Novidades

[Crítica] Ghostbusters-Mais Além

 

Sinopse:

Em Ghostbusters: Mais Além, quando uma mãe solteira e seus filhos se mudam para uma pequena cidade, eles começam a descobrir sua conexão com os caça fantasmas originais e o legado secreto que seu avô deixou para trás.




 

  O quê eu achei?

Eu gosto bastante dos filmes originais dos Caça-Fantasmas,de 84 e 89,respectivamente.Quando fui no cinema ver o reboot de 2016,fiquei um tanto decepcionada-embora tenha gostado da versão do esquadrão feminino-achei a história fraca.

Trevor (Finn Wolfhard,mike de Stranger Things)e Phoebe (Mckenna Grace)são irmãos que se mudam para uma cidade nova com a mãe,Callie (Carrie Coon) após o pai dela,Egon Spengler,um dos membros da equipe original da invasão de 1984 em Nova York,falecer e eles herdarem a propriedade.Paul Rudd,o Homem-Formiga da Marvel,interpreta o professor Sr.Grooberson,por quem a mãe deles acaba se envolvendo.

Phoebe é uma garota de 12 anos, nerd e esquisita mas encontra um amigo em Podcast, como ele próprio se chama por causa de seu podcast. Já Trevor é um adolescente de 17 anos que se encanta por Lucky (Celeste O´Connor),filha do xerife local.A situação se complica quando eles acidentalmente libertam um fantasma preso no equipamento do avô e descobrem que uma deusa suméria da destruição chamada Gozer planeja visitar a Terra.

Embora seja bem blockbuster, os fãs dos filmes originais vão gostar da referência-especialmente a cena em que Phoebe está na cadeia e clama por seu direito de fazer uma ligação e um dos guardas fala: Who you gonna call? (Quem você vai chamar?)aludindo à famosa canção-tema. 

Tem participações especiais e duas cenas pós-créditos; a primeira é um pouco após os créditos começarem e a segunda é depois de todos os créditos, portanto certifique-se de ficar até o final!

                              Trailer:





Nenhum comentário