Books Brasil Books

Novidades

[News]Montagem inspirada no teatro do absurdo, A Vingança de Shakespeare estreia no Teatro Vannucci, dia 18 de março, 6ªf, às 21 horas

 Montagem inspirada no teatro do absurdo, A Vingança de Shakespeare estreia no Teatro Vannucci, dia 18 de março, 6ªf, às 21 horas

Espetáculo com texto e direção do cineasta

e roteirista, André Costa

 

No dia 18 de março, sexta-feira, às 21 horas, estreia A Vingança de Shakespeare no Teatro Vannucci, na Gávea. Espetáculo com texto e direção de André Costa e elenco composto por Carlos Bonow, Priscila Ubba, Sérgio Abreu, Renatta Pirillo, Camila Mayrink, e o ator convidado, Roberto Pirillo, que dão vida a uma confraria de atores que se reúnem para prestar homenagem a Dionísio. No encontro, encenam a tragédia de Romeu e Julieta e celebram a chegada de um novo membro, que guarda um segredo fascinante, como a misteriosa confraria.

 

Inspirado no gênero do teatro do absurdo, A Vingança de Shakespeare é um suspense tragicômico que se passa na noite do encontro da confraria de atores. Se reúnem regularmente para prestar homenagem a Dionísio, quando encenam, para eles próprios, uma tragédia. Sem saber de antemão seus personagens, os atores podem recorrer ao improviso e à espontaneidade, sem jamais alterar o rumo e o desenlace do texto original.

 

“Shakespeare e o teatro do absurdo é uma abordagem que tem muito a ver com os tempos de polarizações que estamos vivendo. Na peça, uma confraria de atores é criada para homenagear o legado do teatro. O que seria algo altamente positivo e dignificante se desdobra no seu oposto. Trata-se de crítica direta a todos que acreditam na radicalização das "boas ideias" como maximização do "bem comum". O resultado alcançado, a história não deixa dúvidas, é sempre o da tragédia”, reflete o autor.

 

Com trama ambientada na década de 1920, A Vingança de Shakespeare, através da desconstrução de Julieta, também honra a história da luta das mulheres por seus direitos. “Por isso a escolha de passar nos anos 1920. Na história dos direitos humanos, a década é considerada a época de maior avanço das liberdades e conquistas feministas.  Do direito ao voto aos vestidos justos ao corpo, encurtamento dos cabelos e liberdade para fumarem em público”, declara André, mestre em direitos humanos e direito Internacional que já concluiu a versão literária do texto do espetáculo para o inglês, com lançamento previsto para abril em países de língua inglesa.

 

Como escritor e cineasta, André é autor, dentre outros, do livro de ciência política lançado no Brasil, “O Fracasso da Globalização” (Ideias e Letras) e do romance “The Search for Mukurob. Além de diretor e roteirista dos longas-metragens “Cold Night”, produzido na Dinamarca e estrelado pela renomada atriz sueca Rebecca Ferguson e “Where Beauty Reigns”, na Namibia, ambos distribuídos pela Amazon Prime dos EUA e países de língua inglesa.

 

 

SINOPSE:
Confraria de atores que se reúnem para prestar homenagem a Dionísio. No encontro, encenam a tragédia de Romeu e Julieta e celebram a chegada de um novo membro, que guarda um segredo fascinante, como a misteriosa confraria.

FICHA TÉCNICA:

Texto e direção: André Costa

Elenco:

Carlos Bonow

Priscila Ubba

Sérgio Abreu

Renatta Pirillo

Camila Mayrink

Ator convidado: Roberto Pirillo

Diretor de Arte, Cenógrafo e Figurinista: Ronald Teixeira

Iluminador: Felício Mafra

Trilha Sonora: Celso Rangel

Fotos: Renato Mangolin

Assessoria de imprensa: Passarim Comunicação – Silvana Cardoso e Juliana Feltz

Produção: Deborah Aguiar e Mila Madsen

Realização: The Bridge Film Company

FB E INSTAGRAM: @avingancadeshakespeare

SERVIÇO:

A VINGANÇA DE SHAKESPEARE

Elenco: Carlos Bonow | Priscila Ubba | Sérgio Abreu | Renatta Pirillo | Camila Mayrink | Ator convidado: Roberto Pirillo

Local: Teatro Vannucci | Shopping da Gávea

Temporada: de 18 de março a 15 de maio de 2022 | sextas, sábados e domingos

Horário: sexta e sábado, às 21h | domingo, às 20h30

Endereço: Rua Marquês de São Vicente, 52, 3º andar, loja 371, Gávea, Rio de Janeiro/RJ.

