27 junho 2018

[Resenha] Uma Irmã

Sinopse: Ao ter suas férias pacatas transformadas por Hélène, o jovem Antoine  passa a viver os dias mais intensos de sua vida, repletos de emoção e receios. DE forma sutil, ainda que forte, ele vai descobrindo um universo feminino tão gracioso quanto perturbador. E O que poderia ser apenas mais uma história de verão, se transforma, pelas mãos de Vivés, em uma narrativa apaixonante. UM conto delicado e sensual sobre o despertar de um adolescente que provoca um turbilhão de sentimentos.

O que eu achei?
Antonie, 13 anos,  todo ano vai para uma cidadezinha durante as férias de verão do colégio, acompanhado de seus pais e seu irmão Titi. Tudo está acontecendo de alguma forma estranha, sua casa está cheia de água, a amiga de sua mãe teve um aborto e vai passar um tempo com eles na casa de praia.
Hélène é 3 anos mais velha que Antonie e chega com seu celular indispensável e sempre próximo a ela, enquanto as pessoas da casa continuam agindo de forma corriqueira e seguindo suas vidas, ela está atenta ao seu mundinho particular.

Tudo muda quando de repente Antonie começa a perceber Hélène com outros olhos, afinal ela é uma menina que não liga de trocar de roupa na frente dele, nem de se exibir despretensiosamente.
Não é por abuso ou por querer se exibir, mas o jeito dela é exatamente este.
O mundo de Antonie se expande e seu interesse por meninas desperta. E lentamente as coisas vão acontecendo entre eles, a descoberta dos corpos e do interesse sexual. Mas muitas outras coisas paralelas vão acontecendo... amizades e momentos tensos entre amigos.

A Hq fala principalmente sobre a descoberta da sexualidade, o autor tem a sensibilidade em exibir em imagens esta descoberta. 
E a forma com que ele decidiu terminar a HQ é mostrando que toda ação resulta numa reação, sempre de forma sensível.

Nenhum comentário

Postar um comentário