Novidades

[Programação] Filmes em Destaque no Canal Brasil – 21 a 27 de dezembro

DOMINGO (2019) (95’)


Horário: Segunda, dia 21, 20:55
Direção: Clara Linhart e Fellipe Barbosa
Classificação: 16 anos

Sinopse: No primeiro dia de 2003, quando Lula assume a presidência do Brasil, uma família burguesa se reúne em uma decadente casa de veraneio no interior do Rio Grande do Sul. O contraste das paredes descascadas com as taças de cristal funciona como um reflexo dos habitantes, todos à beira do colapso, em seus mais diferentes tipos. Há a excitação efusiva de Bete (Camila Morgado), o machismo e a homofobia de Eduardo (Michael Wahrmann) e comportamento elitista de Laura (Ítala Nandi) ao tratar os empregados. Ainda no elenco, Augusto Madeira, Chay Suede, Martha Nowill e Ismael Caneppele.
 
AMORES BRUTOS (2000) (153´)


Horário: Terça, dia 22, 22h

Estreia - Mostra Latinidades

Direção: Alejandro González Iñárritu
Classificação: 16 anos

Sinopse: Em plena Cidade do México, um terrível acidente automobilístico ocorre. A partir deste momento, três pessoas envolvidas se encontram e têm suas vidas mudadas para sempre. Indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro. Vencedor do BAFTA de melhor filme em língua estrangeira e do grande prêmio da crítica, do “Golden Rail” e do prêmio da crítica jovem no Festival de Cannes.
 
AOS OLHOS DE ERNESTO (2020) (122´)

 
Horário: Quarta, dia 23, 21:30

INÉDITO E EXCLUSIVO

Direção: Ana Luiza Azevedo, Jorge Furtado
Classificação: 12 anos

Sinopse: Um fotógrafo uruguaio está perdendo a visão, mas acha que consegue enganar a todos. O senhor, porém, descobre que ainda pode se divertir e rejuvenescer, fazer amizades e se apaixonar aos 80 anos. Prêmio da crítica na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.
 
O AUTO DA COMPADECIDA (2000) (104’)

 
Horário: Quinta, dia 24, 22:20  
Direção: Guel Arraes
Classificação: Livre

Sinopse: A história é centrada na dupla João Grilo (Matheus Nachtergaele) e Chicó (Selton Mello), dois nordestinos sem eira nem beira que se valem da esperteza de Grilo para sobreviver na dura vida no sertão. A dupla provoca muitas confusões, enganando ricos e poderosos. Como pano de fundo, uma severa crítica às relações díspares entre as camadas sociais, marca registrada das peças de Suassuna.
 
DEUS É BRASILEIRO (2003) (110’)


Horário: Sexta, dia 25, 18:20
Direção: Cacá Diegues
Classificação: 14 anos

Sinopse: Cansado dos erros cometidos pela humanidade, Deus (Antônio Fagundes) resolve tirar umas férias nas estrelas. Mas, para isso, ele precisa encontrar um santo que se ocupe de seus deveres enquanto ele estiver ausente. Resolve procurá-lo no Brasil, país muito religioso que, no entanto, nunca teve um santo reconhecido oficialmente. O guia de Deus pelo Brasil será Taoca (Wagner Moura), esperto borracheiro e pescador que enxerga, nesse encontro inesperado, a oportunidade de resolver seus problemas materiais. Mais tarde, se junta aos dois a solitária Madá (Paloma Duarte), uma jovem tomada por uma grande paixão. Do litoral de Alagoas ao interior do Tocantins, passando por Pernambuco, Taoca, Madá e Deus vivem diferentes aventuras enquanto procuram por Quinca das Mulas (Bruce Gomlevsky), o candidato de Deus a santo.
 
AMOR, PLÁSTICO E BARULHO (2015) (90’)

 
Horário: Sábado, dia 26, 0:05
Direção: Renata Pinheiro
Classificação: 14 anos

Sinopse: Seguindo os passos de Jaqueline (Maeve Jinkings), sua companheira de banda e musa inspiradora, Shelly (Nash Laila) sonha virar uma grande cantora de música brega. Ela entra para o show business em busca de fama e fortuna mas, inserida em um mundo onde tudo é descartável, incluindo o amor e as relações humanas, ela vai encontrar grandes dificuldades para atingir a fama.
 
O SILÊNCIO DO CÉU (2016) (102’)


Horário: Domingo, dia 27, 21:40
Direção: Marco Dutra
Classificação: 16 anos

Sinopse: Diana (Carolina Dieckmann) carrega consigo um grande trauma: ela foi vítima de um estupro dentro da própria casa. Mas ela prefere esconder o caso e não contar para ninguém. Mario (Leonardo Sbaraglia), seu marido, também tem seus próprios segredos – mistérios que, ocultos, estão matando aos poucos a relação do casal.


Nenhum comentário