Novidades

[Programação] Canal Brasil – Programas e Séries da Semana – 27 de julho a 02 de agosto


SEGUNDA-FEIRA, 27 DE JULHO
 
ESTAÇÃO ROQUENROU – JARDS MACALÉ 
 
 Horário: Segunda, dia 27, às 17h30
Terça, dia 28, às 6h30

PRINCIPAL
Classificação: 12 anos

Sinopse: Um antigo estúdio em Copacabana tornou-se ponto de encontro de grandes nomes do rock brasileiro, entre músicos já consagrados e membros da nova geração. Por lá, Dé Palmeira realiza jam sessions exclusivas com nomes consagrados e membros da nova geração do rock brasileiro, com clima de ensaio de banda de garagem, que desenham um panorama da cena carioca, mostrando toda a diversidade do gênero. A atração tem roteiro e direção de Renato Martins.

Neste episódio: Na estreia da terceira temporada, Dé Palmeira recebe Jards Macalé. O imprevisível e incansável cantor comenta a alcunha de “maldito” da MPB e a renovação constante de seu público.
 
BIPOLAR SHOW – MARCELO ADNET 
 

Horário: Segunda, dia 27, às 23h
Quinta, dia 30, às 13h30
Sexta, dia 31, às 7h

PRINCIPAL

Classificação:
Livre

Sinopse: Durante três anos, Michel Melamed anunciou, na abertura de seu programa: “Bipolar Show está no ar”! Em julho, o Canal Brasil seleciona os melhores momentos de suas três temporadas. O objetivo principal é possibilitar um encontro livre entre dois artistas, nos mais diversos estados de humor. Entre os convidados da atração estão Marcelo Adnet, Selton Mello, Marjorie Estiano, Andréia Horta, Leticia Colin, Edu Sterblitch, Bárbara Paz, Júlia Lemmrtz, Luis Miranda, Alice Wegmann, Johnny Massaro, Grace Passô e Matheus Nachtergaele.

Neste episódio: Música, rimas e uma suruba marcam o episódio, que traz Marcelo Adnet como convidado. Junto a Michel, contracena com a música “Pau Que Nasce Torto” e compõe o hino do programa.

A ARTE DO ENCONTRO 
 

Convidado: Johnny Massaro
Horário: Segunda, dia 27, às 23h30
Terça, dia 28, às 13h30
Quinta, dia 30, às 7h
Classificação: Livre

PRINCIPAL
Sinopse: Após 13 episódios comandados por Tony Ramos, Bárbara Paz assume o lugar do ator no comando da quarta temporada de “A Arte do Encontro”, do Canal Brasil, na quarta-feira, dia 14. Nos próximos programas, a atriz vai receber Bia Lessa, Daniel Dantas, Elisa Lucinda, Luis Miranda, Maria Ribeiro, Paulinho Moska, Xico Sá e Zélia Duncan para conversas intimistas intercaladas por leituras de trechos de livros, poesias e peças de teatro.

Neste episódio: O ator Johnny Massaro lamenta a perpetuação de discussões que deveriam estar superadas e destaca a cultura como o caminho para a transformação do ser humano.

TRANSMISSÃO 
 

Convidado: Dj Rennan Da Penha
Horário: Segunda, dia 27, à 0h
Terça, dia 28, às 14h
Classificação: 12 anos

PRINCIPAL
Sinopse: Linn da Quebrada e Jup do Bairro são duas das mais revolucionárias personalidades da nova geração da cultura brasileira. Suas apresentações de rap nas periferias são incendiárias e críticas, com letras focadas nos dilemas do universo LGBTQI, na desigualdade social e questões raciais. Suas trajetórias encantaram os documentaristas Kiko Goifman e Claudia Priscila, diretores de Bixa Travesti (2018), no qual elas expõem suas rotinas e mostram como suas posturas nos palcos visam desconstruir estereótipos de gênero, raça e classe. Novamente juntos, cineastas e cantoras estrelam o novo programa da faixa da meia-noite no Canal Brasil, dando sequência ao bastão passado por Laerte Coutinho em Transando com Laerte, que se despede da grade depois de quatro temporadas.

