Novidades

[News] Roberto Birindelli contracena com Bruno Gagliasso em Loop, longa selecionado no LABRFF.

 

 A jornada internacional de “Loop”, longa-metragem do cuiabano Bruno Bini, continua. O filme foi selecionado para a mostra competitiva  do Los Angeles Brazilian Film Festival (LABRFF 2020), que ocorre de 21 a 25 de outubro. Roberto Birindelli está no ar na série 1Contra Todos, na Fox e no Globoplay, estava no elenco da novela Apocalipse da TV  Record e estará no elenco da novela Nos Tempos do Imperador da TV  Globo.

A produção já passou pelo Fantasporto (Porto, Portugal) e pelo Manchester Film Festival (Manchester, Reino Unido), onde recebeu quatro premiações: Film of the Festival, melhor longa, melhor montagem e melhor atriz, para Branca Messina.

Primeiro longa-metragem do cineasta cuiabano, Loop foi exibido pela primeira vez em novembro de 2019 na mostra competitiva do Festival de Brasília. O roteiro, também assinado por Bini, mostra as tentativas de Daniel, personagem de Bruno Gagliasso, de viajar no tempo para evitar a morte da namorada, Malu, vivida por Bia Arantes.


Seu apoio é a irmã, Simone, interpretada por Branca Messina, que o acompanha no decorrer dos 98 minutos do filme. Em meio a idas e vindas no tempo, o público é levado a pensar: o que você mudaria na sua história se pudesse?


O elenco principal da produção – totalmente filmada em Cuiabá – inclui ainda Nikolas Antunes, Roberto Birindelli e Zécarlos Machado. O filme foi produzido pela Plano B Filmes, produtora de Bini, e contou com a coprodução da Globo Filmes, Valkyria Filmes e Druzina Content. A produção executiva ficou a cargo de Bruno Bini, Angelisa Stein e Luciana Druzina. Fernando Meirelles e Bruno Gagliasso são produtores associados.


Meirelles, cineasta do recente “Dois Papas”, também assinou a supervisão artística do projeto. “Loop não se parece com nada que eu já tenha assistido no cinema nacional. É surpreendente”, afirmou Meirelles.


Além de Loop, Bini tem cinco curta-metragens realizados e já recebeu mais de 60 prêmios nacionais e internacionais, sendo vários deles de roteiro. Seu primeiro longa-metragem teve patrocínio da Agência Nacional do Cinema (Ancine), do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), em conjunto com a Secretaria Estadual de Cultura de Mato Grosso. A expectativa do diretor é que ainda em 2020 o filme seja lançado no mercado comercial.

LABRFF 2020

Em sua 13ª edição, o Los Angeles Brazilian Film Festival é considerado a maior vitrine do audiovisual brasileiro nos Estados Unidos. Pela primeira vez, será realizado pela internet, na plataforma Filmocracy, devido à contingência da pandemia do novo coronavírus. Além de Loop, outra produção mato-grossense foi selecionada para a mostra competitiva de longas. É o filme “A Batalha de Shangri-lá”, de Severino Neto e Rafael de Carvalho.





Nenhum comentário