Novidades

[Crítica] Vamos nos divorciar

 

Sinopse:

Masha, médica ginecologista, é tão focada em seu trabalho que não percebe que está prestes a ser abandonada pelo marido. Porém, acostumada a conseguir o que quer, Masha começa a lutar para reconquistar seu marido infiel, Misha. Ela não está pronta para simplesmente perdê-lo para uma personal trainer, Oksana, que tem pouco mais de vinte anos. A seu favor, Masha tem uma rica experiência de vida e seus dois filhos pequenos. Nesta situação, ela está pronta para usar todo o seu “arsenal de combate”, que inclui forças sobrenaturais.

                                                   O quê eu achei?

Costumo gostar de filmes russos mas esse me decepcionou. Vou explicar os motivos que me levam a fazer tal afirmação.

A protagonista Masha (Anna Milkhalkova) é uma médica ginecologista bem-sucedida casada com Misha (Anton Filipenko)mas chega um momento em que ele fica insatisfeito e começa a traí-la com uma jovem de vinte e poucos anos, Oksana (Anna Rytsareva)que é uma professora de Educação Física.

Masha e Misha tiveram dois filhos juntos, um casal e ela não está pronta para abrir mão dele.A situação parece desbalanceada pela outra ter os fatores juventude e beleza mas por outro lado, Masha é madura e é mãe dos filhos dele.

Masha começa a usar todos os recursos possíveis para correr atrás e tentar recuperar seu ex-marido. Eu não gostei do filme porque apresenta somente pontos de vista machista; por quê uma mulher crescida e inteligente como Masha correria atrás de um homem infiel? A fila anda! Se ele não soube dar valor a ela, cabe à Masha a tarefa de se valorizar e ir atrás de um pretendente que saiba.

Mais um detalhe: esse `´arsenal de combate que inclui forças sobrenaturais`` descrito na sinopse nunca aparece de verdade. Não sei se você sabem mas os russos são muito supersticiosos .O máximo que tem de crença e superstição é uma cena em que Masha, após finalmente descobrir a traição. conta para uma amiga e esta recomenda que ela queime suas roupas para evitar trazer o azar.

Tudo isso e o final ainda é aberto à interpretação. Eu esperava uma mudança na atitude de Masha mas infelizmente não aconteceu. Uma pena.


                        Trailer:






Nenhum comentário