Novidades

[Crítica] A Despedida

 

Sinopse:

A mãe de família Lily (Diane Keaton) une suas filhas por um último final de semana, antes de cometer suicídio, para terminar seu sofrimento causado por uma doença terminal.




    O quê eu achei?

A matriarca Lily (Susan Sarandon)está sofrendo de uma doença terminal e tem os dias contados. Ela decide abreviar seu sofrimento e convida sua família para passar um último final de semana com ela.Seu marido Paul (Sam Neill) apoia sua decisão.

Lily tem duas filhas, a rígida Anne (Kate Winslet, eterna Rose mas está bem diferente de cabelo castanho)e a rebelde Jennifer (Mia Wasikowska,do live-action de Alice no País das Maravilhas com Tim Burton).Há uma tensão entre elas-e isso dificulta as ooisas.

Esse filme é um remake do dinamarquês ¨Silent Heart¨ (Coração Silencioso)que eu não assisti e ambos tem roteiro de Christian Torpe.

Jennifer vai com seu marido Michael (Rainn Wilson)e filho Jonathan (Anson Boon)um garoto que gosta de poemas e pretende ser ator.A filha caçula, Anne, que é lésbica, chega com sua namorada, com quem já acabou e voltou várias vezes,Chris (Bex-Taylor Klaus). A outra convidada é Elisabeth (Lindsay Duncan)a melhor amiga de Lily desde a faculdade.

Como é de se esperar de um filme do gênero,tem citações como ¨Assim que marcamos um encontro, parei de pensar em morrer e comecei a pensar em viver¨ e "Os idosos estão apenas fingindo ser perspicazes para dar a impressão de que a vida contribui para algo significativo e compreensível." A inesperada descoberta de uma traição muda tudo.

O título original, é Blackbird, (o pássaro melro)que aparece na primeira e na última cena voando no céu e simboliza o espírito de Lily, que está finalmente livre.Pode ser meio arrastado às vezes mas é interessante e tem um final reflexivo.

                           Trailer:





Nenhum comentário