Novidades

[News]Coletivo Afrobapho lança a websérie “Narrativas de Artvismo” através do projeto AFROBAPHOLab patrocinado pela Natura Musical e Governo da Bahia

Coletivo Afrobapho lança a websérie “Narrativas de Artvismo” através do projeto AFROBAPHOLab patrocinado pela Natura Musical e Governo da Bahia



A websérie conta com 5 episódios e conta com depoimentos de Sulivã Bispo, Ventura Profana, Thiffany Odara e Rafaela Pinah


Alan Costa. Foto: Edgar Azevedo.


O Coletivo Afrobapho lança no dia 15 de julho a websérie “Narrativas de Artvismo”, disponível nas plataformas de IGTV e YouTube, que contará em cinco episódios como a história do Coletivo Afrobapho está intimamente ligada à manifestações políticas e sociais, em defesa dos Direitos Humanos, contra o racismo, LGBTfobia e outras opressões. A websérie faz parte das entregas do projeto AFROBAPHOLab patrocinado pela Natura Musical e Governo da Bahia, através do Fazcultura, Secretaria de Cultura e Secretaria da Fazenda.


“Este projeto, assim como os demais selecionados pelo edital Natura Musical, tem a potência de gerar impacto positivo no ecossistema onde está inserido. Isso se traduz em ações de inclusão, sustentabilidade, apoio à diversidade e educação. São pilares fundamentais para as mudanças que desejamos vivenciar no mundo”, afirma Fernanda Paiva, Head of Global Cultural Branding.


O coletivo ficou conhecido por conta de criações de narrativas artísticas que dialogam com questões sociais e políticas inerentes aos corpos dissidentes e vivências de seus integrantes. De 2015 para 2016, motivado pelas ondas de protestos do movimento “Black Lives Matter (Vidas Negras Importam) nos Estados Unidos e também pelas ações do movimento “Reaja ou Será Morto” na Bahia (após a chacina do Cabula em Salvador), o Afrobapho realizou um Manifesto Artístico para explicar sobre Genocídio da Juventude Negra para o público que já seguia o coletivo.


“Essa intervenção arte-política se tornou um ensaio fotográfico, que viralizou nas redes sociais, chamando a atenção da organização Anistia Internacional, eles se interessaram pela forma que o Afrobapho conseguiu falar de algo tão sério e importante, através de atuação artística e convidou o coletivo para desenvolver ações para a Campanha Nacional “Jovem Negro Vivo”, a partir daí, despontamos como uma das atuações mais potentes de arte e ativismo: ARTVISMO”, conta 


ARTvismo é o nome dado a narrativas artísticas e estéticas, que produzem questionamentos e críticas sociais, com o objetivo de promover a reflexão sobre questões como racismo, lgbtfobia, machismo, dentre outras problemáticas. Apesar de ser uma prática recorrente há muito tempo, a arte com cunho político e social tem ecoado cada vez mais, alcançando novos públicos, a partir de diferentes plataformas. 


A websérie tem direção de Edgar Azevedo, um dos responsáveis pelos audiovisuais de maior sucesso do Coletivo Afrobapho e conta com depoimentos de Sulivã Bispo, Ventura Profana, Thiffany Odara e Rafaela Pinah. Ao total, serão 5 episódios lançados semanalmente, toda quinta feira do dia 15 de julho a 12 de agosto. 


O AFROBAPHOLab: Bahia is Burning foi selecionado pelo edital Natura Musical, por meio da lei estadual de incentivo à cultura da Bahia (Fazcultura), ao lado de Nara Couto, Mestre Aurino de Maracangalha, Mahal Pita e Mercado Iaô, por exemplo. No Estado, a plataforma já ofereceu recursos para 58 projetos de música até 2020, como Margareth Menezes, Jadsa, Mateus Aleluia e Ilê Ayê. 


SERVIÇO

Websérie “Narrativas do Artvismo”

Datas: 15 de julho a 12 de agosto, toda quinta. 

Programação: http://www.afrobapho.com.br

Canal: https://www.youtube.com/c/ColetivoAfroBapho  

Instagram: https://www.instagram.com/afrobaphooficial/ 


Sobre Natura Musical 

Natura Musical é a plataforma de cultura da marca Natura. Desde seu lançamento, em 2005, o programa investiu cerca de R$ 174,5 milhões no patrocínio de mais de 518 projetos - entre trabalhos de grandes nomes da música brasileira, lançamento e consolidação de novos artistas e projetos de fomento à cenas e impacto social positivo. Os trabalhos artísticos renovam o repertório musical do País e são reconhecidos em listas e premiações nacionais e internacionais. Em 2020, o edital do Natura Musical selecionou 43 projetos em todo o Brasil e promoveu mais de 300 produtos e experiências musicais, entre lançamentos de álbuns, clipes, festivais digitais, oficinas e conferências. Em São Paulo, a Casa Natura Musical se tornou uma vitrine permanente da música brasileira, com uma programação contínua de lives, performances, bate-papos e conteúdos exclusivos, agora digitalmente. 


FAZCULTURA

Parceria entre a SecultBA e a Secretaria da Fazenda (Sefaz), o mecanismo integra o Sistema Estadual de Fomento à Cultura, composto também pelo Fundo de Cultura da Bahia (FCBA). O objetivo é promover ações de patrocínio cultural por meio de renúncia fiscal, contribuindo para estimular o desenvolvimento cultural da Bahia, ao tempo em que possibilita às empresas patrocinadoras associar sua imagem diretamente às ações culturais que considerem mais adequadas, levando em consideração que esse tipo de patrocínio conta atualmente com um expressivo apoio da opinião pública.


Sobre o Coletivo AfroBapho 

O Afrobapho é um coletivo baiano formado por jovens negros LGBTIA+ das periferias de Salvador, que utilizam as artes integradas como ferramenta de mobilização e sensibilização social. Surgiu em novembro de 2015, como uma plataforma de ação coletiva que produz narrativas criativas para falar sobre questões sociais e direitos humanos. Através da dança, música, produções audiovisuais e performances artísticas, aborda numa perspectiva antirracista, questões de estética, dissidências de sexualidade e gênero, que confrontam o padrão heteronormativo da sociedade. O Afrobapho é uma narrativa potente que se manifesta através de corpos dissidentes, que por muitas vezes foram excluídos, violentados e silenciados.

Nenhum comentário