Novidades

[News]"Sankofa" é o segundo single do novo álbum de Amaro Freitas, um elogio às raízes negras e aos povos originários do Brasil

"Sankofa" é o segundo single do novo álbum de Amaro Freitas, um elogio às raízes negras e aos povos originários do Brasil



Ouça "Sankofa": http://bit.ly/AFSankofa



 

 


 

"Sankofa" - símbolo Adinkra dos povos acã, da África Ocidental, que representa um pássaro com a cabeça voltada para trás - é o nome do terceiro álbum do pianista pernambucano Amaro Freitas, revelação do jazz brasileiro, que será lançado em junho, com patrocínio da Natura Musical, realização da 78 Rotações e parceria da gravadora inglesa Far Out, e também de seu segundo single, que acaba de sair.  


Quando se deparou com o símbolo em uma bata à venda em uma feira africana no Harlem, Nova York -  bairro que historicamente foi palco de grandes pianistas do jazz como
Thelonius Monk e Art Tatum -, compreendeu a importância do seu significado e fez dele o conceito fundamental do disco. “Trabalhei para tentar entender meus ancestrais, meu lugar, minha história como homem negro. A história dos povos originários, das diversas etnias que ocuparam este território, de como somos plurais. O Brasil não nos disse a verdade sobre o Brasil. A história dos negros antes da escravidão é rica em filosofias antigas. Ao compreender a história e a força de nosso povo, pode-se começar a entender de onde vêm nossos desejos, sonhos e vontades.”

 

 

Como todos os álbuns de Amaro, "Sankofa" levou cerca de três anos para ser feito, com ele os músicos que o acompanham passando oito horas por dia, quatro dias por semana no estúdio. “Valorizamos o processo criativo. Sabemos que leva tempo para chegar a um lugar diferente, para entendê-lo e traduzi-lo. Meses se passam e as ideias começam a se encaixar. O tempo é o mais importante. Não podemos chegar onde queremos sem ele. Tenho o desejo de dizer às gerações futuras: vamos desacelerar, vamos nos dar mais tempo, vamos fazer coisas mais profundas. Vamos parar de nadar na superfície, vamos mergulhar”, diz ele.


PR/Debs

Nenhum comentário