “Fica comigo”, um blues forte e melancólico.

 

As composições são fruto de poesias criadas pelos músicos. Nos ensaios, as poesias se transformam em melodias. Após a criação do tema, surgem os arranjos. Todo o processo de criação é feito pelos três músicos, com livres escolhas entre eles, gerando uma química musical única e que aposta no rock. As letras falam sobre o cotidiano, amores, política e comportamento. O material foi gravado, mixado e masterizado por Marcelo Magalhães, no Estúdio Anton, em Jacarepaguá, Rio de Janeiro.

 


 

JÁ ESTÁ DISPONÍVEL A COLABORAÇÃO DE TANGIBLE FEELINGS, ARIEL ROSSI E CATHERINE ELEFTHERIOU COM A MÚSICA “TANGIBLE FEELINGS”

 

 

O multiartista e produtor Pedro Eleftheriou, coração e alma do Tangible Feelings, criou neste single homônimo uma atmosfera mágica para esta música, que é tema de seu projeto musical.  A ideia e o conceito dos sentimentos tangíveis fluem como um encanto, sob o dedilhado virtuoso no violão de Ariel Rossi ou no poema recitado na voz onírica de Catherine Eleftheriou. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/TangibleFeelingsPR .

 

Diminua o ritmo e faça uma pausa para pensar! Quaisquer que sejam as emoções presentes, esteja ciente de que não se trata do mundo ao teu redor, e sim sobre teu ponto de vista sobre essa realidade. Tens consciência de que qualquer uma dessas emoções só acontece de dentro para fora... Agora, suavemente, toca o silêncio da tua alma com teu coração pulsante, assuma o controle da experiência deste momento, eleva o teu viver e valoriza teu existir. Transforma o teu destino! Tua existência está sempre navegando entre dois horizontes, um que jamais retornará e outro que ainda está por vir... Quando fores corajoso o suficiente para enfrentar tua finitude e a impermanência de todas as coisas, só então estarás pronto para as possibilidades infinitas... Viva ao máximo! Neste exato momento estás sendo observado, pelas memórias do teu futuro eu... Sentimentos tangíveis são momentos de reflexão profunda, calorosa paixão e conexão emocional”.

 


 

GISELE ABRAMOFF LANÇA A VERSÃO REMIX DA FAIXA “LOCKDOWN”, QUE CONTA COM A ASSINATURA DE COPPINI

 

 

Detentora de um carisma próprio, Gisele Abramoff é cantora e compositora brasileira de dance-pop que produz suas canções sob influência do electro pop moderno, com timbres retrô e um beat marcante e animado com assinatura de seus falsetes melódicos ao fundo. Seu inegável estilo vibrante e sísmico além de seu alto alcance vocal permitem com que ela se expresse como uma artista motivada e entusiasmada. Hoje, a artista conta com a colaboração do DJ e produtor Coppini no lançamento da versão remix de “Lockdown”. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/LockdownCoppiniRemixPR .

 

Vocalista do grupo Dalimas (Building Records), formado em 2003 pelo produtor Tibor Yuzo e pelo DJ Tom Hopkins, Gisele apresentou seus hits no Planet Pop Festival, nas edições de 2004, 2005 e 2006, performances que ainda estão na memória dos fãs do grupo.

 

Em carreira solo, em 2020, a artista lançou o single “Run to Me”, produzido por André Werneck e Maurício Cury e Paulo Jeveaux, além da música “Something”, que chegou a ocupar 1ª posição no site digital DJ Pool e a terceira colocação nos charts de House Music. Em novembro do mesmo ano, Gisele lançou na Alemanha, junto com o DJ Patty Low, a música “Like You”.

 


 

MARCELA DE SÁ LANÇA CLIPE DE “O DIA EM QUE FAREMOS CONTATO”, DE LENINE

 

Arco-íris no céu e montanha

Descrição gerada automaticamente com confiança baixa

 

Marcela de Sá apresenta hoje o videoclipe oficial da faixa “O dia em que faremos contato”, seu cover do sucesso de Lenine, composto pelo artista e Braulio Tavares. Assista agora: https://www.youtube.com/watch?v=qmAU7e0mYZA . Com direção artística de Leonardo Rivera, a faixa foi gravada, mixada e masterizada por Leo Vargas em seu estúdio em Petrópolis, na região serrana do Rio de Janeiro. Durante a pandemia, o selo Astronauta abriu a curadoria de seus novos projetos, “Astronauta Singles” e “Vale a Pena Gravar de Novo”, a fim de dar uma forcinha a novos nomes, como a jovem cantora Marcela de Sá, que pretendem se profissionalizar na indústria e, assim, contribuir com a redução de danos no setor.

