Novidades

[News]Rodrigo Vellozo dá as boas-vindas à filha primogênita no single "Aurora", composição de Benito Di Paula

 

 

RODRIGO VELLOZO DÁ AS BOAS-VINDAS À FILHA PRIMOGÊNITA NO SINGLE "AURORA", COMPOSIÇÃO DE BENITO DI PAULA
 

 

 

Cada pessoa reage a uma surpresa de maneira diferente. Benito di Paula, por exemplo, compôs uma canção ao descobrir que seria avô pela primeira vez. Rodrigo Vellozo, músico e filho de Benito, irá se tornar pai em breve, com a chegada da bebê Aurora. O sentimento que ele experienciou ao compartilhar a novidade com o pai o motivou a gravar o single, que tem como data de lançamento o dia 6 de agosto, na semana do Dia dos Pais. "Aurora" está disponível para audição em todas as plataformas digitais de streaming e contou com a produção de Rodrigo, junto com Romulo Fróes e Allen Alencar. 

 

Composição de Benito, a letra de Aurora surgiu logo no momento em que ele ficou sabendo que seria avô. “Meu filho me falou, e, espontaneamente, como sempre acontece, nasceu essa música. Agora, estamos esperando ela nascer”, afirma sobre a homenagem à neta. Algo semelhante aconteceu no momento em que ele descobriu que Rodrigo, seu primeiro filho, viria ao mundo. Na ocasião, Benito criou “Cara Pintada”, que está presente no álbum Nação, de 1985.

“Foi um processo coletivo, rápido e totalmente remoto”, conta Rodrigo. O primeiro a ser acionado foi Romulo Fróes, que também cuidou da produção do disco O Mestre-sala da Minha Saudade, lançado por Rodrigo Vellozo em agosto de 2020 (ouça aqui). Em “Aurora”, Fróes contou com Allen Alencar para criar o arranjo: “Ele estava voltando do Nordeste para São Paulo de carro e trabalhou no arranjo da canção ao longo da viagem, parando para gravar em diferentes cidades”, relata Rodrigo.

 

 

Créditos da Imagem: Bruno Trindade

 

Ao ouvir o que Allen criou, Benito di Paula pensou em uma introdução inspirada em “Concierto de Aranjuez”, composição do espanhol Joaquín Rodrigo, feita para orquestra. A introdução clássica deu lugar a um improviso feito por Benito no violão. “Quase ninguém sabe que esse foi o primeiro instrumento do meu pai. Inclusive, o piano dele é influenciado pela forma com que ele toca o violão”, explica Rodrigo. Por fim, juntaram-se ao time Rodrigo Campos e Marcelo Cabral – que também integraram as gravações de O Mestre-sala da Minha Saudade –, o baterista Igor Caracas e o saxofonista Thiago França. Em “Aurora”, influências eruditas e ciganas combinam as identidades sonoras de todos os envolvidos. “Cada um trouxe camadas pessoais e profundas para a canção que meu pai compôs para minha filha”, relata Rodrigo.

Apesar dos momentos de incerteza acentuados pela pandemia, a família está animada para conhecer Aurora: “Estamos prontos e muito felizes com a chegada da nossa menina. A casa já se modificou e já está cheia de cores, brinquedos, fraldas e alegria”, conta Rodrigo.

Enquanto aguarda a chegada da filha, Rodrigo se divide entre os planos para o decorrer do ano, como a comemoração dos 80 anos de Benito di Paula e os cuidados pré-natais. “Olhar o rostinho dela na ultrassonografia é inacreditável, escutar o coraçãozinho dela faz o meu bater mais rápido. A música retrata e embala esta fase tão especial das nossas vidas”, finaliza o cantor e, agora, pai.

 

 

Créditos da Imagem: Bruno Trindade

 

Ficha técnica - single:

Voz, violão, piano e rhodes: Benito Di Paula
Voz: Rodrigo Vellozo
Violão e guitarra: Allen Alencar
Synths e samples: Marcelo Cabral
Bateria e percussão: Igor Caracas
Cavaquinho, repique de anel e reco-reco: Rodrigo Campos
Sopros: Thiago França
 
Produzido por Allen Alencar, Romulo Fróes e Rodrigo Vellozo
Gravado por Big Rabello e Frederico Pacheco
Mixado por Gustavo Lenza
Masterizado por Felipe Tichauer

Nenhum comentário