Novidades

[News]A dupla Hyperanhas formada pela Nath Fischer e a Andressinha, lançam o single “Poc Poc”

C:\Users\Louise\Desktop\SONY\Logo Sony.png


A dupla Hyperanhas formada pela Nath Fischer e a Andressinha, lançam o single “Poc Poc”



Poc poc é mais uma faixa produzida entre a dupla Hyperanhas e Caio Passos, produtor musical que as acompanha desde o começo da carreira. Neste single a dupla mistura um beat no melody com algumas batidas e um sample do funk. Sobre a letra, as meninas mostram os dois lados da moeda, no qual as  mulheres também querem sair, se divertir e que não fiquem no pé delas ou que as julguem por isso. 


“Não foi diferente em Poc Poc, ao mesmo tempo que temos uma linguagem sensual em nossas músicas, também temos pro empoderamento feminino um jeito de se expressar muito original, que acaba sendo uma novidade no trap nacional”. Afirma Nath


Ouça agora o single “Poc Poc ” em todas as plataformas:  https://Hyperanhas.lnk.to/PocPocDC






Sobre Hyperanhas





“Gelo no Copo” foi o primeiro som do Hyperanhas, com participação do Fe Ribeiro. O videoclipe da música tem quase 10 milhões de visualizações e é o maior sucesso da dupla até agora. O som, inclusive, completou um ano agora em junho de 2020, e desde seu lançamento já vieram mais hits, como “Baby o Que Cê Quer de Mim” [4,8 milhões], “Não Quero Love” [3,1 milhões], e recentemente, elas lançaram “Mulher Foda”, [961 mil], com a MC Mirella.



Com apenas 24 anos, Nath se mudou pra capital de São Paulo aos 17 anos e logo se envolveu com a cena do rap. “O tempo foi passando e fui conhecendo artistas do meio, ajudei a organizar umas festas, comecei a ter mais acesso ao backstage pra ver como as coisas aconteciam”. Andressinha, que tem apenas 20 anos e já manda muito, também nasceu no interior e veio pra São Paulo mais velha. “Desde pequena eu queria cantar, ser artista. Sempre gostei de todo tipo de música, então era difícil me encontrar em algum segmento pra seguir até que a Nath me fez escrever um trap e foi amor à primeira vista”.



As duas se conheceram em uma social na casa da Nath há quase dois anos e o Hyperanhas já existia na época, mas tomou outra proporção. “O Hyperanhas era um grupo de amigas da Nath e a gente por amar o que o Hyperanhas significava, que sempre foi empoderamento feminino, decidimos carregar no peito pra outros fins profissionais”.


Tem aquelas pessoas que a gente conhece e parece que foi um encontro de outras vidas de tanto que a energia bate, com as duas foi a mesma coisa. “A Nath sempre me ajudou e me ensinou muitas coisas que foram de extrema importância na nossa vida pessoal. O profissional acho que foi uma consequência disso tudo”, explica Andressa sobre o começo de tudo. “Ficamos amigas e passamos mais tempo juntas. A Andressinha tinha acabado de chegar em SP e me falou que cantava, mas não escrevia. Eu mostrei minhas letras pra ela e começamos a escrever ‘Gelo no Copo’ juntas”, relembra Nath. PR/EduLeah

Nenhum comentário