Novidades

[Especial Oscar 2021] Mank, disponível no Netflix

 
Sinopse: O enredo de Mank segue a história tumultuosa do roteirista Herman J. Mankiewicz da obra-prima icônica de Orson Welles, Cidadão Kane (1941) e sua luta com o autor Orson Welles pelo crédito do script do grandioso longa.

Mank é dirigido por David Fincher e conta com elenco formado por Gary Oldman, Amanda Seyfried, Lily Collins, Joseph Cross e Tuppence Middleton.

Curiosidades:

- Gary Oldman queria usar uma maquiagem protética elaborada para parecer o Herman J. Mankiewicz histórico, mas foi persuadido por David Fincher que queria maquiagem mínima para capturar uma performance mais íntima.

- O roteiro foi escrito por Jack Fincher, pai de David Fincher.

- Na maior parte de dezembro de 2019, o filme foi filmado no Kemper Campbell Ranch em Victorville, Califórnia, onde Herman J. Mankiewicz escreveu Cidadão Kane (1941). Considerando que o rancho mudou muito pouco ao longo dos anos, a locação ajudou a refletir o período da década de 1930.

- Amanda Seyfried disse ao Collider que David Fincher a fez filmar uma certa cena aproximadamente 200 vezes, “por uma semana inteira”, só para ficar perfeita. Ela nem sequer tinha diálogos.

- O filme seria o próximo projeto de David Fincher após Vidas em Jogo (1997), mas foi interrompido porque o estúdio não concordava com sua preferência de fazer o filme em preto e branco, inspirado em Cidadão Kane.

- David Fincher contratou Maurice LaMarche para ler cada fala do diálogo de Orson Welles para que Tom Burke ensaiasse sua performance. LaMarche fez a fala dublada para a performance de Vincent D’Onofrio como Welles em Ed Wood (1994).

- Esse é o segundo filme a detalhar o processo de criação de Cidadão Kane (1941), seguido de RKO 281 (1999) com John Malkovich como Herman J. Mankiewicz e Liev Schreiber como Orson Welles.

- David Fincher, em uma entrevista a New York Magazine, explicou como o filme te transporta para a Hollywood de 1930 e início de 1940 através de seu design de som e visual. “Ren Klyce, que é o designer de som, e eu começamos a conversar anos antes de como queríamos que passasse a sensação de que foi encontrado nos arquivos da UCLA (Universidade da Califórnia) ou no porão de Martin Scorsese no caminho para ser restaurado”.

- O filme é a quinta colaboração de David Fincher e os compositores Trent Reznor e Atticus Ross, depois de Nine Inch Nails Only (2005), A Rede Social (2010), Millenium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres (2011) e Garota Exemplar (2014).

- Enquanto Mank (2020) conta a história das lutas entre Herman J. Mankiewicz, Orson Welles e William Randolph Hearst sobre a produção de Cidadão Kane (1941), também destaca os efeitos na estrela Marion Davies, que tinha se aposentado dos filmes em 1937 depois de uma carreira de 20 anos como estrela principal, depois que foi percebido que a personagem da sem-talento Susan Alexander foi baseada nela. Não foi.

- O rascunho de 120 páginas do roteiro inicial revelou que Jack Fincher acompanhou de perto uma afirmação feita por Pauline Kael em seu artigo publicado no New Yorker em 1971, chamado Raising Kane, dizendo que Welles não merecia o crédito no roteiro. O artigo irritou muitos críticos, incluindo o amigo de Welles e diretor Peter Bogdanovich, que refutou as afirmações de Kael em “The Kane Mutiny”, um artigo escrito para a Esquirer em outubro de 1972. O argumento dela foi desacreditado por vários estudiosos de cinema ao longo dos anos, incluindo Robert L. Carringer em seu estudo “The Scripts of Citizen Kane”.

- Em uma conversa com a revista francesa Première, David Fincher revelou que assinou um contrato exclusivo com a Netflix pelos próximos 4 anos. Fincher disse que assinou o contrato depois de ter finalizado Mank (2020) para a Netflix.

- O filme é a terceira colaboração de David Fincher e Netflix. Ele dirigiu dois primeiros episódios de House of Cards (2013) e vários episódios de Mindhunter (2017).

- O filme é o primeiro de David Fincher a ser apresentado totalmente em preto e branco, seu primeiro filme para um serviço de streaming em vez de ser lançado exclusivamente nos cinemas e seu segundo filme que se passa antes da década de 1970.

- É o terceiro filme biográfico de David Fincher, seguido de Zodíaco (2007) e A Rede Social (2010).

- O filme é a oitava colaboração de David Fincher e o editor de filmes Kirk Baxter. Baxter trabalhou pela primeira vez com Fincher como editor adicional em o Zodíaco (2007). Depois foi promovido a coeditor (com Angus Wall) em O Curioso Caso de Benjamin Button (2008), A Rede Social (2010) e Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres (2011). Subsequentemente, ele editou Garota Exemplar (2014) e todos os episódios dirigidos por Fincher em House of Cards (2013) e Mindhunter (2017).

- Amanda Seyfried e Gary Oldman trabalharam juntos antes em A Garota da Capa Vermelha (2011).

- Apesar de ser um filme biográfico sobre um roteirista famoso, o filme não recebeu a nomeação de Melhor Roteiro Original. No entanto, recebeu 10 nomeações incluindo Melhor Filme e Melhor Diretor.

- Mank foi nomeado ao Oscar em 7 das 9 categorias nas quais Cidadão Kane (1941) também foi nomeado: Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Ator, Melhor Cinematografia, Melhor Direção de Arte, Melhor Trilha Sonora Original e Melhor Som.

- Joseph Cross apareceu em dois episódios de Mindhunter (2017), série da Netflix que Fincher foi produtor executivo e diretor.
 
Mank também concorre nas categorias de Melhor Ator (Gary Oldman), Melhor Direção, Melhor Atriz Coadjuvante (Amanda Seyfried), Melhor Figurino, Melhor Trilha Sonora, Melhor Som, Maquiagem e Cabelo, Melhor Fotografia e Melhor Design de Produção. 
 
Trailer: 
 
 
Fontes: AdoroCinema; IMDB, G1, YouTube
 
 

 

Nenhum comentário