Novidades

[News] Programação de agosto do Sala da Casa, série da Casa Natura Musical, celebra o folclore brasileiro

Comemorado no dia 22 de agosto, o Dia do Folclore pauta a programação do mês na Casa Natura Musical, que dedicará a série Sala da Casa à apresentações de artistas  que reverenciam em suas obras essa importante manifestação da cultura popular. Como o folclore é algo vivo e em constante transformação, a homenagem incluirá  desde nomes consagrados, como Moacyr Luz e Alzira E, passando pela sonoridade moderna, mas repleta de regionalismos, de Luisa E Os Alquimistas, Luê e Lucas Estrela, contemplando ainda a influência indígena da rapper Brisa Flow e o tom de conto das letras de Pedro Pastoriz.

No dia dos pais, a apresentação de João Suplicy será repleta de canções essenciais da música brasileira e contará com a participação especial de seu pai, o ex-senador Eduardo Suplicy. E no dia 29, em que se comemora o Dia da Visibilidade Lésbica, o show ficará por conta de Jéssica Caitano, que além de ser parte da comunidade LGBTQ+, mistura um profundo conhecimento do folclore do sertão pernambucano a batidas eletrônicas no seu rap-repente.

Completam a programação de agosto da Sala da Casa Karynna Spinelli e Ciel Santos, dois nomes bastante atuantes na cultura popular de Pernambuco, a cantora sul-mato grossense Thamires Tannous, o músico, diretor e ator cearense Beto Lemos e a cantora e atriz carioca Késia Estácio. As apresentações acontecem no perfil do Instagram @casanaturamusical entre sexta e domingo, 19h.

O termo folclore vem do inglês “folklore”que por sua vez, é uma junção das palavras “folk”(povo) e “lore”(conhecimento). E embora não exista consenso sobre o que cabe ou não dentro desse conceito de “conhecimento de um povo”, normalmente a palavra é associada a tudo o que constitui a cultura e a identidade de um grupo de indivíduos e não tem autoria oficial.

Ou seja: são lendas, crenças, superstições, festas populares, jogos, brincadeiras, personagens, artesanatos, dialetos, gírias, danças e claro, canções populares que são transmitidas oralmente de geração para geração.

O folclore brasileiro tem as mais diversas origens, mas entre elas, se destacam a portuguesa, a indígena e a africana. Na música, o folclore está nas cantigas de roda, nas serestas e modas de viola, em ritmos como o samba, o frevo, o xote e o maracatu, e em muitos outros estilos que seguem fazendo parte da cultura regional das diferentes partes do país e influenciando a produção contemporânea da música brasileira.

Sobre as ações remotas da Casa Natura Musical

O último show realizado na Casa Natura Musical aconteceu dia 13 de março. Com a crise do novo coronavírus, toda a programação a partir de então teve que ser adiada e o espaço entendeu rapidamente que precisaria se reinventar. A primeira iniciativa, ainda em março, foi a criação de uma nova agenda de shows intimistas no perfil do Instagram @casanaturamusical de sexta à domingo, sempre às 19h, que recebeu o nome de “Sala da Casa”.

Em seguida, veio o “Afetos”, projeto semanal que acontece às quintas-feiras também às 19h, com conversas cheias de carinho entre dois importantes nomes da cultura, partindo de um assunto específico e se desdobrando sempre em boas histórias. Depois vieram as lives especiais em homenagem à datas comemorativas e figuras essenciais da música brasileira. Também foram realizados lançamento de discos de Illy (“Te Adorando Pelo Avesso”), Mahmundi (“Mundo Novo”), Hamilton de Holanda (“Canto da Praya”) e Rico Dalasam (“Dolores Dala Guardião do Alívio!) em parceria com a Rádio CBN

A programação criada durante o isolamento social inclui também as séries de vídeos desenvolvidas para o novo canal da Casa Natura Musical no Youtube: “Faixa a Faixa”, “Já Ouviu” e “Com a palavra”, sendo esse último focado em produtores de conteúdo que fazem a diferença não só na música, mas também no audiovisual, artes plásticas, design e literatura.

Completando as inovações dessa nova fase da Casa, está a edição online da festa Pajuball em parceria com o coletivo Amem, que destinou toda receita arrecadada com a venda de ingressos para o #AmemEmCasa, projeto criado pelo Coletivo AMEM para ajudar pessoas negras LGBTQIA+ em tempos de isolamento social.

Tudo isso junto a dicas culturais, recomendações de lançamentos e uma newsletter quinzenal resultam nas iniciativas que mantém a programação do espaço pulsante mesmo diante das limitações impostas pela crise da COVID-19 - e para as quais a Casa Natura Musical busca o apoio de marcas, afim de contemplar ainda mais artistas e temáticas, e ampliar o alcance desses conteúdos.

Confira a agenda completa do Sala da Casa em agosto:

01/08 sábado:  Moacyr Luz
02/08 domingo: Karynna Spinelli

07/08 sexta: Pedro Pastoriz
08/08 sábado: Brisa Flow
09/08 domingo: João Suplicy com participação do Eduardo Suplicy

 14/08 sexta: Thamires Tannous
15/08 sábado: Luisa e Os Alquimistas
16/08 domingo: Alzira E

21/08 sexta: Luê
22/08 sábado: Beto Lemos
23/08 domingo: Késia Estácio

28/08 sexta: Ciel Santos
29/08 sábado: Jéssica Caitano
30/08 Lucas Estrela

Sempre às 19h

Casa Natura Musical
Com mais de 400 shows de 200 artistas diferentes, a Casa Natura Musical completa três anos em 2020. Inaugurada em maio de 2017, a Casa dá voz a diferentes ritmos, movimentos e artistas por meio de uma programação pulsante e plural. Mais que uma casa de shows, a Casa Natura Musical atua como um equipamento cultural, promovendo reflexões com o público em busca de um mundo mais diverso, inclusivo e sustentável através de shows, eventos especiais, mostras de arte digital e conteúdos nos canais de comunicação.   

Sobre a Natura Musical
Natura Musical é a principal plataforma de patrocínio da marca Natura. Desde seu lançamento, em 2005, o programa investiu cerca de R$ 159 milhões no patrocínio de 467 projetos - entre CDs, DVDs, shows, livros, acervos digitais, documentários e projetos de fomento à cena. Os trabalhos artísticos renovam o repertório musical do País e são reconhecidos em listas e premiações nacionais e internacionais. Em 2020, o edital do programa selecionou 41 projetos em todo o Brasil. A plataforma digital do programa leva conteúdo inédito sobre música e comportamento para mais de meio milhão de seguidores nas redes sociais. Em São Paulo, a Casa Natura Musical se tornou uma vitrine permanente da música brasileira, com cerca de 120 shows ao longo de 2019. Durante o período de suspensão de atividades presenciais em decorrência da pandemia causada pelo novo coronavírus, a Casa Natura Musical transferiu a sua programação para as redes sociais. Com a transmissão de lives que mesclam música e bate-papos, a Casa Natura Musical rompeu as barreiras geográficas que um palco físico impõe e tem alcançado novos públicos em todo o Brasil e na América Latina.

CASA NATURA MUSICAL
Rua Artur de Azevedo, 2134, Pinheiros, São Paulo
www.casanaturamusical.com.br e www.sympla.com.br.
https://www.facebook.com/CasaNaturaMusical
https://www.instagram.com/casanaturamusical/
www.twitter.com/casanaturamus


Nenhum comentário