Novidades

[News]Jeza da Pedra, Kassin e Clara Soly mandando ver na Colab. O rapper antecipa mais um single do EP que sai em 19 de novembro

 JEZA DA PEDRA, KASSIN E CLARA SOLY MANDANDO VER NA COLAB

O RAPPER ANTECIPA MAIS UM SINGLE DO EP QUE SAI EM 19 DE NOVEMBRO

OUÇA “POEIRA CÓSMICA”
Feat. Clara Soly. Produzido pelo ganhador do Grammy Kassin








Após o lançamento do clipe “Distante de Você”, o rapper gay Jeza da Pedra divulgou hoje o single “Poeira Cósmica”. A faixa, que foi produzida pelo ganhador do Grammy e multinstrumentista Kassin, integrará o EP de love songs Arquitetura da Despedida (Sete Estações)Programado para sair em 19 de novembro pelo selo boutique LAB 344, o EP abordará temas relacionados a solidão do gay negro e as etapas de luto e superação pós desamores. 

Flertando com o trap, R&B e indie pop, “Poeira Cósmica” apresenta uma atmosfera sexy e sombria, acompanhado mais uma vez pela voz da cantora Clara Soly. A letra percorre o caminho do vazio e da dor resultante de uma relação mal sucedida. A jornada da superação é traçada tomando consciência de que as memórias boas e ruins pertencem ao passado e que o restante "vai virar poeira cósmica sem culpa ou frustração”.

No RG, Jeza é Jonatas Rodrigues, músico, tradutor, escritor e poeta, formado em música brasileira e teoria musical pela Escola de Música Villa Lobos e em Letras pela PUC-Rio, com passagem pela Universidade Sorbonne, em Paris. O “da Pedra” vem do Complexo da Pedreira, no bairro de Costa Barros, na Zona Norte do Rio, onde nasceu e foi criado. Ele também, que é o primeiro gay assumido da cena rap da cidade, une soul e afrobeat em suas músicas e adora samba, pagode e toda a “música de preto” que conheceu com a família paterna. Pois é, Jeza é um fascinante caldeirão de misturas. 




FICHA TÉCNICA:
Letra Jeza da Pedra; Vozes: Jeza da Pedra e Clara Soly; Produção Musical: Kassin; Mixagem e Masterização: Xavier2Bit
Gravadora: LAB 344


você não sabe o tempo que levou pro coração parar de machucar
da falta que você me fez
você não saberá da missa 1/3, da ausência de desejo e da vontade de morrer

você não saberáe o pior é que bem vai querervocê não saberásaberá, saberápra quê?

sangrei de peito abertotodos viram o estrago emocional que depois de você eu me torneifudeu minha cabeça e meu juízoe agora tudo que eu faço são canções sobre você

você não saberáe o pior é que nem vai querervocê não saberásaberá, saberápra quê?

não quero ficar preso na memória de momentos tão incríveisque eu sei que jamais voltarãoe aquilo que restou da nossa históriavai vira poeira cósmica sem culpa ou frustração

você não saberáe o pior é que bem vai querervocê não saberásaberá, saberápra quê?





Nenhum comentário