Novidades

[News] Telecine estreia Três Verões, da Vitrine Filmes, e passa a ter filmes exclusivos


Estrelado por Regina Casé e dirigido por Sandra Kogut, longa estreia em setembro no hub de cinema

Filmes inéditos e exclusivos. O Telecine, hub de cinema, lança em setembro, no streaming de filmes e na rede de canais, o aguardado “TRÊS VERÕES”, longa-metragem dirigido pela cineasta Sandra Kogut e estrelado pela atriz Regina Casé. Aclamada em festivais nacionais e internacionais, a produção inaugura a nova série de filmes exclusivos da marca.

“Ter a oportunidade de oferecer ao usuário Telecine um filme inédito e exclusivo como Três Verões, que era um dos mais aguardados pelo público antes da pandemia, reforça o nosso propósito de levar a magia do cinema para o maior número de pessoas e fomentar a indústria nacional. Poder assistir a um filme inédito torna a experiência do usuário ainda mais única e especial”, afirma Sóvero Pereira, Diretor de Conteúdo e Aquisições do Telecine.

Além da estreia de TRÊS VERÕES, o Telecine também lançará com exclusividade, em parceria com a H20, os longas “De Perto Ela Não É Normal”, protagonizado pela atriz Suzana Pires e dirigido por Cininha de Paula, com Marcos Caruso no elenco; e “Não Vamos Pagar Nada”, dirigido pelo cineasta João Fonseca, com a atriz Samantha Schmütz.

O Telecine oferece os primeiros 30 dias do streaming de filmes gratuitamente para novos assinantes. Acesse: telecine.com.br.

SINOPSE:

A cada verão, entre Natal e Ano Novo, o casal Edgar e Marta recebe amigos e família na sua mansão espetacular à beira mar. Em 2015 tudo parece ir bem, mas em 2016 a mesma festa é cancelada. O que acontece com aqueles que gravitam em torno dos ricos e poderosos quando a vida deles desmorona? Através do olhar de uma caseira e de um velho patriarca, ambos vítimas do sonho neoliberal, vemos um retrato do Brasil contemporâneo, imediatamente antes de 2018.


FICHA TÉCNICA:

Direção: Sandra Kogut

Produção: República Pureza

Produção: Marcello Ludwig Maia e Laurent Lavolé

Coprodução: Gloria Films, Globofilmes, Telecine e Canal Brasil

Produtor Associado: Carlos Diegues

Roteiro: Sandra Kogut e Iana Cossoy Paro

Direção de Fotografia: Ivo Lopes Araújo

Montagem: Sergio Mekler e Luisa Marques

Trilha Original: Berna Ceppas

Direção de Arte: Marcos Pedroso e Thales Junqueira

Figurino: Marina Franco

Maquiagem: Ricardo Tavares

Produção de Elenco: Marcela Altberg

Som Direto: Bruno Armelin

Edição de Som: Tomás Alem e Vincent Guillon

Direção de Produção: Flávia Rosa Borges

Produção Executiva: Marcello Ludwig Maia

Assistente de direção: Lara Carmo

Consultoria: Monica Almeida

Distribuição: Vitrine Filmes

Apoio cultural: UNIP


Elenco:

Regina Casé – Madá

Otávio Muller - Edgar

Gisele Fróes - Marta

Rogério Fróes - Lira

Carla Ribas - Branca

Jessica Ellen - Vanessa

Daniel Rangel - Luca

Carol Pismel - Jana

Wilma Melo - Cida

Luciano Vidigal – Paulo

Edmilson Barros – Elísio

Charles Fricks – João Paulo

Paulo Verlings – Emerson

Glicerio do Rosário – Ribamar

Alli Willow – Jessy


SOBRE A DIRETORA


Sandra Kogut fez seus primeiros trabalhos em 1984 e desde então vem utilizando diferentes mídias e formatos: ficções, documentários, filmes experimentais, instalações. Participou de exposições no Brasil e no exterior. Em 1996 foi uma das criadoras do programa “Brasil Legal”, na Tv Globo, do qual foi a diretora-geral. Realizou a série experimental “Parabolic People” (rodada em Paris, Nova Iorque, Moscou, Tókio, Dakar e Rio) produzida pelo CICV Pierre Schaeffer (França); o curta “Lá e Cá” (com a atriz Regina Casé, co-produzido pela Tv francesa Canal Plus e pela Fundação McArthur nos Estados Unidos), os premiados documentários “Adiu Monde” e “Passagers d’Orsay” (produzido pelo Museu d’Orsay junto com a televisão francesa). Seu documentário “Um Passaporte Húngaro” (França/ Bélgica / Hungria / Brasil) foi lançado nos cinemas brasileiros em 2003, recebendo prêmios internacionais e sendo objeto de estudos e teses em vários países. Seus trabalhos foram premiados em diversos festivais internacionais (Rio, Berlin, Oberhausen, Kiev, Leipzig, Locarno, Havana, Rotterdam e muitos outros) e foram exibidos no MoMA em NY, Guggenheim Museum, Forum des Images em Paris, Harvard Film Archives nos EUA (onde foi realizada uma retrospectiva completa) entre outros. “Mutum” seu primeiro longa-metragem de ficção – baseado no livro “Campo Geral” de João Guimarães Rosa – teve sua estreia mundial no Festival de Cannes 2007, na Quinzena dos Realizadores, recebendo mais de vinte prêmios nacionais e internacionais, e foi lançado comercialmente numa dezena de países.

“Campo Grande” seu último longa-metragem de ficção, uma coprodução Brasil/França, teve estreia mundial no Festival Internacional de Cinema de Toronto e foi premiado nos festivais do Rio, Mar del Plata, Havana, Málaga entre outros. Em 2011/2012 Sandra passou um ano em Berlim como convidada da DAAD Berliner Künstlerprogramm. Foi professora na Escola Superior de Belas Artes em Strasbourg (França) e nas universidades americanas de Princeton, Columbia (Film Program) e University of California San Diego / UCSD. Foi Visiting Scholar na New York University entre 2008 e 2011. Há três anos é comentarista do programa Estudio i, na Globonews.


Nenhum comentário