Novidades

[Crítica] Duna

 

Sinopse:

Paul Atreides é um jovem brilhante, dono de um destino além de sua compreensão. Ele deve viajar para o planeta mais perigoso do universo para garantir o futuro de seu povo.




 


       O quê eu achei?

Antes de mais nada,preciso dizer que só vi o filme antigo do David Lynch,ainda não li os livros-até os comprei esse de um amigo que estava vendendo e irei lê-los em breve.

Muito já foi dito sobre a dificuldade de passar tamanha complexidade de uma obra para as telonas mas eu acredito que Dennis Villeneuve tenha sido a pessoa certa para essa tarefa. O diretor canadense que nos trouxe A chegada e Blade Runner 2049 agora nos apresenta a primeira parte da adaptação do primeiro volume da saga (composta por 6 volumes). 

Paul (Timothée Chalamet) é o filho do Duque Leto Atreides (Oscar Isaac), que foi encarregado pelo Imperador de assumir o governo do planeta Arrakis (também conhecido como Duna), terra natal da substância mais valiosa do Universo,o Tempero.Mas a brutal Casa Harkonnen tem liderado os negócios de lá por 80 anos,logo o Duque suspeita que sua convocação tenha sido uma armadilha.Enquanto isso,Paul está tendo sonhos recorrentes com Chani (Zendaya),uma garota Fremen-o povo nativo do planeta Arrakis.Há indícios de que Paul seja o Kwisatz Haderach, o escolhido,como previsto pelas Bene Gesserit,uma ordem de mulheres místicas da qual sua mãe,Lady Jessica (Rebecca Ferguson)fazparte.

Villeneuve é um visionário e os cenários são de encher os olhos, seja Caladan, o planeta-natal cheio de oceanos dos Atreides, seja as cavernas do planeta-natal dos Harknonnen,Gledi Prime.Os cenários e figurinos tem tanta importância quanto os diálogos.

Uma coisa que me preocupava era se o deserto e os vermes, os Shal-Hulud, como são chamados pelos Fremen, seriam representados da maneira correta mas felizmente o CGI não deixou a desejar.

Josh Brolin interpreta Gurney Halleck, um dos Mestres das Armas da Casa Atreides e tutor de Paul e Jason Momoa interpreta Duncan Idaho, um guerreiro que é um dos Mestres das Espadas da Casa Atreides.

Ao meu ver, é uma adaptação que agradará tantos os novos fãs quanto os de longa data. Torçamos para que haja continuação.


                             Trailer:






Nenhum comentário