Books Brasil Books

Novidades

[Crítica] Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore

 

Sinopse:

O professor Alvo Dumbledore (Jude Law) sabe que o poderoso mago das trevas Gellert Grindelwald (Mads Mikkelsen) está se movimentando para assumir o controle do mundo mágico. Incapaz de detê-lo sozinho, ele pede ao magizoologista Newt Scamander (Eddie Redmayne) para liderar uma intrépida equipe de bruxos, bruxas e um corajoso padeiro trouxa em uma missão perigosa, em que eles encontram velhos e novos animais fantásticos e entram em conflito com a crescente legião de seguidores de Grindelwald. Mas com tantas ameaças, quanto tempo poderá Dumbledore permanecer à margem do embate?


               O quê eu achei?

Já começo dizendo que Os Segredos de Dumbledore supera seu antecessor, Os Crimes de Grindelwald. 

Começamos com uma cena que apareceu nos trailers: Dumbledore e Grindelwald estão conversando em um restaurante e é revelado que Alvo era apaixonado pelo amigo. Eles fizeram um pacto de sangue-simbolizado por um frasco contendo uma amostra do sangue de cada um- o que significa que nenhum poderia sequer pensar em trair ou fazer algum tipo de mal para o outro enquanto vivessem. O restaurante pega fogo e vemos que era uma lembrança de Alvo, agora já como professor de Transfiguração de Hogwarts. Ele ainda está à procura de Grindelwald, que está foragido e quer travar uma guerra contra os trouxas.

É uma daquelas tramas em que nem sempre um personagem está ciente dos planos do outro, mas o que tem em comum é que Dumbledore é a mente mestra por trás de tudo. Jacob continua trabalhando em sua padaria mas ainda nutre sentimentos por Queenie-que agora está trabalhando para o lado inimigo- mas não demora até que ele seja resgatado de volta ao mundo bruxo. E há outra importante questão em jogo: a eleição para próximo líder da Confederação Internacional dos Bruxos (equivalente às Nações Unidas) que envolve 3 candidatos, entre eles a representante do Brasil, Vicência Santos(Maria Fernanda Cândido).E há uma cena no final que vai agradar os fãs Br-especialmente os cariocas! A personagem fala pouco mas tem uma sólida base de apoiadores.

O cliffhanger do filme anterior, a identidade do Creedence, foi solucionado- e confesso que não é algo que eu esperava! Em relação á falecida irmã Dumbledore, Ariana, ela chega a  ser mencionada mas ainda não sabemos as circunstâncias exatas de sua morte, quem que realmente disparou o feitiço que tirou sua vida. Talvez descubramos no quarto ou quinto filme;

Aparecem apenas 3 criaturas mágicas, sendo que apenas a que realmente tem um papel importante na trama, que é um animal inédito chamado quilin- criado especialmente para a franquia de Animais Fantásticos porque nunca havia sido mencionada em nenhum livro do universo Potterhead.

Outra coisa que gostei foi a participação do irmão mais velho de Newt, Theseus; o conhecemos no segundo filme e é agora que ele realmente participa.Quem apareceu mais nesse filme também foi a assistente de Newt,Bunty e conhecemos a professora Hicks(Jessica Williams) uma bruxa muito talentosa. Quem aparece pouco é a Tina mas há uma razão.

Como era de se esperar, a atuação do Mads Mikkelsen como Grindelwald caiu como uma luva; ele combinou perfeitamente como o líder manipulador que te ganha pela lábia.

E os fãs de longa data de HP certamente irão se alegrar ao ouvir a trilha sonora dos filmes originais em alguns momentos.

A trama é bem-amarrada e não perde o ritmo, mantém o espectador interessado até o final. E abre várias possibilidades para o quarto e o quinto filmes.

Uma dica: O título se refere não apenas ao Alvo, mas à família Dumbledore no geral, incluindo Aberforth.

Obs: Não há cena pós-créditos.


                       Trailer:






Nenhum comentário