Books Brasil Books

Novidades

[Crítica] Memória

 

Sinopse:

Em Memoria, Jessica, uma fazendeira de orquídeas escocesa, vai visitar sua irmã em Bogotá. Em uma manhã, Jessica é acordada por um som familiar, uma bola de pedra caindo no metal. Esse som assustador interrompe seu sono por dias, questionando sua identidade. O som, que aparentemente apenas Jessica consegue ouvir, carrega uma beleza em seu profundo que faz parte do cenário de Bogotá. Aqui, Jessica compartilha histórias com Hernan, um pescador que conta sobre o passado, o futuro e memórias daqueles que já se foram. 


O quê eu achei?

O diretor tailandês Apichatpong Weerasethakul(Tio Boonmee, Que Pode Recordar Suas Vidas Passadas)apresenta o que é provavelmente seu filme mais fraco de toda sua carreira.

Jessica(Tilda Swinton,dispensa apresentações)é uma escocesa que se mudou para a Colômbia há alguns anos e fala espanhol fluentemente.Tem uma pequena floricultura e acompanha sua irmã Karen (Agnes Brekke)se recupera de uma enfermidade no hospital.Um dia,Jessica acorda com o barulho de algo caindo e logo após o ocorrido,começa a ouvir sons de batidas aonde quer que vá.Ela conhece Hernán(Juan Pablo Urrego) um engenheiro de som que começa a lhe dar algumas pistas do que possa ser a origem daqueles estranhos ruídos.

Há dois grandes problemas: a quantidade de pontas soltas e a narrativa arrastada,monótona.Quando parece que Jessica descobriu algo que pode resolver,a pergunta é alterada e o final é inconclusivo, deixado em aberto.Só vale pelas paisagens e pela Tilda falando espanhol.


                          Trailer:






Nenhum comentário