O talk show comandado pelas plurais artistas traz convidados para um bate-papo irreverente, no qual questões de gênero, sexo e raça são frequentemente abordadas, mas não limitadoras a conversa. O papo com Laerte Coutinho fala sobre transexualidade, mas também aborda relacionamentos amorosos e religião. Com a funkeira MC Carol, elas discutem a influência do rap na periferia e a descoberta da veia artística. A deputada Erica Malunguinho fala sobre a dificuldade de pessoas trans em ocupar espaços de poder, tanto na política quanto na academia, e a atriz Glamour Garcia fala sobre aceitação da personalidade. Há espaço ainda para os músicos Jards Macalé, Tom Zé e Letrux, o ex-prefeito Fernando Haddad, a cineasta Anna Muylaert, o ex-jogador de futebol Vampeta e a chef de cozinha Paola Carosella, entre outros.

Neste episódio: “Eu não sou bandido”. Dj Rennan da Penha destaca que a favela é vista como ameaça pela sociedade, comenta as ações truculentas da polícia nas comunidades e revela o receio de ser preso.

 
TERÇA-FEIRA, 28 DE JULHO
 
PORNOLÂNDIA – A VIDA DEPOIS DA PORNOGRAFIA 
 

Convidado: Vanessa Danieli
Horário: Terça, dia 28, à 0h15
Classificação: 16 anos

PRINCIPAL
Sinopse: A musa da pornochanchada Nicole Puzzi retorna à tela do Canal Brasil em entrevistas picantes, com membros do universo da pornografia e do erotismo no país. Sempre em tom irreverente, a apresentadora discute abertamente temas como fetiche, sensualidade, nudez artística e o mercado brasileiro de filmes adultos. A anfitriã está ainda mais curiosa e provocativa no quinto ano do programa, seja investigando as práticas sexuais menos comuns, revendo os velhos amigos ou conversando com figuras da indústria pornô.

Neste episódio: A ex-atriz pornô Vanessa Danieli revela como a pornografia pareceu o único caminho a seguir graças ao histórico de abusos que sofreu e aborda sua luta como um exemplo para outras meninas.
 
FAIXA MUSICAL – DANIELA MERCURY – O AXÉ, A VOZ E O VIOLÃO 
 

Horário: Terça, dia 28, às 14h15
Quinta, dia 30, às 11h15
Classificação: Livre
 
INÉDITO
 
Sinopse: 25 anos após o primeiro disco, Daniela Mercury sobe ao palco do Teatro Castro Alves, em Salvador, para cantar a liberdade, em reverência à cultura e às músicas genuinamente brasileiras.
 
ESTAÇÃO ROQUENROU – DAVI MORAES
 
 
Horário: Terça, dia 28, às 17h30
Quarta, dia 29, às 6h30
Classificação: 12 anos
 
PRINCIPAL

Sinopse:
Um antigo estúdio em Copacabana tornou-se ponto de encontro de grandes nomes do rock brasileiro, entre músicos já consagrados e membros da nova geração. Por lá, Dé Palmeira realiza jam sessions exclusivas com nomes consagrados e membros da nova geração do rock brasileiro, com clima de ensaio de banda de garagem, que desenham um panorama da cena carioca, mostrando toda a diversidade do gênero. A atração tem roteiro e direção de Renato Martins.

Neste episódio: Dé Palmeira recebe o guitarrista Davi Moraes para um bate-papo musical. Herdeiro direto do tropicalismo, o filho de Moraes Moreira canta “Dê um Role”, música eternizada pelos Novos Baianos.
 