 


 

ELI SOARES APRESENTA A CANÇÃO “VIVER O AMOR” EM TODOS OS APLICATIVOS DE MÚSICA. ASSISTA TAMBÉM AO CLIPE

ELI SOARES LANÇA O SINGLE E VIDEOCLIPE DE “VIVER O AMOR”

 



 

O cantor e compositor Eli Soares lança hoje em todas as plataformas digitais a canção inédita e autoral “Viver o amor”. A música integra o repertório do novo álbum de inéditas do cantor, “Laboratório do Groove”, que será apresentado em partes. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/ISViverOAmor . Juntamente com a faixa, Eli também faz o lançamento do seu respectivo videoclipe, dirigido por Mike Lacerda. Assista aqui: https://www.youtube.com/watch?v=ZrvTgk9ueus .

 

No último dia 10 de setembro, Eli apresentou a faixa inédita “Dele, com Ele”. Escrita pelo cantor, a música também integra o repertório do projeto “Laboratório do Groove”. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/DeleComEle . Juntamente com a faixa, Eli também faz o lançamento do seu respectivo videoclipe, também dirigido por Mike Lacerda. Assista aqui: https://youtu.be/_nAKH5-iAnE .

 

A música ‘Viver o amor’ traz a mensagem de que o amor de Jesus Cristo é maior do que qualquer coisa. Por isso, precisamos amar como cristo amou a humanidade a ponto de se entregar por ela. Muito se fala, mas pouco tem sido feito Espero que essa canção inspire e mova as pessoas a amarem como Jesus amou”, disse Eli.

 

Eli Soares vem dando alguns spoilers do projeto em seu canal oficial no YouTube. A ideia é que seu público acompanhe as partes do processo criativo do projeto, como alguns dos bastidores do estúdio. Assista aqui aos vídeos aqui: https://www.youtube.com/playlist?list=PL8fwrtjP5eEo7pD4enHhu-48anvuXWBem .

 


 

O CANTOR ISRAEL SALAZAR LANÇA O SINGLE E CLIPE DE “ME AMA”

 


 


O cantor e compositor Israel Salazar lança hoje o single “Me ama”. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/MeAma . Junto com a canção, o cantor também faz a estreia de seu respectivo videoclipe, que foi dirigido por Mike Lacerda. Assista aqui: https://youtu.be/Z3SLEt1ncdI .

 

No último dia 31 de agosto, Salazar apresentou o single “Santo Espírito”. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/SantoEspirito . Junto com a canção, o cantor também fez a estreia de seu respectivo videoclipe, que também foi dirigido por Mike Lacerda. Assista aqui: https://youtu.be/ClvQtETaovM .

 

No dia 4 de maio, Salazar disponibilizou o EP “Duo Live”. Esse primeiro volume traz dois medleys de “Canção ao cordeiro”/“Quero conhecer Jesus” e “Aviva-nos”/”É tudo sobre você”. A faixas “Canção ao cordeiro” e “Aviva-nos”  foram lançadas no álbum “Salazar ao Vivo”, disponibilizado em 2020, enquanto “Quero conhecer Jesus” e ”É tudo sobre você” são versões inéditas. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/EpDuoLive .  Na mesma data, o cantor também apresentou em seu canal no YouTube o vídeo dos dois medleys. Assista aqui: https://www.youtube.com/c/IsraelSalazarOficial .

 

O projeto, que é o registro de uma live realizada pelo cantor em 22 de fevereiro deste ano, carrega algo muito típico do seu trabalho, que é a performance ao vivo. Com arranjos elaborados, cheio de texturas diferentes e acompanhado do baterista e produtor musical Vinicius Figueiredo, Israel Salazar mostra toda a sua versatilidade ao interpretar canções autorais e músicas de outros artistas em medleys cheios de novidades e surpresas. No palco, os dois fazem toda a parte instrumental, com pianos, sintetizadores, bateria e efeitos de voz.

 


Em 10 de novembro do ano passado, Israel Salazar  lançou o álbum “Salazar ao Vivo – Deluxe”. Ouça e baixe aqui: https://umusicbrazil.lnk.to/SalazarAoVivoDeluxe . Juntamente com o álbum, o cantor apresentou o vídeo da canção  “Enche essa casa”, que traz a participação especial da cantora Nívea Soares. Ouça e baixe aqui: https://youtu.be/bbm2siZZn-k . O álbum conta ainda com outras cinco faixas: “Ao cordeiro”, “Aviva-nos”, “Luz que me abraça”, “Responde com fogo” e “Alguém já te falou”.

Nenhum comentário