Novidades

[Críitca] Eternos

 

Sinopse:

Os Eternos são uma raça de seres imortais que viveram durante a antiguidade da Terra, moldando sua história e suas civilizações enquanto batalhavam os malignos Deviantes.




     O quê eu achei?

Minhas expectativa para Eternos já estava alta- e felizmente não fui decepcionada. De fato, é diferente de tudo o que a Marvel já fez, como disse a crítica estrangeira.

Começa com um pequeno prólogo na forma de texto contando que os Celestiais, os seres cósmicos extremamente poderosos que governam a ordem do Universo. Arishem, o Celestial juiz que determina quais planetas devem sobreviver e quais devem ser destruídos, criou os Eternos, seres super poderosos do planeta Olímpia para defender a Terra dos Deviantes, espécie resultado de experiências fracassadas. 

Há 7.000 anos,os Eternos vivem escondidos no nosso planeta sob a liderança de Ajak (Salma Hayek), a sábia líder que tem o poder de cura.Os outros membros são Sersi (Gemma Chan), uma empata que pode manipular matéria inanimada que trabalha como curadora de museu enquanto namora o humano Dane Whitman (Kit Harington,o Jon Snow de Game of Thrones),Gilgamesh (o coreano Don Lee)o mais forte,Duende (Lia McHugh)que pode projetar ilusões,Phastos (Brian Henry Tyree)que controla tecnologia e é o primeiro herói abertamente gay da Marvel,casado com um humano,Makkari (Lauren Ridloff) que tem super-velocidade e é a primeira super-heroína com necessidades especiais da Marvel,sendo deficiente auditiva;ela se comunica através de linguagens de sinais e a atriz realmente é na vida real, Kingo (Kumail Nanjiani) que pode disparar raios de energia pelas mãos e Ikaris (Richard Madden,Robbb Stark de Game of Thrones) o líder que pode lançar raios pelos olhos e é praticamente um Super-Homem-há até uma piada disso.

Tudo corre bem até o dia em que um Deviante-eles haviam sido erradicados há 500 anos- aparece na Londres dos dias atuais e eles são obrigados a agirem.Ajak é a responsável pela mediação dos Eternos com Arishem mas quando ela é assassinada,os demais tem que enfrentar a ameaça por conta própria.

Esse filme realmente é bem diferente dos demais da Marvel.O que achei mais interessante foi a diversidade das civilizações antigas retratadas,desde a Babilônia e Mesopotâmia até o Méxido da época dos aztecas! 

Só acho que poderiam ter se aprofundado mais na mitologia deles mas acredito que deve ser feito no segundo filme.Aliás,será durante uma das suas cenas pós-créditos que você verá a aparição de uma celebridade ao MCU e a confirmação da sequência!


                       Trailer:






Nenhum comentário