RUA DO SOBE E DESCE, NÚMERO QUE DESAPARECE – EPISÓDIO 3 
 

Horário: Terça, dia 28, às 20h45
Sexta, dia 31, às 13h40
Segunda, dia 03, às 16h30
Classificação: 14 anos
 
INÉDITO E EXCLUSIVO
Sinopse: Dirigida e roteirizada por Luiz Carlos Lacerda, o Bigode, a produção protagonizada por Fernanda Vasconcellos e André Arteche mostra o cotidiano de dois amigos em busca da felicidade no amor e no trabalho. Claudia (Fernanda Vasconcellos) se mudou recentemente para o prédio de Lourenço (André Arteche), e logo se tornaram amigos e confidentes. Ela é uma aeromoça com uma escala frequente de voos e passa a maior parte do tempo viajando. Ele é um diretor de teatro ansioso com a estreia de uma nova peça. No entanto, quando estão em casa, se tornam inseparáveis e passam a participar ativamente da vida um do outro. Com seis episódios, a série é cheia de poesia e traz referências a obras de Antonio Botto, Manuel Bandeira, Walmir Ayala, Lucio Cardoso, entre outros. Paula Burlamaqui, Maria Padilha, Ilva Niño e Oscar Magrini fazem parte do elenco.

Neste episódio: Lúcio difama Dionísio em seu bairro. Cláudia se vê envolvida em outro relacionamento sem futuro após descobrir as mentiras do namorado. Lourenço encontra dificuldades para ensaiar sua peça.

RUA DO SOBE E DESCE, NÚMERO QUE DESAPARECE – EPISÓDIO 4
 

Horário: Terça, dia 28, às 21h15
Sexta, dia 31, às 14h10
Segunda, dia 03, às 17h
Classificação: 14 anos
 
INÉDITO E EXCLUSIVO
Sinopse: Dirigida e roteirizada por Luiz Carlos Lacerda, o Bigode, a produção protagonizada por Fernanda Vasconcellos e André Arteche mostra o cotidiano de dois amigos em busca da felicidade no amor e no trabalho. Claudia (Fernanda Vasconcellos) se mudou recentemente para o prédio de Lourenço (André Arteche), e logo se tornaram amigos e confidentes. Ela é uma aeromoça com uma escala frequente de voos e passa a maior parte do tempo viajando. Ele é um diretor de teatro ansioso com a estreia de uma nova peça. No entanto, quando estão em casa, se tornam inseparáveis e passam a participar ativamente da vida um do outro. Com seis episódios, a série é cheia de poesia e traz referências a obras de Antonio Botto, Manuel Bandeira, Walmir Ayala, Lucio Cardoso, entre outros. Paula Burlamaqui, Maria Padilha, Ilva Niño e Oscar Magrini fazem parte do elenco.

Neste episódio: Após dar mais uma chance para o amor, Cláudia se vê desvalorizada por Beto. Lourenço vive situação incômoda em sua própria casa. Dionísio se instala na vida do casal de amigos.

 
QUARTA-FEIRA, 29 DE JULHO
 
FAIXA MUSICAL – IRA! FOLK 
 

Horário: Quarta, dia 29, às 14h15
Quinta, dia 30, às 11h15
Classificação: Livre
 
INÉDITO
 
Sinopse: Nasi e Edgard Scandurra fazem um passeio por 35 anos de carreira com a apresentação de clássicos da banda em formato acústico, como “Flores em Você”, “O Girassol” e “Tarde Vazia”.
 
ESTAÇÃO ROQUENROU – O TERNO 
 

Horário: Quarta, dia 29, às 17h30
Quinta, dia 30, às 6h30
Classificação: 12 anos
 
PRINCIPAL
Sinopse: Um antigo estúdio em Copacabana tornou-se ponto de encontro de grandes nomes do rock brasileiro, entre músicos já consagrados e membros da nova geração. Por lá, Dé Palmeira realiza jam sessions exclusivas com nomes consagrados e membros da nova geração do rock brasileiro, com clima de ensaio de banda de garagem, que desenham um panorama da cena carioca, mostrando toda a diversidade do gênero. A atração tem roteiro e direção de Renato Martins.

Neste episódio: Dé Palmeira recebe o trio paulista “O Terno”. Com um som retrô, o grupo fala sobre a cena independente e mostra as principais obras do seu novo projeto, o disco “Melhor do Que Parece”.
 