Ingresso: Sextas: R$40,00 (meia) | R$80,00 (inteira)

Sábados e domingos: R$45,00 (meia) | R$90,00 (inteira)

Duração: 80 minutos

Classificação: 14 anos

Vendas pelo Symplahttps://bileto.sympla.com.br/event/71645

 

CARLOS BONOW (TOMÁS / ROMEU):

 

Perfil Tomás: Ex-ator que busca se reconectar com o teatro através do ingresso na Confraria.

Mini Biografia:

Entre seus últimos trabalhos em TV estão as novelas e séries da Globo: “Nos Tempos do Imperador “, “No Outro lado do Paraíso”, “Malhação - Pro Dia Nascer Feliz”. A novela “Os Dez Mandamentos”, da Rede Record TV. A série “Desjuntados” (3° Episódio) da Amazon Prime Vídeo. No cinema, atuou nos filmes “Um Casal Inseparável”, “O Casamento de Gorete”, “Se Eu Fosse Você 2”, “Até Que a Sorte Nos Separe”, “SobreviventeUrbano”, “O Cavalheiro Didi e a Princesa Lili” e “Didi e o Caçador de Tesouros”. No teatro, suas peças mais recentes, são: “DezEncontros”, como ator e diretor, “5 Homens e Um Segredo”, “Mundo Ideal”, “Estúpido Cupido” (musical), e “E aí, Comeu?”. Desde 2014 continua em cena, tanto na tv quanto no teatro, com sucessos, como: "Império", "Tempo de Amar", "Além do Tempo", "Magnífica 70", entre outras. Também estreou no musical "A noviça rebelde", com grande sucesso.


ROBERTO PIRILLO (AURÉLIO / SENHOR CAPULETO / FREI): 

Perfil Aurélio: Ator sênior, idealizador e patriarca da Confraria. É dele a ideia de se recriar a Dionísia nos tempos modernos, em homenagem ao Deus do teatro.

Mini Biografia:

Com 57 anos de carreira artística, Roberto Pirillo iniciou seus trabalhos no ano de 1965 na peça Roleta Paulista, onde Mazzaroppi o conheceu e contracenou com ele em quatro filmes. No mesmo ano esteve na peça "Felisberto Café" e "Dois perdidos numa noite suja" de Plínio Marcos. Desde então, Roberto começou sua dedicação no teatro, participou de diversas peças. Em Check-up, ganhou o Prêmio Governador do Estado, como revelação do ano. Participou também no ano de 1974 do Festival Internacional de Teatro em Nancy, na França. Mas o grande sucesso veio na peça de teatro “Trair e Coçar”, na qual ele participou durante 14 anos. Fez filmes também na África, onde participou de vários festivais. A estreia na Globo aconteceu em 1970, na novela “Minha Doce Namorada”. De 1970 até 1986 fez cerca de 13 novelas. Um de seus grandes sucessos foi como Tobias em “Escrava Isaura”, novela de Gilberto Braga. Atuou em outros canais, como a Bandeirantes e a TV Manchete, de 1979 a 1984, quando retornou a Globo para interpretar um de seus papéis de maior repercussão na novela, "A Gata Comeu", com o papel do ator Tony Duarte. Em 2003 estreou na TV Record, onde atuou em seis novelas na emissora.


CAMILA MAYRINK (MARCELA / JULIETA):

Perfil Marcela: Jovem e desinibida atriz, é a musa da Confraria. Para ela, Aurélio substitui a figura paterna, por quem nutre sentimento fraterno profundo e verdadeiro.

