Books Brasil Books

Novidades

[News] “Amigo Secreto”, novo documentário de Maria Augusta Ramos, estreia nesta quinta em 53 salas e 24 cidades do Brasil

 

                                                                

                                                            Trailer:


“Amigo Secreto”, novo documentário de Maria Augusta Ramos ("O Processo"), estreia nesta quinta-feira em 49 cinemas, 53 salas, com 85 sessões diárias, em 24 cidades de 19 estados do Brasil: Afogados do Ingazeira (PE), Aracaju (SE), Balneário Camboriú (SC), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campinas (SP), Campos dos Goytacazes ( RJ), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Manaus (AM), Natal (RN), Niterói (RJ), Palmas (TO), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), São Luís (MA), São Paulo (SP) , Teresina (PI), Vitória (ES).


O longa-metragem é uma coprodução Brasil, Alemanha e Holanda. É produzido por Nofoco Filmes, Docmakers, Gebrueder Beetz Filmproduktion, coproduzido pela Vitrine Filmes – que assina sua primeira coprodução, além da distribuição do longa-metragem no Brasil. 


Em “Amigo Secreto” (2022), Maria Augusta parte da inquietação que move todo o seu cinema: a investigação da injustiça. O novo filme se detém nas investigações da Operação Lava-Jato, que levaram à prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao posterior escândalo envolvendo juízes e procuradores, acusados de manipular informações e cometerem ilegalidades jurídicas. 

 

A diretora adota três instâncias principais para fazer sua linha narrativa: o trabalho de jornalistas do The Intercept Brasil e do El País Brasil na apuração do que ficou conhecido como “Vaza-Jato”; imagens de arquivo, como o depoimento de Lula diante do ex-juiz Sergio Moro, figura-chave em todo o processo; e a costura de imagens contemporâneas de protestos e movimentações em torno de Jair Bolsonaro, eleito presidente da República em 2018. 

 

Maria Augusta permite que seus personagens, em especial os jornalistas, circulem pelo filme como se sempre fizessem parte dele. No trabalho, em casa ou em entrevistas diretamente com suas fontes, figuras como Leandro Demori, Carla Jiménez, Regiane Oliveira e Marina Rossi têm documentadas as tensas rotinas de trabalho e a apreensão de estarem diante de um episódio que alterou os rumos do país.  

 

Telegram do filme: https://t.me/amigo_secreto  

  

Sinopse  

Em 2019, a entrada do ex-juiz Sergio Moro no governo Bolsonaro e o vazamento de  mensagens trocadas por ele com procuradores e autoridades abalam a credibilidade da Operação Lava Jato. Um grupo de jornalistas acompanha os desdobramentos do caso, enquanto o país mergulha em uma sequência de crises que começa a ameaçar a sua democracia.  

  

Com  

Carla Jiménez  

Regiane Oliveira  

Marina Rossi  

Leandro Demori  

  

Ficha técnica:  

Direção e roteiro: Maria Augusta Ramos  

Direção de fotografia: Diego Lajst  

Som direto: Fernando Akira  

Montagem: Karen Akerman  

Montagem adicional: Eva Randolph  

Direção de produção e pesquisa: Zeca Ferreira  

Desenho de som e mixagem: Tom Bijnen, Mark Glynne 

Finalização: Jan Jaap Kuiper 

Correção de cor: Michiel Rumnens 

Produtor executivo: Maria Augusta Ramos, Felipe Lopes, Ilja Roomans  

Produtores: Maria Augusta Ramos, Christian Beetz, Ilja Roomans, Silvia Cruz  

Uma coprodução: Vitrine Filmes, ZDF em associação com ARTE 

Uma produção: Nofoco Filmes, Gebrueder Beetz Filmproduktion, Docmakers  

Patrocínio: IREE, Grupo Prerrogativas, FENAE 

Esse filme teve o apoio de: Netherlands Film Fund e The Netherlands Film Production Incentive  

Apoio: Trupe do Filme, TVT 

  

Sobre a diretora - Maria Augusta Ramos:  