OURO VELHO, MUNDO NOVO – MOCINHA DE PASSIRA 
 

Horário: Quarta, dia 29, às 20h05
Quinta, dia 30, às 14h
Classificação: Livre
 
INÉDITO E EXCLUSIVO
Sinopse: A poesia popular na divisa entre Pernambuco e Paraíba é o tema da série documental dirigida por Cláudio Assis e Lírio Ferreira. A atração, nomeada a partir de duas cidades fronteiriças de ambos os estados, mostra como as rimas foram responsáveis por conduzir, ao longo dos anos, a sabedoria popular centenária da região. Ao conversar com artistas e personalidades locais, os diretores traçam um paralelo entre e a seca e as trovas, apresentam a influência do cordel nas rimas e mostram como as paisagens do sertão foram capazes de inspirar os versos dos moradores – com destaque para o depoimento do jornalista e conterrâneo Xico Sá, que atribui igual importância à produção local a escritos do russo Vladimir Maiakovski, um dos mais importantes poetas do século passado.

Neste episódio: “Por cima de pedra e toco, eles não queriam, mas eu meti os peitos e aí foi”. Relembre “Mocinha de Passira”, a mulher que construiu sua história no ambiente masculino dos repentes.

 
QUINTA-FEIRA, 30 DE JULHO
 
ESTAÇÃO ROQUENROU – LETRUX 
 

Horário: Quinta, dia 30, às 17h30
Sexta, dia 31, às 6h30
Classificação: 12 anos
 
PRINCIPAL
Sinopse: Um antigo estúdio em Copacabana tornou-se ponto de encontro de grandes nomes do rock brasileiro, entre músicos já consagrados e membros da nova geração. Por lá, Dé Palmeira realiza jam sessions exclusivas com nomes consagrados e membros da nova geração do rock brasileiro, com clima de ensaio de banda de garagem, que desenham um panorama da cena carioca, mostrando toda a diversidade do gênero. A atração tem roteiro e direção de Renato Martins.

Neste episódio: “O rock salvou minha vida”. A cantora Letrux revela a influência de Janis Joplin na infância e conta como estudar teatro proporcionou seu entendimento para seguir a carreira de cantora.
 
LAMA DOS DIAS – TEMPO PERDIDO 
 

Horário: Quinta, dia 30,
Sexta, dia 31, às 18h30
Sábado, dia 01, às 11h
Classificação: 14 anos
 
PRINCIPAL
Sinopse: A série resgata um pouco da história da capital pernambucana, no início da década de 90, para mostrar o contexto responsável pelo nascimento do manguebit. Em um momento de crise, após a redemocratização, o Recife presenciou uma verdadeira ebulição nos mais diversos campos da cultura. “Lama dos Dias” mostra os detalhes do período, a partir de dois núcleos principais: a trajetória da banda Psicopasso, um conjunto cuja sonoridade mescla a agressividade do rock com a batida do maracatu; e um grupo de amigos de uma universidade, insatisfeitos com o sistema e frequentadores da cena musical local. Com direção de Hilton Lacerda e Hélder Aragão (DJ Dolores) e um elenco formado por não-atores – complementado pela participação especial de Maeve Jinkings –, a série mostra como surgiu, da lama, uma geração consistente de artistas nacionais.

Neste episódio: Os amigos se reúnem para ajudar na gravação do primeiro videoclipe da “Psicopasso”, mas Biu não consegue ficar à vontade com seu papel. Uma solução inusitada salva a produção.
 