 

Mini Biografia:

Iniciou seus estudos no teatro aos 16 anos em Belo Horizonte, onde realizou seus primeiros trabalhos. Após se formar na Escola de Teatro PUC Minas, aos 18 anos, mudou para o Rio de Janeiro, onde deu continuidade aos estudos e trabalhos. Além de diversas campanhas publicitárias como Havaianas e Coqueiro, formou na Escola de atores Wolf Maya e na oficia de atores CESGRANRIO. Estrelou como protagonista nas peças “Sexo grátis, amor a combinar” como Mel, direção Bia Oliveira; e “Sempre Amigos” como Daniela, direção de Pedro Jones, peça premiada pelo FITA. Na Rede Globo, integrou o elenco de “Não se apega não”, como Marina, e participações especiais como em “Rock Story”. Na Rede Record, interpretou Asisa em “Jesus”, a rebelde Joana em “Jezabel”, onde foi destaque na trama e ganhou prêmio de atriz revelação. Em “Amor Sem Igual”, interpretou a vilã Vânia. No cinema, atuou como Lizandra em “Minha mãe é uma peça 3”, Cacau em “O último virgem”, e Valentina em “Socorro virei uma garota”, disponíveis no NETFLIX.


PRISCILA UBBA (JÚLIA / SENHORA CAPULETO):

Perfil Júlia: Amiga e confidente de Aurélio, exerce o papel de líder durante o ritual em homenagem a Dionísio.

Mini Biografia:

Atriz, apresentadora e artista plástica mineira. Com o filme português “Voo da Capo”, conquistou o prêmio de melhor atriz. Iniciou a carreira na televisão com o prêmio como “Atriz Revelação”, em 2016, pela personagem Tirda, da novela “A Terra Prometida” da Record TV. Priscila também atuou em diversas séries, novelas e filmes no Brasil e no exterior. Em 2014, atuou na novela Império, da Rede GLOBO. Atuou também nas novelas” A Terra Prometida”, na REDE RECORD e na novela e filme “Os Dez Mandamentos”. Em 2021, a atriz está no ar na novela Gêneses da Record TV, tendo ainda atuado como protagonista do filme GODIVA. Em outubro, atuou no filme “Um acorde para despertar” e termina o ano de 2021 como a protagonista Clarice no filme COISA PÚBLICA.


RENATA PIRILLO (VERÔNICA / AMA):

Perfil Verônica: Membro fundadora da Confraria, é especialmente amiga de Júlia e tida como fiel guardiã dos rituais da Dionísia.

Mini Biografia:

Crescida no meio artístico, onde engatinhava nas coxias dos teatros, se apaixonou pela arte. Se tornou atriz com formação na Cal (Casa das Artes de Laranjeiras) e, também, com formação na Escola de atuação Aguinaldo Silva e curso do Wolf Maia. Renata já participou em diversos projetos, novelas e peças de teatro. Atuou na novela "Os dez Mandamentos", na Record, dentre outras na mesma emissora. No teatro, interpretou seis personagens na peça "Allan kardec", no teatro Municipal fez o musical "A flauta Mágica" de Mozart, Um chá das cinco (Tchecov), Mas a vida é Boa (Inspirado nos filmes de Federico Fellini), entre outras. No cinema, participou da Série Magnífica 70, da HBO, Ala Leste, Rio eu te amo. Também formada em Dublagem, na escola "som de vera cruz", está em seu currículo, séries, filmes e o famoso game "Call of Duty". Seu amor pela música a levou para os palcos como DJ, onde entra em contato com o público e a arte de forma leve e divertida.


SÉRGIO ABREU (RICARDO / TEOBALDO):

Perfil Ricardo: É o responsável pelo ingresso de seu amigo Tomás na Confraria.

Mini Biografia:

Entre 2000 a 2001, o ator foi o âncora do programa “Tour TNT”, do canal americano de televisão TNT. Entre 2001 e 2004, atuou no seriado Malhação, da Rede. Em 2005, atuou no espetáculo “Os segredos que só os homens têm”, com direção de direção de Evandro Mesquita. Em 2007, atuou na novela “Paraíso Tropical”, da Rede GLOBO. Em 2008, foi protagonista da novela “Revelação”. Em 2010, produziu e protagonizou a peça inglesa “Olhe para trás com raiva” (“Look back in anger”), de John Osborn. Em 2011, atuou em “A Tempestade”, de William Shakespeare. Em 2014, participou nos seriados “Não tá fácil pra ninguém”, do canal Multishow e “Milagres de Jesus”, na TV Record. Ainda na Record, nos anos de 2018/2019, atuou na novela “Jesus” e, em 2020, na novela “Gênesis”. Em 2021, filmou o longa-metragem “O Armário Mágico”, com lançamento previsto para o início de 2022.

