Novidades

[News] A cantora e compositora Gabi Doti, esta lançando “Outra razão” com dez canções autorais e refinada produção de padrão internacional nas plataformas digitais.


Surpresa tem sido um estímulo fundamental para quem há quatro décadas faz do escrever sobre música sua profissão. Ingrediente raro num mundo saturado de informação e referências, é essencial para nos manter antenados, abertos ao novo e ao verdadeiro. Boas surpresas, como as de “Outra razão”, álbum da até então desconhecida (para esse batucador de teclas) cantora e compositora Gabi Doti, com dez canções autorais que dosam invenção, apelo pop e refinada produção.

Ela transita por um terreno também pra lá de congestionado e esbanja conteúdo e identidade em sua música. Padrão internacional, até na banda estelar que gravou o disco, no lendário estúdio EastWest Recording, em Los Angeles, mas com o natural sotaque latino-brasileiro de uma brasiliense de adoção, nascida em Montevidéu (Uruguai). Em uma das faixas, “Silêncio Capital”, enquanto questiona a Lei do Silêncio no Distrito Federal que poda a vida noturna e a atuação dos artistas candangos, ela auto define o que ouvimos: um “funk-samba-jazz”, um “funk abrasileirado”, que respira “seca e jazz”. Através do álbum, passando por pop rock, funk, r&b, balada, Gabi Doti deixa mais marcas de suas fortes digitais.

“Outra razão” começou a nascer há quase dois anos, após o encontro de Gabi com Moogie Canazio, produtor carioca radicado há quatro décadas em Los Angeles e cujo currículo inclui trabalhos com João Gilberto, Maria Bethânia, Caetano Veloso, Rita Lee, Sérgio Mendes, Simone, Ivan Lins, Sandy & Junior, Xuxa, Nathan East, Luis Miguel… Acertadas as agendas, durante os primeiros meses de 2019, ela se dedicou ao que encarou como a prova decisiva para suas ambições artísticas. A partir de centenas de rascunhos e ideias acumuladas nos últimos dois anos, chegou a 31 composições. Destas, 15 ganharam arranjos e, após a peneira final, dez integram o disco que agora chega às plataformas. Os arranjos de base foram criados por Gabi, Moogie (que também foi o engenheiro de som nas sessões de gravação) e Daniel Baker - este, um músico (piano, Fender Rhodes e sintetizadores) que já vinha atuando como diretor musical de Gabi em Brasília.

Repertório e arranjos definidos, Gabi Doti (voz) e Daniel Baker (teclados) se cercaram de um time de sonhos: Tim Pierce (guitarrista em discos e shows de Michael Jackson, Roger Waters e Phil Collins), Jamie Wollam (atual baterista do Tears For Fears, que já passou por grupos de Michael Jackson e David Crosby) e Sean Hurley (baixista de John Mayer, também presente em gravações de Ringo Starr, Annie Lennox e Alanis Morissette). Em cinco faixas, o percussionista cubano Rafael Padilla (que já trabalhou com Shakira, Gloria Estefan, Thomas Dolby, Diana Ross, Matt Bianco) reforça o sotaque latino-americano. Enquanto pontuais participações completam a paleta sonora do álbum: o percussionista Felipe Fraga (curitibano radicado em Los Angeles) botou pandeiro e repique em “Silêncio Capital”; os irmãos cariocas Felipe e Viny Melanio fazem backing vocals em “Nonsense" e “Iguais”; enquanto as canções “Nosso jeito” e “Iguais" contaram com a Orquestra de Saint Petersburg (sob a direção do maestro Kleber Augusto, a partir de arranjo de Daniel Baker).

Questões existenciais e pessoais (a balada “Nosso jeito”, o rock "Eco"); celebração da vida sem amarras e preconceitos (o rock “Verdade ou mentira”, que abre o álbum; o pop-rock “Nonsense”; o funk à la Prince "Spotlight"); crônicas sobre o cada vez mais caótico mundo contemporâneo (o já citado funk-samba-jazz “Silêncio Capital”, a balada r&b "Iguais") estão entre os temas de Gabi. São oito faixas em português (sem sotaque, pinta alguma de vir de uma uruguaia), uma no espanhol nativo - a cortante balada “Otra razón”, com letra que procura decifrar (e mostrar como conviver com) a síndrome de Alzheimer - e uma faixa-bônus em inglês, “Good times”. Esta, proporciona uma despedida suave, balada-lounge hipnótica, com mensagem de afirmação. Fecha “Outra razão” e nos dá muitas razões para voltar ao álbum. Com sua arte, a experiência acumulada como artista e produtora independente e cercada de um time que joga por música, Gabi é a surpresa e a certeza da vez nesse incerto 2020.


OUÇA AQUI "OUTRA RAZÃO"

https://www.gabidoti.com/outrarazao
 
 
 


Nenhum comentário