Books Brasil Books

Novidades

[Crítica] Última Cidade

 

Sinopse:

No nordeste distópico, João e seu cavalo Cruzeiro atravessam o sertão junto à companhia de um andarilho chamado Tahiel. Juntos eles vão para a última grande cidade da região para ficar frente-a-frente com o homem que matou sua família e tomou sua terra.




O quê eu achei?


Esse é meu primeiro contato com o diretor Victor Furtado(Meu Amigo Mineiro, Raimundo dos Queijos)e devo dizer que achei esse filme um tanto não-convencional.

João(Júlio Adrião),acompanhado de seu fiel cavalo,Cruzeiro e um andarilho chamado Tahiel(Hector Briones)atravessa o sertão nordestino em busca de vingança contra o homem que arruinou sua família e tomou suas terras.

Pode ser descrito como uma espécie de distopia faroeste-em seu caminho rumo à ultima cidade, ele cruza estradas vazias, avenidas desertas, encontra diversos bandidos e descobre fatos inesperados.A semelhança com Dom Quixote não é á toa;o o próprio diretor alegou que se inspirou nele e em Sancho Pança para criar os personagens,além de ter claras referências à Mad Max.

O resultado é uma amálgama de diversos gêneros cinematográficos que nem sempre funcionam e o final é típico de longas do gênero. Carece de uma identidade própria e de uma mensagem.


                     Trailer:





Nenhum comentário