Books Brasil Books

Novidades

[News]Vanessa Bumagny canta anseios coletivos e desejos íntimos no disco "Cinema Apocalipse"

 Vanessa Bumagny canta anseios coletivos e desejos íntimos no disco "Cinema Apocalipse" 

Álbum tem participações de Zeca Baleiro, Chico César e Fernanda Takai




Créditos por Vanessa Curci


Uma estratégia pra ganhar é a luta ter algo de dança. Vanessa Bumagny lança o álbum "Cinema Apocalipse", quarto trabalho da carreira que já soma 30 anos, no dia 28 de janeiro de 2022. Depois de dançar entre o bolero e o arrocha nas já mostradas faixas "Quem Ama Sofre", parceria com Luiz Tatit, e "Cinema Ilusão", que ganhou videoclipe e tem co autoria com Zeca Baleiro e que tem vozes de Zeca e Chico César; expor seu medo e incerteza em "Canção para Ninar o Apocalipse" e expressar sua ansiedade e desejo visceral com "Fome de Tudo", também com Chico César, Vanessa apresenta mais seis faixas inéditas, dentre elas A Ousadia, ao lado de Fernanda Takai.


OUÇACinema Apocalise (fu.ga)


Leia a carta de Jean Wyllys sobre Cinema ApocalipseCarta escrita por Jean Wyllys.docx - Documentos Google




“Cinema Apocalipse'' reúne, assim, dez faixas, incluindo o poema "Lady Lazarus", originalmente de Sylvia Plath, musicado por Vanessa. Quem assina a produção do disco é Rafael Castro, selando ainda mais uma parceria iniciada em 2019, quando o produtor e músico pediu uma canção de Bumagny para produzir e incluir em seu disco: "Levei minha parceria com o Luiz Tatit em "Quem Ama Sofre", e gostei tanto do resultado que resolvi ficar com ela pra mim, não sem antes negociar com o Rafa e prometer que daria outra canção pra ele. Eu já estava procurando um produtor pra fazer um disco novo e naquele momento senti que tinha encontrado".


Ao lado de Rafael Castro, Vanessa Bumagny foi construindo o disco durante a pandemia, em meio a muitos dos sentimentos vividos neste momento atípico, incerto e desafiador. Logo no início de sua audição, “Cinema Apocalipse'' ecoa "Tudo Está Bem” - Eles te querem exausto e triste, a alegria é a maior revolução que existe -, uma canção que celebra a reabertura gradual da vida em sociedade, a sobrevivência e a vida. O disco também fala de amor, ainda que de forma irônica e irreverente, como em “A Ousadia'”, que tem parceria e participação de Fernanda Takai, e “Eu Sei Ficar Só”. 


É, de modo geral, um disco que vai dos anseios coletivos aos desejos íntimos, resistindo sem perder a ternura. São músicas para embalar o apocalipse, sob o desejo pulsante de Vanessa, com o qual qualquer um é capaz de se identificar. Bumagny despontou na música com seu debut "De Papel" (2003). Na sequência lançou "Pétala por Pétala" (2009), com produção assinada por Zeca Baleiro, e "O Segundo Sexo" (2014). Em 2018, a faixa "O Que For Melhor" virou trilha sonora da novela As Aventuras de Poliana (SBT); em 2019 teve a canção "Pétala por Pétala", uma parceria com Chico César, gravada por Daniela Mercury. Desde então mostra faixas do disco que chega, enfim, agora.


Capa por Vanessa Curci

Nenhum comentário