Books Brasil Books

Novidades

[News] Estão abertas as inscrições para o 6º Prêmio ABRA de Roteiro

 

crédito Luiz Alves

A sexta edição do Prêmio Abra de Roteiro abriu inscrições para a premiação de 2022. Podem ser inscritos filmes, séries e outros programas de TV e streaming, estreados no país entre 1º de janeiro de 2021 a 28 de fevereiro de 2022, desde que os roteiros sejam de autoria ou coautoria de roteiristas brasileiros. A expectativa é que o evento aconteça em formato híbrido (online e presencial) este ano, em local a ser definido.

Mais uma vez, o Prêmio Abra de Roteiro conta com o patrocínio do Projeto Paradiso, que este ano convidará o(a) Roteirista do Ano a integrar a sua rede de talentos. 

Como na edição passada, quatro categorias serão escolhidas pela Diretoria da associação: Prêmio Parceria; Roteirista Homenageada(o); Prêmio Abraço – Excelência em Roteiro; e Roteirista do Ano | Prêmio Paradiso. 

A escolha da obra que levará o Melhor Roteiro - Prêmio da Crítica será realizada por um júri composto por críticos, colunistas, jornalistas e outros especialistas em cinema, TV e entretenimento, que indicará obras de destaque para eleger o Melhor Roteiro dentre todos os finalistas.

São aceitas as inscrições em vários formatos e gêneros: filmes de média e longa-metragem de ficção e documentário, séries de ficção e documentais, realities, telenovelas, programas de esquetes e de variedades, com divisão em categorias como infantil e infanto-juvenil, comédia, drama e obras com roteiro original ou adaptado.

Também podem concorrer filmes de curta-metragem de ficção, documentário ou animação, com duração máxima de 30 minutos, e que tenham participado dos principais festivais cinematográficos brasileiros. A curadoria desta categoria é uma parceria da Abra com a plataforma Cardume Curtas.  

Na edição passada, foi criado o Prêmio Paulo Gustavo, categoria que elegeu os melhores roteiros de longa-metragem de comédia, em uma homenagem póstuma ao ator e comediante Paulo Gustavo. Na abertura das inscrições, foi realizada uma live com tributo de amigos próximos: o roteirista Fil Braz, a atriz Mônica Martelli, o ator e roteirista Fábio Porchat e a participação da produtora Juliana Amaral, irmã do humorista.

O Prêmio ABRA de Roteiro surgiu em 2016, com a finalidade de valorizar os autores-roteiristas e ressaltar a importância do roteiro na cadeia de produção da indústria audiovisual nacional. Os premiados são escolhidos pelos próprios membros da associação, em dois turnos de votação.  

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas a partir de 04.04 até às 23h59 do dia 24 de abril de 2022. 

O regulamento e as inscrições estão disponíveis em www.premioabra.art.br

NOTA PARA VALOR ECONÔMICO: 

A 5ª edição do Prêmio Abra de Roteiro, que aconteceu ano passado, foi a maior em números e mais estrondosa em audiência nas redes da associação. Tivemos o lançamento de cinco categorias, vale o destaque para o Prêmio Paulo Gustavo para evidenciar os longas-metragens de Comédia. Foram feitas três lives: de abertura das inscrições, de divulgação dos finalistas, além da premiação que aconteceu em formato remoto e que teve mais de 2.400 visualizações no You Tube da Abra.  

No evento de lançamento contamos com a participação da Juliana Amaral, irmã do humorista e com homenagens de amigos próximos: o roteirista Fil Braz, a atriz Mônica Martelli e o ator e roteirista Fábio Porchat. 

Números que mostram o sucesso da quinta edição: 23.543 contas alcançadas, 19,9 mil interações com as publicações do prêmio e 10.846 visitas ao perfil que compartilharam os conteúdos da premiação passada nas redes sociais da Abra. 

Sobre a ABRA: 

Fundada a partir da fusão da AR (Associação Brasileira de Roteiristas Profissionais de Televisão e Outros Veículos de Comunicação) e da AC (Autores de Cinema), a ABRA – Associação Brasileira de Autores Roteiristas – atua há mais de duas décadas no Brasil para representar, exercer e defender os direitos dos autores de roteiros e argumentos de obras audiovisuais de qualquer natureza, proporcionando a valorização da profissão de autor-roteirista nas mais diversas instâncias e fomentando um cenário de aproximação entre os roteiristas e o mercado. Atualmente, conta com mais de 800 autores-roteiristas profissionais associados, posicionando-se, portanto, como instância legítima de representação da profissão de autor-roteirista no Brasil.


ASPAS

"O momento é de confiança e retomada. As aprovações das leis Paulo Gustavo e Aldir Blanc 2 simbolizam a luta dos artistas em seguir produzindo cultura no país depois desses anos tão difíceis. O 6º Prêmio Abra de Roteiro representa a celebração dessa luta. O audiovisual não parou, entretendo e encantando o povo brasileiro e gerando debates fundamentais para a nossa sociedade. São centenas de obras lançadas que disputarão os troféus e estamos ansiosos em voltar com a cerimônia presencial em 2022", diz Otavio Chamorro, vice-presidente da Abra.

“O sucesso da quinta edição se deve ao trabalho de equipe da Comissão do Prêmio junto a nossa assessoria, mas também ao número de homenagens que fizemos. Além do ator Paulo Gustavo homenageado pelos amigos, o novelista Gilberto Braga teve seu legado enaltecido pelas atrizes Malu Mader e Alessandra Negrini. Toda essa visibilidade ajuda a fomentar a Abra, entidade que luta pelos direitos do autor-roteirista no Brasil, sobretudo neste momento delicado que atravessamos no mercado audiovisual. Com a 6a edição deste ano, a nossa expectativa é continuar fomentando os talentos dos roteiristas brasileiros, diz Eli Ramos, diretora de Comunicação da Abra.  

“É uma alegria imensa para a Abra seguir homenageando roteiristas - criadores e criadoras, que primeiro se debruçam sobre a folha em branco -, apesar das dificuldades e sucateamento da indústria do audiovisual brasileiro, nos últimos quatro anos. Tem sido nosso compromisso ampliar progressivamente a celebração e visibilidade de vozes historicamente silenciadas, na esperança que o audiovisual tenha mais a cara do país.  Confiantes no porvir  e  certos que nossas histórias importam,  vem aí o 6º Prêmio ABRA .“  diz Maíra Oliveira, presidente da ABRA.




Nenhum comentário