Novidades

[News]Thaila Ayala, Werner Schünemann e Ludmilla estreiam filme em uma das maiores plataformas de streams do mundo

Thaila Ayala, Werner Schünemann e Ludmilla estreiam filme em uma das maiores plataformas de streams do mundo

MOSCOW, do diretor Mess Santos foi rodado em apenas 12 dias durante a pandemia e traz um novo modelo de filmes.

 



 

Dia 11 chega no Amazon Prime Video o filme MOSCOW, do diretor e roteirista Mess Santos. A trama atemporal tem um ar de HQ e narra a história da personagem, Val, em uma noite cheia de reviravoltas, vingança e muitas surpresas.

 

Repleto de personagens marcantes, ação e diálogos únicos, a história pode ser definida em muitas palavras, menos previsível. A trilha sonora original ficou a cargo do DJ e produtor mineiro FTampa.

 

O longa conta com Thaila Ayala, Jennifer Nascimento, Werner Schünemann, Bruno Fagundes, Micael, Pedro Lemos, Sacha Bali, Gabi Lopes, Victor Pecoraro, Ravel Cabral e Ludmilla.

 

“Moscow é um filme que gira fora de uma curva do cinema nacional. Seja na estética visual que criamos para ele, quanto na parte dramática. Eu sempre digo que é um filme de personagens, que são tão únicos que até parecem ter saído de uma história em quadrinhos. E o talento desse elenco foi fundamental para dar vida a tantas personalidades desafiadoras. A pergunta após assistir não será se você gostou do filme, mas de quem você mais gostou no filme”, declara Mess.

 

Moscow foi o primeiro filme a ser rodado em  São Paulo durante o início da flexibilização da quarentena no ano passado. Parte dos figurantes foram compostos por manequins realísticos, a fim de evitar aglomerações, e a preparação de elenco e pré-produção foram feitas on-line, a equipe era bem  reduzida no set e mantinha o distanciamento social.

 



 

 

Werner Schünemann interpreta um mafioso e se diz muito satisfeito em estar neste projeto:

“Sinto uma mistura de euforia com orgulho, foi especial participar desse filme por várias razões, entre elas destaco todo processo de pré e produção feitos durante a pandemia. Foi tudo tão novo, saber que podíamos produzir arte e cultura mesmo em um momento tão pesado para o mundo, foi muito estimulante. O elenco foi bem escolhido, me sinto orgulhoso de estar nesse casting.”

 

As gravações foram feitas em apenas 12 dias, um tempo recorde para uma produção de cinema, algo poucas vezes visto no mundo, pois normalmente levam-se meses para se concluir uma produção nesse porte.

 

"Foi o primeiro trabalho que fiz na pandemia. Gravamos em um tempo recorde e de uma maneira que nunca tinha feito. Sem contar que eu adorei trabalhar com uma estética mais próxima dos HQs. Eu amo HQs, coleciono desde pequena, então, foi como entrar em uma das histórias que eu coleciono. É uma estética e um roteiro bem diferentes do que estamos acostumados a ver no cinema brasileiro e estou curiosa para ver como o público receberá isso", comenta Thaila.

 

Em inúmeros lugares do mundo o cinema mainstream funciona e gera lucros sem precisar de incentivos fiscais ou recursos do Estado. Mess Santos acredita que MOSCOW possa ser pioneiro nesse aspecto no Brasil.

 

O longa foi financiado por investidores privados, um modelo de negócio já usado em Hollywood e que possibilita as pessoas investirem no filme entendendo que isso dá uma possibilidade de retorno como qualquer outro investimento.

 

Para finalizar, um spoiler que vai deixar todo mundo curioso: As personagens de Thaila e Ludmilla se beijam!

 

Assista o Trailer - https://www.youtube.com/watch?v=5H1mRBq33Rs





 

ELO COMPANY

 

Fundada em 2005 pelos sócios Flavia Feffer, Rubem Feffer e Sabrina Nudeliman Wagon, a Elo Company é uma distribuidora de conteúdos audiovisuais para cinema, streaming e TV, presente no Brasil e no mercado internacional.

 

Desde a sua fundação lançou mais de 500 projetos entre eles “Vou Nadar Até Você”, primeiro filme protagonizado por Bruna Marquezine, “Doutor Gama” de Jeferson De, “Torre das Donzelas”, de Susanna Lira (vencedor do prêmio de Melhor Documentário pelo público na Mostra de Internacional de São Paulo), “Aos Olhos de Ernesto”, da premiada Ana Luisa Azevedo, “Tito e os Pássaros” de Gustavo Steinberg e “O Menino e o Mundo” de Ale Abreu, indicado ao Oscar de melhor animação.

 

No mercado há 15 anos, conta com uma estrutura completa de produção de conteúdo, distribuição de obras audiovisuais em todas as plataformas e vendas para o mercado nacional e internacional.

 

Como produtora, a Elo Company trabalha com parceiros para o desenvolvimento e produção de diversos projetos, entre eles: TRACE TV, para a Rede TV - que tem exibição atualmente no Globoplay; History; Natgeo; Disney+; Telecine; Sony e Warner. Além disso, seu primeiro projeto autoral, "Desafio Impossível", para a National Geographic, foi selecionado para os maiores festivais do mundo e recentemente licenciado.

 

A Elo Company tem entre seus principais objetivos criar, produzir e divulgar as narrativas brasileiras em múltiplas telas e países, valorizando também a diversidade na frente e atrás das telas com projetos inovadores como o Selo ELAS, com o intuito de fomentar projetos de longa-metragem com direção feminina.

 

Para os próximos anos serão mais de 80 projetos para distribuição com grandes talentos como Fabiana Karla, Taís Araújo, Cris D’Amato, Pedro Amorim, entre outros.

Nenhum comentário