Novidades

[News] Hard – A mudança de uma era por meio da comédia


A história de HARD, nova produção brasileira da HBO protagonizada por Natália Lage, nasceu na França há mais de 12 anos – criada por Cathy Verney, a série estreou com muito sucesso na televisão francesa em 2008. Suas três temporadas foram exibidas também em vários outros países da Europa. A série da HBO não é a primeira adaptação da obra, que já tinha sido levada ao teatro na França em 2018. Mas alguns elementos desta comédia tiveram que mudar para que a história se mantivesse atual mais de uma década depois. Saiba quais foram essas mudanças.

O ponto de partida da série francesa e da produção brasileira é o mesmo: a história de Sofia, uma dedicada dona de casa que acaba de ficar viúva. Elegante e discreta, ela renunciou à carreira como advogada para cuidar da família. Depois da morte repentina do marido, Sofia vê a sua vida perfeita desmoronar ao descobrir que ele mentiu a vida toda sobre a profissão e que sua herança vem na forma de uma produtora de filmes pornô que leva o nome dela: a SofiX.

A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA

Na produção francesa, o marido de Sofia cai acidentalmente de uma varanda durante um conserto doméstico com uma serra. Já na série da HBO o acidente acontece quando ele testa um drone no terraço da sua casa. A evolução tecnológica desta primeira cena é a porta de entrada para mostrar também outras mudanças que aconteceram nestes 12 anos que separam as duas produções.

A IMAGEM FEMININA

Sofia, papel de Natacha Lindinger na série francesa, é interpretada pela brasileira Natália Lage. Com direção de Rodrigo Meirelles, a atriz dá ao seu papel um tom contemporâneo. Embora a trama seja a mesma, a versão atual exibe diferenças que refletem uma mudança de era e uma nova visão do lugar das mulheres tanto na vida pessoal como na esfera pública e no âmbito profissional.

UM LEMA CONTEMPORÂNEO

É um negócio sujo, mas alguém tem que dirigir. Este era o lema da série ao estrear na Europa. A produção pretendia mostrar com humor os bastidores da indústria do cinema pornográfico. Já a proposta da HBO se concentra na profunda transformação de Sofia, uma mulher que diante do inesperado tem que assumir as rédeas da própria vida. Por isso, o novo lema da série é A vida dá muitas voltas. Agora Sofia está no centro da narrativa, dando uma guinada de 180 graus, enquanto se abre para a possibilidade de se reinventar.

A MODERNIZAÇÃO DO SETOR
Na nova versão de HARD, Sofia está diante de uma indústria de filmes pornográficos que evoluiu com os hábitos de consumo dos usuários e as novas tecnologias. Veremos como os vídeos por streaming ao vivo e os canais codificados reduziram o consumo de DVDs. O setor também enfrenta a intensa concorrência dos sites gratuitos. Fazem parte ainda da nova realidade os check-ups médicos periódicos para os atores e as grandes quantidades de preservativos que a produtora compra todos os meses.

HARD coloca no centro da cena o choque cultural. Obrigada a deixar os antigos preconceitos de lado, Sofia descobrirá o mundo de SofiX criado pelo seu marido e assumirá a missão de modernizar a produtora para filmar pornografia de qualidade, que também seja consumida por mulheres. Ela enfrentará seus tabus e, enquanto tenta manter as aparências para os filhos adolescentes e os amigos, começará a assumir o controle da própria vida e das decisões fora de casa. Um processo cheio de contradições que ela deverá superar rumo à transformação.

No ar aos domingos, às 23h, na HBO, os primeiros episódios de HARD estão disponíveis na HBO GO
 



Nenhum comentário