O PAÍS DO CINEMA – BRUNA SURFISTINHA 
 

Convidado: Roberto Berliner e Raquel Pacheco
Horário: Quinta, dia 30, à 0h
Sábado, dia 01, às 13h
Quarta, dia 05, às 7h
 
Classificação: 14 anos

INÉDITO E EXCLUSIVO
Sinopse: Andréia Horta comanda um mergulho na história do cinema brasileiro na quinta temporada de O País do Cinema. Na atração, a atriz recebe realizadores, diretores e intérpretes e coloca em pauta uma abordagem crítica e informativa da produção nacional recente. Para este ano, o programa dirigido por Marcello Ludwig Maia passeia por clássicos e produções mais recentes do cinema brasileiro. Os episódios entram em cartaz logo após a exibição dos filmes a que se referem e a anfitriã traz para o estúdio profissionais envolvidos com a produção, em nomes como Matheus Nachtergaele, Cleo, Mauro Lima, Carol Duarte, Gregorio Duvivier, Dira Paes e Alexandre Nero, entre outros.

Neste episódio: Roberto Berliner e Raquel Pacheco, produtor e autora do livro que inspirou o filme “Bruna Surfistinha”, falam sobre a hipocrisia dos que criticam a obra que representa o dilema de milhares de meninas no Brasil.

 
SEXTA-FEIRA, 31 DE JULHO
 
ESTAÇÃO ROQUENROU – SÉRGIO BRITTO 
 

 Horário: Sexta, dia 31, às 17h30
Sábado, dia 01, às 6h30
Classificação: 12 anos 

PRINCIPAL

Sinopse:
Um antigo estúdio em Copacabana tornou-se ponto de encontro de grandes nomes do rock brasileiro, entre músicos já consagrados e membros da nova geração. Por lá, Dé Palmeira realiza jam sessions exclusivas com nomes consagrados e membros da nova geração do rock brasileiro, com clima de ensaio de banda de garagem, que desenham um panorama da cena carioca, mostrando toda a diversidade do gênero. A atração tem roteiro e direção de Renato Martins.

Neste episódio: O compositor e instrumentista Sérgio Britto, integrante dos “Titãs”, comenta a busca por uma sonoridade diferente em sua carreira solo e elucida seu maior sucesso, a música “Epitáfio”.
 

RIO DE TOPLESS – CARNAVAL E MAMILOS 


Horário: Sexta, dia 31, às 18h
Sábado, dia 01, às 7h
Quarta, dia 05, às 12h30
Classificação: 10 anos
 
PRINCIPAL
Sinopse: A série de Ana Paula Nogueira passeia por diversos aspectos do movimento gerado pela prática do topless nas praias cariocas, como a liberdade de expressão e a repressão social e policial imposta pelas forças de segurança. Intercalando entrevistas com imagens de ensaios de mulheres de seios à mostra na orla do Rio de Janeiro, a produção dá luz a figuras icônicas do feminismo como Leila Diniz; o papel revolucionário de atrizes e cineastas como Helena Ignez; a influência do carnaval como festa libertária e a pressão da censura em pleno século 21.

Neste episódio: O episódio relembra o desembarque do topless no carnaval na década de 1980, o ato subversivo dos seios desnudos na folia de rua e a relação entre exposição do corpo feminino e sua sexualização.
 
LARICA TOTAL – DUBLÊ DE SIRI 
 

Horário: Sexta, dia 31, às 22h
Sábado, dia 01, às 13h30
Domingo, dia 02, às 1h30
Domingo, dia 02, às 9h40
Terça, dia 04, à 0h30
Classificação: 10 anos

PRINCIPAL
Sinopse: Está de volta ao Canal Brasil a terceira e última temporada da sátira a programas de culinária descolados exibidos por canais de televisão por assinatura. Ao contrário dos apresentadores experientes, treinados nas cozinhas de sofisticados restaurantes –, Paulo Oliveira (Paulo Tiefenthaler) é um solteirão que se vira como pode. Seu objetivo é apresentar receitas de pratos fáceis, capazes de satisfazer pessoas sem paciência, vontade, ingredientes ou equipamentos adequados no preparo de refeições.

Neste episódio: Ao se inscrever num curso de dublês, Paulo Oliveira aprende na pele o que é correr riscos. Para homenagear a profissão, ele faz uma Casquinha de Siri com direito a um ingrediente surpresa.
 
