Novidades

[News] O Dia Internacional do Idoso é comemorado em 1º de outubro. Data importante, afinal, respeitar sua ancestralidade é honrar e venerar sua história.

 O Dia Internacional do Idoso é comemorado em 1º de outubro. Data importante, afinal, respeitar sua ancestralidade é honrar e venerar sua história.

Ivanir dos Santos e Mamadou Zerbo

O Prof. Dr. Babalawo Ivanir dos Santos faz uma homenagem e sugere uma reflexão para a data de hoje. O sacerdote traz ainda a foto com Mamadou Zerbo, quando esteve no Journee Scientifique Afrique-Bresil, realizado na cidade de Ouagadogou (Burkina Faso), organizada pelo Centro de Articulação de Populações,Marginalizadas (CEAP) em parceria com o  Centre International Joseph Ki-Zerbo pour L’Afrique et as Diaspora (CIJKAD), em 2019. 


“Na África, cada ancião que morre é uma biblioteca que se queima”, é com essa frase que quero começar a minha reflexão sobre o dia de hoje! Antes de mais nada quero saudar a todas e todos que nos antecederam aqui no Aiyê (plano físico) e que hoje integra as nossas comunidades nos guiando do Orum (plano espiritual). 

Como religioso que sou não posso deixar de voltar as minhas tradições religiosas de matrizes africanas para falar sobre a importância das nossas “mais velhas” e dos nossos “mais velhos” na sociedade em que vivemos. Por isso acredito que a citação acima, escrita pelo tradicionalista malinês Amadou Hampâte Bâ no livro "Amkoullel, o Menino Fula", expressa de forma simples e intensa a importância dos nossos anciões (na sociedade contemporânea europeizada chamado de idoso) como o motor e salvaguarda das nossas tradições. Memórias vivas e testemunhos do passado dos nossos anciões são os nossos educadores sobre o tempo e com o tempo, seja através da palavra falada ou da palavra escrita são eles e através deles que chegamos até aqui. 

Assim, nesse 1º outubro, data em que comemoramos aqui no Brasil o Dia do Idoso (a), quero além de prestar homenagem às nossas “mais velhas” e dos nossos “mais velhos” pontuar para todas as posterioridades que sem as sapienciais adquirida por elas e eles jamais teremos a possibilidade de construir um futuro.

Nenhum comentário