02 novembro 2018

[News] ¨A nossa espera¨ faz sua estreia nacional no Festival do Rio


Depois de fazer sua estreia mundial no Festival de Cannes 2018, o filme “A Nossa Espera”, irá participar do Festival do Rio 2018. Este é o segundo filme do diretor belga Guillaume Senez (“9 Meses”), estrelado pelo francês Romain Duris (“Todo o Dinheiro do Mundo”), que interpreta um pai abandonado pela esposa e deixado com seus dois filhos. 
O diretor francófono Senez impressionou com seu primeiro longa, “9 Meses”, sobre um garoto de 15 anos que sonhava em se tornar goleiro de futebol, mas que engravida a namorada e se torna pai. Seu segundo longa, “A Nossa Espera”, é novamente um filme sobre paternidade, embora a família em questão seja agora formada por um adulto com duas crianças.
Mais uma vez Senez apresenta um drama sério, intenso e realista, que traça o curso de um homem simples e lutador, em uma incessante batalha com seu dia a dia. Além de trazer o drama familiar, “A Nossa Espera” também fala de temas como os direitos de trabalho e a luta sindical.
Com distribuição da Vitrine Filme, o longa será exibido na Premiére Brasil do Festival do Rio, sendo a primeira sessão no dia 3 de novembro.

SERVIÇO FESTIVAL DO RIO 2018
03/11/2018 – Sábado Estação NET Ipanema - sala 2 - 19:30
05/11/2018 – Segunda Estação NET Rio – sala 5 - 21:30
09/11/2018 – Sexta Estação NET Gávea – sala 4 - 14:00

SINOPSE
Olivier faz o melhor que pode para combater as injustiças em seu trabalho. Mas de um dia para o outro, sua esposa Laura inesperadamente abandona a família, e ele se vê sozinho tendo que lidar com as necessidades de seus filhos pequenos, os desafios do cotidiano e as demandas de seu trabalho. Diante de novas responsabilidades, ele e os filhos lutam para encontrar o equilíbrio à espera de Laura.
FICHA TÉCNICA
A Nossa Espera.
Título em inglês: Our Struggles.
Ano: 2018.
Duração: 99 minutos.
País de origem: Bélgica e França.
Gênero: Drama.
Língua(s): Francês.
Direção: Guillaume Senez.
Roteiro: Guillaume Senez e Raphaëlle Desplechin.
Elenco: Romain Duris, Lucie Debay, Basile Grunberger, Lena Girard Voss, Laetitia Dosch, Dominique Valadie.
Produção Executiva: Taio Facilities.
Produção: Isabelle Truc, David Thion e Philippe Martin.
Diretor de Fotografia: Elin Kirschfink (SBC).
Diretor de Arte: Florin Dima.
Montagem: Julie Brenta.
Edição de som: Virginie Messiaen e Sabrina Calmels.
Mixagem: Franco Piscopo.
Classificação etária: A verificar.
Distribuição: Vitrine Filmes.        
  
             VITRINE FILMES NO FESTIVAL DO RIO 2018
Títulos da distribuidora a serem exibidos no Festival: A Nossa Espera, Vermelho Sol, Excelentíssimos, Los Silencios, Diamantino, Sueño Florianópolis, Mormaço e Tinta Bruta.
SOBRE A VITRINE FILMES
Em oito anos, a Vitrine Filmes distribuiu mais de 120 filmes. Entre seus maiores sucessos estão "Aquarius" e "O Som ao Redor", de Kleber Mendonça Filho, "Hoje Eu Quero Voltar Sozinho", de Daniel Ribeiro e o americano "Frances Ha", dirigido por Noah Baumbach, indicado ao Globo de Ouro em 2014.
Em 2017, a Vitrine lançou "O Filme da Minha Vida", terceiro longa de Selton Mello como diretor, e "Divinas Divas", dirigido por Leandra Leal, o documentário mais visto no ano.
Alguns dos mais importantes lançamentos deste ano da Vitrine foram "Paraíso Perdido", de Monique Gardenberg, "O Processo", de Maria Augusta Ramos, que está entre os 10 documentários mais vistos da história do cinema nacional e "Benzinho", dirigido por Gustavo Pizzi e protagonizado por Karine Teles, exibido no Festival de Sundance.


Nenhum comentário

Postar um comentário