É uma diretora de cinema reconhecida internacionalmente. Seus filmes foram premiados em diversos festivais. O Processo estreou na Berlinale e recebeu o Prêmio de Melhor Filme no festival suíço ‘Visions du Reel’, no DocumentaMadrid e no IndieLisboa. Desi ganhou o Prêmio do Público no IDFA - Festival de Doc de Amsterdam. Justiça foi premiado como ‘Melhor Filme” no ‘Visions du Reel’, no Taiwan Int. Doc. Fest e no CPH:Dox Copenhagen. Juízo recebeu Melhor Filme no One World IFF e o Prêmio Fipresci no DOK Leipzig. Morro dos Prazeres recebeu os Prêmios de Melhor Direção, Fotografia e Som no 46o Festival de Brasília. Futuro Junho ganhou Melhor Direção no Festival do Rio e Melhor Filme no Janela de Cinema em Recife. Em 2014, a diretora recebeu o Prêmio Marek Nowicki outorgado pela Helsinki Foundation of Human Rights pela sua obra.  

 

Sobre a produtora – Nofoco Filmes:  

Nofoco Filmes é uma produtora de cinema independente criada em 2006.  Produziu seis longa-metragens documentais da diretora Maria Augusta Ramos: Não toque em meu companheiro (2020), O Processo (2018), Seca (2015), Futuro Junho (2015), Morro dos Prazeres (2013) e Juízo (2006). Os seis filmes foram exibidos e premiados no Brasil e no exterior. O Processo foi o documentário mais visto nos cinemas no Brasil em 2018 e recebeu nove prêmios internacionais entre eles: Melhor Filme no festival suíço Visions du reel, Melhor Documentário nos festivais DocumentaMadrid e IndieLisboa e o Prêmio SESC de melhor documentário pela crítica e pelo público em 2018. O longa “Amigo Secreto” é o filme mais recente da Nofoco Filmes.  

  

Sobre a coprodutora - Docmakers:   

Docmakers é um coletivo audiovisual composto por renomadas cineastas e documentaristas holandesas. Seu foco de trabalho são filmes que trilham caminhos menos convencionais e interdisciplinares em suas trajetórias. Docmakers também é engajada em colaborar com o desenvolvimento de novos talentos e promove a troca entre realizadores mais experientes e realizadores no início de carreira. Dentre seus trabalhos mais recentes podemos citar: Love is potatos de Aliona van de Horst, On Day Eight de Yan Ting Yuen e Robert Kosters, The Long River Slides de Sanne Rovers, Heart of Democracy de Suzanne Raes, Master of light de Rosa Boesten.  

  

Sobre a coprodutora - Gebrueder Beetz Filmproduktion:  

Gebrueder Beetz Filmproduktion é uma empresa alemã que produziu mais de 120 documentários de alta qualidade e longa-metragens para o mercado internacional. A empresa prioriza documentários que discorram sobre temas relacionados à história, cultura, ciência e sociedade, com uma paleta de produção que vai desde documentários para televisão até docudramas e séries de TV. As produções da empresa ganharam inúmeros prêmios respeitados - incluindo três prêmios Grimme, o Cinema for Peace Award, três British Independent Awards, o Prix Europa, o Prêmio HotDocs Filmmakers, e o Prêmio Especial do Júri IDFA. Em 2013, o projeto Open Heart, coproduzido pela Beetz, foi indicado ao Oscar.  


Sobre a coprodutora e distribuidora - Vitrine Filmes:  

A Vitrine Filmes, em doze anos de atuação, já distribuiu mais de 190 filmes e alcançou mais de quatro milhões de espectadores. Entre seus maiores sucessos estão "O Som ao Redor", "Aquarius" e "Bacurau" de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles. Outros destaques são "A Vida Invisível", de Karim Aïnouz, representante brasileiro do Oscar 2020, "Hoje Eu Quero Voltar Sozinho", de Daniel Ribeiro, e "O Filme da Minha Vida", de Selton Mello. Entre os documentários, a distribuidora lançou "Divinas Divas", dirigido por Leandra Leal e "O Processo", de Maria Augusta Ramos, que entrou para a lista dos 10 documentários mais vistos da história do cinema nacional.  

Além do cinema nacional, a Vitrine Filmes expandiu o seu catálogo internacional ao longo dos anos. Assim, foi responsável pelo lançamento dos sucessos “O Farol”, de Robert Eggers, indicado ao Oscar de Melhor Fotografia; “Você Não Estava Aqui”, dirigido por Ken Loach; e "DRUK - Mais uma rodada", de Thomas Vinterberg, premiado com o Oscar de Melhor Filme Internacional de 2021.  



Nenhum comentário