EM NOME DE DEUS – DE JOÃO DA IUCA A JOHN OF GOD 
 

Horário: Sexta, dia 31, às 22h30
Sábado, dia 01, às 13h55
Classificação: 10 anos

PRINCIPAL
Sinopse: Com condução de Pedro Bial e da roteirista Camila Appel, “Em nome de Deus”, que acompanha a história do médium João de Deus desde sua infância em Itapaci, em Goiás, até sua prisão por crimes sexuais. Em seis episódios, a série mostra o trabalho realizado ao longo de 18 meses e aborda os crimes e a dualidade do curandeiro – um homem que inspira fascínio e repulsa.

Neste episódio: Como um garoto pobre de Goiás, filho de um alfaiate e de uma cartomante, se tornou o curador mais famoso do Brasil e do mundo? E o crime mais antigo de João de Deus: estupro e tentativa de homicídio em 1973.

 
SÁBADO, 01 DE AGOSTO
 
ESTAÇÃO ROQUENROU – AUTORAMAS 
 

Horário: Sábado, dia 01, às 17h30
Domingo, dia 02, às 6h30
Classificação: 12 anos
 
PRINCIPAL

Sinopse:
Um antigo estúdio em Copacabana tornou-se ponto de encontro de grandes nomes do rock brasileiro, entre músicos já consagrados e membros da nova geração. Por lá, Dé Palmeira realiza jam sessions exclusivas com nomes consagrados e membros da nova geração do rock brasileiro, com clima de ensaio de banda de garagem, que desenham um panorama da cena carioca, mostrando toda a diversidade do gênero. A atração tem roteiro e direção de Renato Martins.

Neste episódio: Dé Palmeira recebe a banda “Autoramas” para um bate-papo sobre o movimento rock no Brasil. Referência no cenário independente, o grupo fala sobre sua carreira internacional.

 
DOMINGO, 02 DE AGOSTO
 
FIM DO MUNDO – O CANTOR E SUA SOLIDÃO 
 

Horário: Domingo, dia 02, às 2h
Quarta, dia 05, às 1h
Classificação: 12 anos
 
PRINCIPAL

Sinopse:
Dois dos principais expoentes da cena cultural pernambucana, Hilton Lacerda e Lírio Ferreira, assinam “Fim do Mundo”, a produção é de João Vieira Jr. e Nara Aragão, da REC Produtores. Na adolescência, após adquirir uma má reputação na vizinhança onde morava, Vitória (Hermila Guedes) precisou deixar a cidade. Agora, se vê obrigada a voltar para Desterro, na tentativa de recomeçar a vida ao lado do filho Cristiano (Jesuíta Barbosa). O jovem acaba de sair da prisão e questiona a atual liberdade ao perceber que todos ao seu redor estão apegados a alguma amarra social. Ela, por sua vez, descreve a terra natal como o “fim do mundo”, onde pessoas estão fadadas à estagnação e conformadas a viver tradições com as quais não concordam.

Neste episódio: Um concurso musical anima a noite de Desterro e faz trilha sonora para o desfecho da trajetória de Cristiano e Vitória. Desaparecido há dias, o jovem desiste de fugir e resolve enfrentar Balbino.
 
ESTAÇÃO ROQUENROU – FREJAT 
 

Horário: Domingo, dia 02, às 17h30
Segunda, dia 03, às 6h30
Classificação: 12 anos
 
PRINCIPAL
Sinopse: Um antigo estúdio em Copacabana tornou-se ponto de encontro de grandes nomes do rock brasileiro, entre músicos já consagrados e membros da nova geração. Por lá, Dé Palmeira realiza jam sessions exclusivas com nomes consagrados e membros da nova geração do rock brasileiro, com clima de ensaio de banda de garagem, que desenham um panorama da cena carioca, mostrando toda a diversidade do gênero. A atração tem roteiro e direção de Renato Martins.

Neste episódio: Frejat fala sobre a transição para a carreira solo após sair do “Barão Vermelho” e relembra sua importante parceria com Cazuza. O guitarrista comenta o atual cenário da indústria musical.
 
 
 

Nenhum comentário