 

ANDRÉ COSTA (TEXTO & DIREÇÃO):

Mini Biografia:

Diplomata, escritor e cineasta. É autor, entre outros, de “O Fracasso da Globalização” e “The Search for Mukurob”; e diretor e roteirista dos longas metragens “COLD NIGHT”, produzido na Dinamarca (estrelado pela renomada atriz sueca, Rebecca Ferguson), e “WHERE BEAUTY REIGNS”, produzido na Namíbia. Como diplomata e cônsul, promoveu a cultura brasileira em Barcelona, Copenhague, Sydney e Estocolmo. André Costa é de Niterói (RJ), é bacharel em direito, graduado em diplomacia pelo Instituto Rio Branco, mestre em  direitos humanos e direito Internacional. Estudou roteiro e direção de cinema na Metro Film School e na Australia Film, Television and Radio School (AFTRS), ambas em Sydney, Austrália; bem como direção de teatro e direção de atores para cinema e teatro na “National Institute of Dramatic Art” (NIDA), igualmente em Sydney, Austrália.


SOBRE DEBORAH AGUIAR (DIREÇÃO DE PRODUÇÃO):

Produtora dos espetáculos: “O Cara Que Dançou Comigo”, com Emílio Orcílio Neto, e direção de Michel Bercovitch; “Começaria Tudo Outra Vez”, com Gaspar Filho e direção de Dácio Malta; “Dona Flor e Seus Dois Marido”, com Carol Castro, Marcelo Faria e Duda Ribeiro, e direção de Pedro Vasconcelos; “Decameron”, com Fabiana Karla, Marcos Oliveira, George Sauma, Zéu Britto e Bel Kutner, e direção de Otávio Muller; Vergonha dos Pés”, com Juliana Knust e Danton Mello, e direção de Alexandre Reinecke; e “Murro em Ponta de Faca”, com direção de Paulo José.


SOBRE RONALD TEXEIRA (CENÓGRAFO E FIGURINISTA):

Ronald Teixeira (Niterói RJ 1962). Diretor de arte, cenógrafo e figurinista, para Teatro, Cinema e TV; graduado em Artes Cênicas – Cenografia e Indumentária na UFRJ; mestre em Ciências da Arte pela Escola de Cinema da UFF; doutorando em Arquitetura e Urbanismo na FAU/UFRJ; professor de Cenografia e Indumentária Histórica na UFRJ desde 1990. Colaborou constantemente com os diretores Gilberto Gawronski, Cristina Pereira, Domingos Oliveira e Daniel Herz, da Companhia Atores de Laura. Prêmio Shellde Teatro 2000 como Melhor Cenografia. Prêmio Golden Triga na Quadrienal de Cenografia de Praga 2011.


SOBRE CELSO RANGEL (TRILHA SONORA):

Celso Rangel durante muitos anos atuou como músico Guitarrista, Produtor Musical e Arranjador de diversos artistas da música popular brasileira, hoje atua na área de Produção Musical. Sound Designer, Marketing Artístico Musical e de projetos personalizados e proprietários para empresas. Desenvolve planejamento artístico para cada formato de artista individualizado. Por ser compositor & produtor de Trilhas Sonoras Originais para Cinema, Teatro e Televisão, Celso Rangel mantem um contato direto com grandes agências de publicidade, produtoras de vídeo, emissoras de rádio e Tv de todo o Brasil. Atua na produção executiva musical e sonoplastia. Também na Gestão de Carreira Artística e Criação e Produção de Eventos Musicais.


MAIS INFORMAÇÕES PARA A IMPRENSA:

Passarim Comunicação e Marketing | www.passarimcomunicacao.com

Nenhum comentário