Novidades

[News] Com a flexibilização do isolamento social diversas pessoas voltaram ao trabalho, muitas delas sofreram com a quarentena causada pelo novo coronavírus, algumas desenvolveram transtornos mentais, outras que já tinham, enfrentaram crises preocupantes. Segundo a psicóloga Célia Siqueira, pessoas com síndrome do pânico, ansiedade, depressão, bipolaridade, borderline e até as descrentes com a atual situação do mundo, terão um impacto muito grande ao retornar ao ambiente de trabalho, dificuldades em cumprir e se adaptar às novas regras e normas. “Para quem tem algum transtorno psiquiátrico, com todas as mudanças, regras e distanciamento pode aumentar os níveis de irritabilidade e descumprimento das tarefas. O ideal, é que essas pessoas, mantenham as consultas com o médico especialista em dia e pelo menos uma vez por semana, tenham acesso as terapias, mesmo à distância (online), para ajudar a aceitar seus limites pessoais e entender seus conflitos internos”, diz Célia. A especialista afirma que a volta ao trabalho para essa pessoas, também será muito tensa por medo do contato físico e de estar nos grupos, podendo desenvolver outras crises e conflitos com colegas. Para mais informações, acesse: www.institutoceliasiqueira.com

Com a flexibilização do isolamento social diversas pessoas voltaram ao trabalho, muitas delas sofreram com a quarentena causada pelo novo coronavírus, algumas desenvolveram transtornos mentais, outras que já tinham, enfrentaram crises preocupantes.

Segundo a psicóloga Célia Siqueira, pessoas com síndrome do pânico, ansiedade, depressão, bipolaridade, borderline e até as descrentes com a atual situação do mundo, terão um impacto muito grande ao retornar ao ambiente de trabalho, dificuldades em cumprir e se adaptar às novas regras e normas.

“Para quem tem algum transtorno psiquiátrico, com todas as mudanças, regras e distanciamento pode aumentar os níveis de irritabilidade e descumprimento das tarefas. O ideal, é que essas pessoas, mantenham as consultas com o médico especialista em dia e pelo menos uma vez por semana, tenham acesso as terapias, mesmo à distância (online), para ajudar a aceitar seus limites pessoais e entender seus conflitos internos”, diz Célia.

A especialista afirma que a volta ao trabalho para essa pessoas, também será muito tensa por medo do contato físico e de estar nos grupos, podendo desenvolver outras crises e conflitos com colegas.

Para mais informações, acesse:  www.institutoceliasiqueira.com


Nenhum comentário